sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Mineiro a gente não entende - interpreta.

Compartilhe:

Se você é mineiro irá entender direitinho o texto . Se não é, procure um mineiro fluente em mineirês para te explicar. Até porque, o que aqui escrevo nem é bem para entender, é para ser interpretado. 

Depois de anos resolvi sair de Minas para conhecer outros mundos, culturas e povos diferentes. Como bom mineiro levei nas malas fotos, cartas que eu guardava desde adolescente, e claro biscoitos, queijos, doce e água pra beber no caminho. No coração, saudades que eu ainda nem sentia, sem nem entrar ainda no trem, mas sentia. Fui embora, sai de Minas e vivi outras emoções, mas meu coração não saiu de Minas. Minas Gerais é como uma tatuagem, um amor eterno. Esteja onde estiver Minas estará em você.

E depois de uns tempos fora, voltei. E mexendo com uns trem aqui em casa, peguei aquele trem que escreve e aquele trem de escrever e saiu esse trem que você está lendo. Eu gosto de escrever. Sempre mexi com as coisas das letras. Já mexi com rádio, mexi com jornal, já fui té tirador de retrato. Hoje eu mexo com tudo isso e mais um pouco. 

O mineiro pode até esconder o seu “ser mineiro”, mas se entrega fácil. Eu me entreguei. Num restaurante chique em São Paulo, lá estava eu sentado na mesa e o garçom me olha e pergunta:
- Você é mineiro não é?
- Uai sô! Cumé qui cê sabe? Capais dum trem desses sô!


Assim é o mineiro, seu jeito de ser, falar e características próprias, não passam despercebidas.

O mineiro pode estar no mais fino restaurante, em qualquer lugar do mundo, que vai procurar no menu se tem comida mineira. Quer logo saber se o Feijão Tropeiro é igual ao Mineirão, se o Tutu de Feijão é de Paracatu, o Frango com Ora-pro-nobis de Sabará, o Doce de Leite de Viçosa, a Truta de Marmelópolis, o Queijo da Serra da Canastra, a Goiabada de São Bartolomeu, a Rapadura de Itaguara, o Requeijão de Poços de Caldas, o Catupiry de Lambari, o Vinho de Jabuticaba de Catas Altas, o Licor de Itaipé, o Peixe de Formiga, a Carne de Sol de Mirabela, a Carne na Lata de Rio Preto, a Farinha de Montes Claros e aquela Cachacinha de Salinas. E ainda vai querer saber se na cozinha tem fogão à lenha e se a comida é feita em panela de pedra sabão de Ouro Preto. Com certeza vai. Ah, a panela tem que ser curada. Se não for, a comida não presta.

E quando volta pra Minas? Vai direto pra cozinha passar café no coador de pano e procurar pão de queijo. E mineiro adora café e como gosta! Faz café como ninguém e não titumbeia em perguntar:
- A chaleira tá fervendo no fogão cumpadi?
- Já tá uai!
- Então pó pô pó?
- Pó pô, mas num põe muito não pra num fica grosso por que esse pó que ocê tá pondo é forte padaná!

E por falar em pão de queijo, o que mineiro mais sente falta é de queijo e pão de queijo. O queijo está no sangue do mineiro. Mineiro sem queijo de Minas é mineiro triste. E eu quando vivia fora me entristecia quando olhava aqueles queijos que não falam uai. E o pão de queijo? Que pão de queijo o quê sô? Devia ser proibido chamar o que eles fazem de pão de queijo. Pode ser pão com algum trem, menos com queijo. Nó menino, eu não aguentava comer aqueles trocim não. Pão de queijo é o de Minas, isso mineiro fala com PHD no assunto.

Ah sô mais esse trem de ser mineiro é bão dimais da conta viu! Mineiro é mineiro e temos nossas diferenças sim, no jeito de falar e se expressar. O mineiro não é para entender, é para interpretar.

O que o povo de outro estado não consegue, nós não damos conta. A gente não paquera as moças, damos umas espiadas e nem ficamos perfumados, ficamos é cheiroso. Nós não caçamos briga, aqui a gente arruma é confusão mesmo.

Aliás, se quer caçar confusão com mineiro vai ter. Melhor evitar porque pra entrar numa confusão, mineiro faz o máximo para evitar, mas se entrar, cê tá lascado que nem saco de batata. A confusão vai até o fim. Demoramos pra entrar no meio da confusão, mas pra sair, espera chover canivete no dia de São Nunca.

Seu moço, me diga um trem: qual é a sua graça hein? 
Óia o jecossô e óia procê vê o jequelé!
E outra coisa, a gente fica meio assim sem jeito de perguntar a idade de alguém, principalmente de mulher. Mas perguntamos. Mineiro é bem sutil. Ele não pergunta a sua idade. Pergunta assim:
- Me diga uma coisa: cê tá berano quantos anos hein?

Mineiro não gosta de pronunciar palavras inteiras, encurta tudo. Vossamescê reduziu para vosmecê, você, ocê, cê. Deu pra diminuir até aqui. Mas se tiver jeito, fica só o acento circunflexo. Mineiro não pega ônibus, pega um ons. Não vai longe, vai é logo ali ó. É uai! É que mineiro é bom das pernas, gosta de andar a pé. De tanto costumar em andar, parece que tudo está pertim, chega rapidinho, num tirim de espingarda. Pra mineiro né. Mas pra quem é de fora, pode seguir reto a vida toda que o alí é lá, mas lá longe mesmo. Leva uma garraga d´água e uma merenda para comer no meio do caminho.

A gente detesta conversa demorada. Quando a conversa está longa e sem graça vai ouvir assim:
- Ataia logo essa conversa sô!

Ataia mesmo porque senão sai confusão. Ninguém aguenta uma lenga lenga uai!

Mineiro bão mesmo é aquele que não sai no escuro. Que dá nó em goteira, não pisa no molhado, que desconfiado, que só acredita vendo mesmo. Não é muito de prosa com estranho não, mas se for com o fucim dele, nó, já é de casa, quase que parente.

Aliás, mineiro não gosta de falar não viu. Gosta é de prosear. Na prosa fala de tudo.

Mineiro é pontual mesmo. Dizem que a diferença de um mineiro para um relógio suíço é que este marca a hora certinha, o mineiro não, chega bem antes da hora marcada. Isso é pra não perder o trem e quando o trem chega, corre com os trem para ser o primeiro a entrar.

Quando eu estava lá pelas bandas do litoral de São Paulo, Rio de Janeiro e Nordeste tem sempre aqueles curiosos que perguntam como que a gente vive sem mar. De tanto me perguntarem e mostrar aquele risinho de bobo perguntei:
- Cê sente falta da sua Ferrari zerinha? Do seu avião, da sua casa nos alpes suíços?
- Cê tá loco mineiro, eu não tenho nada disso, como vou sentir falta?
- Então sô, geograficamente Minas Gerais não tem mar, se não temos mar, porque vamos sentir falta do que não temos? E com tantas cachoeiras, rios, praias de rios, vamos sentir falta de mar?

Mas gente, sem mar a gente vive, nem nos faz falta, mas sem queijo, sem pão de queijo, sem biscoito, sem café, sem doce de leite, sem goiabada cascão, sem o nosso franguinho com quiabo, tropeiro, sem os nossos bolos, ai é demais, ai nenhum mineiro aguenta né. Ai não dá pra viver não. Esses trem faz falta demais sô! Só quem está longe disso tudo ai sabe o que eu estou falando.

Mas é isso, ser mineiro é muito mais que isso, tem trem demais pra escrever. Isso porque, como diz o nosso grande Guimarães Rosa “Minas são muitas”. Em cada canto de Minas você encontra um jeito diferente de falar, um jeito diferente de te olhar, um jeito diferente de agir, mas tenha certeza, encontrará um povo caloroso, que gosta de receber bem as visitas, de te se mostrar como mineiro em toda sua simplicidade, simpatia e carisma.

Minas Gerais é montanha, é minério, é ouro, é diamante, é carro de boi, é leite tirado no curral, é artesanato em pedra sabão, barro, argila e cerâmica. É fé, é religiosidade, é tradição, é chapéu e cigarro de palha. É Festa Junina, é Congado, é Reinado, é Semana Santa. É café, é leite, é fogão a lenha, é cavalgada, é queijo, é doce de leite no tacho, é fartura.O mineiro é um povo bão e como dizia Guimarães Rosa, “é junto dos bão que a gente fica mió”. 
Texto e fotografia com direitos reservados à Arnaldo Silva
Foto ilustrativa, em São Bartolomeu, distrito de Ouro Preto MG

72 comentários:
Faça também comentários
  1. Amo ser mineira!!!!!!Mineiro é tudo isso com muito orgulho..

    ResponderExcluir
  2. Texto verdadeiro e perfeito.
    Ser mineiro é tudo isso, mais um pouco.
    Juscelino Kubitschek
    Ziraldo
    Tancredo Neves
    Pelé
    Telê Santana
    Tiradentes
    José Alencar
    Mirian Leitão
    E tantos outros que agora me fogem a memória. E eu tamem sô.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também.
      Nascida em Pedra do Anta, Registrada em Jequeri e criada em Ponte Nova.
      Goibada mineira, não tem outra igual.
      Saudades!!!!!

      Excluir
    2. E o G. Rosa, de Cordisburgo. Ele é mineiro universal.

      Excluir
    3. Santos Dumont
      Drumon de Andrade
      Gen. Olympio Mourao Filho
      Dr. Paulo Chagas
      O Aleijadinho
      Dilma Vana Rousseff

      Excluir
    4. Pedra do Anta
      São Miguel do Anta
      Canaã
      Jequeri
      Ponte Nova
      Viçosa....
      Goiabada cascão...
      Queijo canastra...
      Oooooo trem bão!

      Excluir
    5. Minas é: Cícero Alvernaz, mineiro de Manhuaçu.

      Excluir
  3. UAI, TAMEN SÔ! SOU DE CURVELO (norte de Minas), POR ISSO SOU CURVILÍNEA! hahahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahaha! Curvilínea!
      Gostei do texto, divertid'imais!
      Sou, como dizia minha Mammy: "mineiroca", já que vivo no Rio há 40 anos.

      Excluir
    2. Aaaah, já ia "isqueceno": sou de Lavras

      Excluir
  4. Lindim! Amo Minas Gerais, amo minha cidade natal - Santa Rita do Sapucaí,no sul de Minas e amo ser mineira, uai!!!!

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto. Mas se esqueceu do nariz de Minas. Triângulo Mineiro uai...

    ResponderExcluir
  6. Sou mineira lá dos confins; nasci em Caparaó- chamado de Caparaó velho! tenho muito orgulho em ser mineira!, embora tenha saído de lá ainda criança! Adorei o texto lido; ser mineiro é tudo o que foi dito!

    ResponderExcluir
  7. Excelente, só faltou dizer que o rio é Doce!

    ResponderExcluir
  8. QUE MARAVILHA ,MINAS E O MUNDO DA GENTE ,ORGULHO DE SER MINEIRO

    ResponderExcluir
  9. Eu sou mineiro de BHC, dizem que é legítimo, pois BHC significa: Belo Horizonte, Capital, uai. Quem duvida?!

    ResponderExcluir
  10. Deixei Minas mas Minas nunca me deixou... Sou mineira com muito orgulho e amor, amo minha terra e minha raiz...

    ResponderExcluir
  11. Sou mineiro aqui de Arcos... Terra do pó que caia o sobrado e junta o aço e inda dá breu no laço .. Ohh MINAS GERAIS !!!!!

    ResponderExcluir
  12. Sô paulista, de Pederneiras sobrenome de família mineira! Na literatura o que mais gostava eram Thomaz Antonio Gonzaga, Cláudio Manoel da Costa e o canto das rezadeiras! Inté! Seo Nonô de Diamantina. Juscelino de MG e JK do BRASIL. (07 de Fev. 2017)

    ResponderExcluir
  13. Que delícia ler isso.Peito inflado de tanto amor.
    Mineiro é assim, ama todo trem lindo.Qualquer troço com belezura é motivo de orgulho.

    ResponderExcluir
  14. Grande DIAGNÓSTICO e RX da ALMA mineira.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  15. Sou casada com mineiro e vivo agora em minas e pucha como ajuda ese texto a comprender a mentalidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. compreenderá somente parte, pq sempre fica algo no ar, e nois so ispia

      Excluir
    2. nóis só ispia..foi ótimo ! Tb. sou mineira de Paraisópoils, por favor, não confundir com uma grande favela que existe em São Paulo..................

      Excluir
  16. SOU MINEIRA DA ZONA DA MATA, QUERO COMPARTILHAR NA MINHA LINA DO TEMPO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique a vontade para compartilhar as publicações do nosso portal.

      Excluir
  17. Nâo sei se é realmente de Frei Beto este texto. Não vem a fonte. Quando foi publicado? Onde? De qualquer forma já foi mexido e saltaram o inicio, que está aqui. Como todo mineiro é um pouco filósofo, há um mistério sobre o qual medito há anos: o que é ser mineiro?

    De reflexões e inflexões que extraí sobre a mineirice - muitas delas colhidas de metafísicas inscrições em rótulos de cachaça e quinquilharias de beira de estrada - eis as conclusões a que cheguei:

    Mineiro a gente não entende - interpreta.

    Eu sou mineira,
    Sou mineira, mas não entendi bem o texto. Isto é, não conheço mineiros como os descritos por ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entonces tu é minerm das farça... daquelas fala ingreês ou arrata x cum vergonha de sêoquié. #prontofalei

      Excluir
    2. Por isso e por oras que eu gosto dos minero uai! Pedro Dahmer

      Excluir
    3. Sou de outras Minas. Sou das Gerais. Faz parte dos nossos costumes o respeito aos outros e a educação. Não vejo isso nos comentários. Pronto, falei.

      Excluir
  18. Uai sô também sou mineira de Varginha.

    ResponderExcluir
  19. ser mineiro é tudo de bom ,eh TREM BOM SÔ.

    ResponderExcluir
  20. Bunito dimais da conta!! Mineiríssima de BH

    ResponderExcluir
  21. Sou menina de Minas, menina das Minas Gerais...
    Aouu meu Norte amado, minha Indaiabira, Meu Novorizonte! É orgulho que não cabe no peito, é orgulho que escorre pelos olhos...

    ResponderExcluir
  22. Ocês tudo arreda pra lá só pra eu fala uma coisinha...
    É bom dimais ser mineiro sô.
    Nasci lá pras bandas de Dionsio (Ponte Alta).Eita sardade bandida sô!

    ResponderExcluir
  23. Sou mineiro, sou Pará de Minas, sou paraminense.

    ResponderExcluir
  24. Sou mineiro, sou Pará de Minas, sou paraminense.

    ResponderExcluir
  25. Só quem é Nascido e criado aqui em Minas Gerais sabe o que é ser Mineiro "Uai" de verdade sô. viva cidade de Cristina-MG.

    ResponderExcluir
  26. Sou mineira da Gema, belo-horizontina com orgulho.

    ResponderExcluir
  27. Sou filha de mineiro nascido em Rio Novo zona da Mata... Não perco o trem pq sempre chego antes...tenho a raiz mineira muito forte. Minha familia tem um livro "A Saga dos Fonseca" por lá descobri que Belo Horizonte pertenceu a minha familia que era uma grande fazenda...

    ResponderExcluir
  28. Sou mineira de Minas,mineira de Minas Gerais!Sou de BH,e amo Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  29. Sou mineira de Minas,mineira de Minas Gerais!Sou de BH,e amo Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  30. Essa foto é na saudosa Catas Altas. Ao fundo vê-se a Serra do Caraça!

    ResponderExcluir
  31. Depois de tudo isso, só posso dizer: "Tomem sô mineiro, uai!

    ResponderExcluir
  32. Estou no estado do Amazonas mas minha linda terra das Minas Gerais não sai do meu coração, quantas saudades,

    ResponderExcluir
  33. Sô minerim e cum gostu... aqui dos locos de Barbacena.

    ResponderExcluir
  34. Minas é Congonhas do Norte...
    Conceição do Mato Dentro...
    Milho Verde...
    Minas são muitas...
    De qual Minas você é?
    Eu sou de Ouro Preto, Belo Horizonte, Nova Lima e Betim...
    Eu sou MINAS GERAIS!

    ResponderExcluir
  35. Minas também é Triângulo Mineiro, e uberaba, Uberlândia, ituitaba , Araguari, Frutal outra e mais outras e a mais querida de todas a minha cidade natal meu PRATA querido, meu pedacinho de céu.

    ResponderExcluir
  36. Alguém, cujo nome não me lembro, escreveu que Minas não é um Estado da Federação, mas um estado de espírito...

    ResponderExcluir
  37. Uai...e eu sou da Capetinga sô... Um bejim docim proscês...

    ResponderExcluir
  38. Minas.
    São tantas vertentes,
    Tanto sonho, tanta gente...

    Montanhas, histórias,
    Trajetos...
    Casario, igrejas, museus,
    Minas – morada de Deus.

    Mariana, Congonhas,
    Passa Tempo,
    (mas o tempo aqui não passa!)
    Vira nuvem de fumaça.

    Aleijadinho, Filipe dos Santos,
    Diabinhos, bruxas e santos.
    Conspiração – Tiradentes.

    Minas.
    São tantas vertentes
    Que dão nó em nossa mente,
    Tanto sonho, tanta gente...

    Minas que vence o tempo,
    Casas velhas carcomidas,
    Minas de sete mil vidas.

    Tanto pó pelas calçadas,
    Cruz margeando as estradas –
    “Aqui Zé Quincas morreu.”

    Minas...
    Tanta coisa aconteceu!

    ResponderExcluir
  39. Minha terra amada...hoje vivo distantes das montanhas iluminadas,vivo em terras Lusas, mas sinto muita falta desta tal Minas gerais...terra amada por muitos e saudosa de milhares.Te Amo Minha terra.

    ResponderExcluir
  40. nosso CEG tem ainda muito desse ser mineiro ......

    ResponderExcluir
  41. Tendi tudim, sou mineira de Patos de Minas. Que orgulho que tenho dessa terra!

    ResponderExcluir
  42. So achei pessima a coisa de ajoelhar pra ver as pernas da viuva :( mas o resto do texto é legal =)

    ResponderExcluir
  43. Mineiro é o trem mais doido que tem, e tudo isso e mais um cadim. Saudades do meu Brás Pires, ô terra boa, gente boa. Café ralim com broa queijo. Lugar bão comida melhor ainda, as meninas são uma chiquesa só, os omi bando de pavão molhado. Viva os mineiros de tudo que é lugar, mas os da zona da mata são especiais.

    ResponderExcluir
  44. Mineiro de Carangola. Minas é o que há de bom e Carangola também!

    ResponderExcluir
  45. Faltou falar das Águas Minerais do Circuito das Águas!
    Mai como Minas é grande purdimais da conta, a gente perdoa!!!
    Sou de Caxambu, no sul das Geraes com muito orgulho.
    Abraço proceis!

    ResponderExcluir
  46. Olá. I eu sô de Pouso Alegre. Perdido aqui nos pampas gaúchos...
    Vamos mineiras esse país...!
    DINO

    ResponderExcluir
  47. Eu fui projetado em minas, mas não nasci lá...meus pais são de Teixeira, São Pedro dos Ferros. Rsss. Acho gostoso ouvir alguns
    tios conversar. É como ouvir música.

    ResponderExcluir
  48. Muito bom este texto. Só não concordo com o modo de falar. Este "minerês" eu acho que só é praticado no interior, zona rural talvez. Na minha cidade e em muitas outras fala-se normal. Pelo menos pessoas que tem estudo ...

    ResponderExcluir
  49. Sou Garrucheiro de Tocantins- Zona da Mata. Há muitos anos no ES. Mais da metade da minha vida. De cara sabem que sou mineiro pelo jeito de ser (e olha que eu acho que não tenho o sotaque e os trejeitos mineiros). Meus filhos, capixabas, acham que são mineiros. Mineiríce pega, me divirto com aqueles que começam a conviver comigo, riem do jeito mineiro, e daí a pouco não falam uma frase sem o uso, do uai, trem, Sô.

    ResponderExcluir
  50. Sou capixaba, moro no Chile agora, mas morei três anos e pouco em Minas, e pronto!
    Estando fora de Minas, me sinto fora de casa, não consigo ter um sonho sem Minas no meio.
    Graças a Deus por essa gente e esse lugarzinho. Eu ♥ Minas!!

    ResponderExcluir