Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

domingo, 17 de janeiro de 2016

A Cachoeira do Serrado e a cidade de Porteirinha

Por Arnaldo Silva) Porteirinha é uma das mais atraentes cidades de Minas. Com grande potencial turístico, graças as suas belezas naturais, o município é um dos destaques no turismo em Minas Gerais e conta atualmente com cerca de 40 mil habitantes.
          Porteirinha é uma cidade de clima quente, característico da região, a temperatura média é de 27ºC com máxima em torno de 38ºC e mínima de 18ºC. A altitude do município varia entre 465 metros, próximo a Lagoa Cachoeira, a 1.544 metros, no topo do Morro do Preto. A vegetação típica do município, é do bioma Caatinga. (na foto acima do Marcelo Santos, a Cachoeira do Serrado)  
          O município faz divisa com Mato Verde, Pai Pedro, Janaúba, Riacho dos Machados, Serranópolis de Minas, Rio Pardo de Minas e Nova Porteirinha. Distante 591 km de Belo Horizonte, 1.012 km do Rio de Janeiro, 900 km de Brasília, 1.120 km de Vitória/ES e a 165 km de Montes Claros, Porteirinha está na região Norte de Minas e tem como acesso as rodovias BR-122 e MG-120. (foto acima de Tharlys Fabrício chegada á cidade pela BR-122, tendo ao fundo a Serra do Cabral e abaixo, também de Thales Fabrício, vista noturna da cidade)
          Porteirinha tem sua origem no século XIX, tendo sido elevado à distrito em 1884 com o nome de Nossa Senhora da Conceição de Jatobá, mudando seu nome, em 1921 para São Joaquim da Porteirinha e por fim, a partir de setembro de 1923, passou a adotar o nome atual, Porteirinha. Em 17 de dezembro de 1938, o distrito é elevado à cidade emancipada. 
          A cidade é bem cuidada, com boa infraestrutura urbana, com um comércio bem variado, uma boa rede gastronômica e hoteleira, contando ainda com agências bancárias como Banco Bradesco, Banco do Brasil, Sicoob Credivag, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal.
          Outro destaque na cidade é seu povo. São simples, gentis, hospitaleiros e muito acolhedores. Em Porteirinha, o visitante se sentirá em casa.
          Seus moradores vivem da prestação de serviços, que é muito variada, com boas escolas de ensino fundamental e médio, do comércio, das pequenas indústrias, como produção de tijolos e telhas de cerâmicas. (foto abaixo de Tharlys Fabrício)
          Além disso, Porteirinha se destaca na agropecuária, sendo o município um dos líderes desse setor na região. Destaque para a pecuária leiteira e de corte, além da agricultura familiar, com os pequenos produtores organizados em cooperativas e associações, com produção voltada para hortifrutigranjeiros, mel, doces feitos com polpas de frutas, pequenas indústrias de derivados do leite, da cana e mandioca, dentre outras atividades econômicas.
          A produção agropecuária de Porteirinha e de toda a Região da Serra Geral de Minas é de qualidade, destacando seus queijos. Um desses queijos em destaque são os queijos produzidos pela Rubi Queijaria, que tem o Selo Arte de autenticação do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), tendo sido a primeira queijaria a obter esse selo na região. Esse selo permite a comercialização em todo o Estado de Minas Gerais de produtos de origem animal, certificando que o produto é produzido de acordo com as normais sanitárias vigentes. (fotografia acima de Tharlys Fabrício)
          Os produtores de queijos da Serra Geral de Minas, que abrange 18 municípios, são organizados em associação, com o objetivo de melhorar a qualidade de seus queijos, incrementando as vendas, que saem do produtor, direto para as gôndolas dos supermercados, sem a necessidade de atravessadores. Além disso, os produtores buscam novos conhecimentos, através de cursos de capacitação ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), além do apoio e assistência de entidades como IMA, Emater, e Sebrae, além do apoio das prefeituras locais.
          O objetivo é melhorar ainda mais a qualidade dos queijos, tornando-os competitivos, já que a região, com seu clima e características diferentes das outras regiões queijeiras mineiras, tem um terroir próprio (pronuncia-se terruá, palavra francesa que define uma extensão de terra cultivada, que cuja produção origina um produto único), originando um queijo com sabor peculiar e diferenciado
Serra Geral, cachoeiras e o turismo 
          Porteirinha faz parte do Mapa do Turismo Brasileiro, sendo uma das cidades em destaque em Minas no turismo ecológico, graças as suas paisagens deslumbrantes, que permitem a prática de esportes radicais como trekking, escalada, ciclismo, trilhas de motos, além de propiciar descanso e relaxamento.
          Rodeada por morros e serras, tem no perímetro urbano o Cristo Redentor como um de seus mais belos pontos de visitação. (na foto acima do Tharlys Fabrício)
          Sem dúvida alguma, o grande destaque de Porteirinha são suas cachoeiras, em destaque a Cachoeira do Serrado, com S mesmo. (na foto acima do Eduardo Gomes) Frequentemente o nome é confundido como erro de português, porém o Serrado é o nome próprio e não uma alusão ao bioma Cerrado. Isso porque na região acontece muita serração que muitas das vezes cobre a cachoeira, por isso o nome Serrado, com S de serração. 
          Sem dúvida alguma, o grande destaque de Porteirinha são suas cachoeiras, em destaque a Cachoeira do Serrado, com S mesmo. Frequentemente o nome é confundido como erro de português, porém o Serrado é o nome próprio e não uma alusão ao bioma Cerrado. Isso porque na região acontece muita serração que muitas das vezes cobre a cachoeira, por isso o nome Serrado, com S de serração. 
          Esta é com certeza uma das mais bonitas e visitadas cachoeiras de toda a Serra Geral e também de Minas Gerais. São 70 metros de queda. Com seu acesso super fácil e ótima para banho, mesmo com sua água super gelada, ela é muito visitada pelos moradores da região e de outras cidades mineiras, ainda mais por ter queda d'água durante todo o ano. Quase nunca seca. (fotografia acima de Marcelo Santos)
          Na região é conhecida também por Cachoeira da Bica de Baixo, na Comunidade do Serrado (na foto de Tharlys Fabrício). Para chegar nela entra-se na comunidade de Serra Branca, mesmo nome do rio, percorrendo 10 km por uma estrada muito boa e com placas indicando o caminho da cachoeira. Acima dela tem várias outras quedas, são sete no total. Porteirinha é um dos 18 municípios integrantes do Circuito da Serra Geral de Minas, formado ainda pelos municípios: Catuti, Espinosa, Gameleiras, Jaíba, Janaúba, Mamonas, Mato Verde, Monte Formoso, Montezuma, Nova Porteirinha, Pai Pedro, Rio Pardo de Minas, Riacho dos Machados, Santo Antônio do Retiro, Serranópolis de Minas e Verdelândia.

2 comentários:

  1. Éden, oferecer o Éden é assim, com simplicidade, sem nada negativo...O mundo seria melhor se fossem ofertadas cachoeiras e afins.

    ResponderExcluir
  2. lugar e de façil acesso.calmo ,familia ,natureza ,mais linda de mg

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores