Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Receita de Torresmo sequinho e sem estouro

Fotografia de Itamar Filho
INGREDIENTES
1 kg de barriga (panceta)
Sal e pimenta do reino a gosto
1 xícara de farinha de trigo
1/2 limão
1/2 litro de óleo para fritar
Foto acima de Edson Borges
MODO DE PREPARO
Pique a barriga em pedaços pequenos, tempere com sal e a pimenta e o limão, reserve por uns 15 minutos
Coloque no recipiente com tampa, coloque a farinha, tampe e faça movimentos bruscos para que a farinha misture bem e forme uma camada bem fina de cobertura
Coloque o óleo para aquecer e quando estiver quente, coloque as barrigas deixe que fique cobertas pelo óleo, mexa de vez em quando até ficarem sequinhos
Fique tranquilo(a) não vai estourar e vai ficar uma delicia

terça-feira, 14 de junho de 2016

Biscoito de polvilho frito com queijo

Esse biscoito é uma delícia! Com café nem se fala. Fica crocante e muito saboroso. Muitas pessoas evitam fritar biscoito de polvilho devido os estouros que provocam queimaduras. Uma técnica que usamos é de antes do óleo ferver por completo, colocamos os biscoitos para fritar. Quando a gente retirar e vai fritar mais, colocamos mais óleo frio. Isso evita que os biscoitos estourem
Ingredientes
1 xícara de leite
meia xícara de óleo

1 ovo
2 1/2 xícaras de polvilho azedo

250 gramas de queijo Minas meia cura ralado
Modo de fazer
- Esquente o óleo e o leite juntos e despeje numa panela já com o polvilho;
- Mexa bem, mas bem mesmo e até a massa esfriar;
- Depois acrescente uma colherzinha de sal, 1 ovo, o queijo ralado misture bem; 
- Faça os moldes a seu gosto e frite em óleo frio ou morno pra não estourar. Quando esquentar muito, coloque mais óleo frio. Isso evita estouros. Lembre-se disso. 
(Foto e Receita enviada pela Giselle Araújo)

quinta-feira, 2 de junho de 2016

A origem do nome de Minas Gerais.

(Por Arnaldo Silva) O território que hoje é Minas Gerais, era chamado de Cataguás, (também conhecidos como Cataguases) por ser habitado por indígenas desta etnia. Os Cataguás eram guerreiros valentes e um povo presente em todo os cantos do território mineiro, a ponto da região, que é hoje o nosso Estado, ser conhecida como  “País dos Cataguás” ou até “Campos Gerais dos Cataguases”, denominação que só desapareceu depois de criada a Capitania de Minas Geraes (com E mesmo).
          Devido a variedade enorme de minas de diversos metais encontradas no que é hoje o território mineiro, o primeiro nome dado no período do Brasil Colônia era MINAS GERAES e o gentílico era GERALISTA e não mineiro. Após 1720 a grafia do nome do Capitania passou a ser Minas Gerais, sem o E. Mas o gentílico continuou sendo geralista.
          Nessa época Minas vivia no auge do Ciclo do Ouro e praticamente todo habitante das Minas Gerais trabalhava na exploração de minas de ouro, ferro, prata, bauxita, manganês, estanho, níquel, esmeraldas, diamante, calcário, quartzo, etc. Quem trabalhava nas minas era chamado de mineiro. 
          Naquele período, bastava perguntar para qualquer um: o que você é? A resposta era na hora. Sou mineiro! Ninguém falava, sou geralista, falava claramente, sou mineiro. Não tinha o uai completando a resposta não, já que a expressão uai se popularizou somente no século 19.
          Por esse motivo optaram na época de mudar o gentílico geralista para mineiro. Bem melhor!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores