Lambari dos encantos naturais e das Águas minerais

Fotografia de Luiz Carlos
Minas Gerais é um estado com muitas belezas naturais e neste cenário também se destaca LAMBARI, uma pequena cidade do Sul de Minas que fica no Circuito das Águas e integra o roteiro turístico Águas da Mantiqueira de Minas-AMM.
Fotografia de Luiz Carlos
Quem chega à cidade logo se encanta com a “Serra das Águas”, um paredão de montanhas que corta a cidade e onde está localizada uma reserva de mata Atlântica, o Parque Estadual Nova Baden, unidade de conservação mantida pelo Instituto Estadual de Florestas – IEF. O local tem um centro de visitantes, trilhas que podem ser percorridas pelos turistas e sete belíssimas quedas d’água, cenário encantador para fotografias.
O Parque das Águas é o atrativo turístico mais procurado por causa das suas águas minerais: gasosa, alcalina, magnesiana e ligeiramente gasosa. A estância hidromineral de Lambari tem encantos únicos como: o Cassino, o Farol, o Lago Guanabara e a Igreja Matriz Nossa Senhora da Saúde, além das cachoeiras “João Gonçalves” e “Roncador”.

O imponente prédio do Cassino impressiona pela grandiosidade e beleza que compõe o complexo turístico onde estão o Farol, o Lago Guanabara e o Parque Wenceslau Brás. O Cassino de Lambari é de responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e, com a aprovação e volta dos jogos, os turistas e a população da cidade aguardam a volta dos tempos de “glória” e glamour da cidade.
O turismo esportivo conquistou espaço significativo na cidade há alguns anos, por causa das privilegiadas trilhas e belas paisagens rurais, ideal para a prática do enduro motociclístico, mountain bike, caminhadas e muito favorável voos de Paraglider. Por isso, já faz parte do calendário de eventos da cidade o Circuito Brasileiro de Cicloturismo, encontros de praticantes de voo livre e uma etapa do GP Raveli, marcada para 20 e 21 de maio de 2017.
Outro orgulho é saber que a cidade é berço do famoso requeijão Catupiry criado em 1911 pelo imigrante italiano Mário Silvestrini e pela sua esposa Isaíra Silvestrini. O requeijão cremoso Catupiry é originalmente lambariense e ficou conhecido internacionalmente. Por causa desta tradição, Lambari acabou virando um pólo industrial de inox, especializado em produtos para laticínios, o que acaba impulsionando o turismo de negócios.
Lambari também se destaca no cenário cultural por manter viva as tradições folclóricas como: a Folia de Reis e as Congadas, festividades centenárias. As duas representam Lambari em festas dentro e fora do município, levando mais beleza para as comemorações da região.

Lambari é, sem dúvida, um excelente lugar para relaxar, rodeada de belas paisagens e muitas histórias interessantes.

Texto e Fotografias de Joseane Astério, exceto as com créditos citados
Enviado por Ana Paula Nunes
Secretaria de Turismo de Lambari
Rua Tiradentes, 165 - Centro - Telefone: 35-3271-4011 ou 3271-1906
Lambari - MG - 37.480-000

5 comentários:

  1. A cidade é aconchegante e tem um povo muito hospitaleiro. Tem muitas belezas naturais, gastronomia e hotéis com preços atrativos
    Vale a pena visitar.

    ResponderExcluir
  2. Estive em Lambari janeiro. Uma cidade apaixonante! As águas do Parque são maravilhosas! Só achei o Parque maltratado. Os preços na cidade são acessíveis. Amei! Quero voltar. �� ��

    ResponderExcluir
  3. Aprendi com meus pais a gostar desses recantos...Obrigada!

    ResponderExcluir