sábado, 30 de novembro de 2019

Os 10 melhores doces de leite mineiros

Compartilhe:

     Todos os anos, o site Doces de Minas.com, promove a eleição dos 10 melhores doces de leite de Minas Gerais. O site é uma loja virtual que comercializa direto do site doces e queijos mineiros de altíssima qualidade. A loja física do Doces de Minas está no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins MG.

     A eleição dos melhores doces de leite do ano é aguardada com ansiedade pelos produtores, clientes do site e demais pessoas que fazem questão de votar em seus doces preferidos. 
     A tradição doceira dos mineiros vem de séculos, estando o doce de leite sempre presente na mesa e vida dos mineiros. Cada região do Estado tem suas particularidades como clima, altitude, manejo do gado e até modo de fazer o doce. Mesmo sendo a mesma receita, os doces não são iguais, justamente pela regionalização, fatores culturais, tradicionais e geográficos.
     A cada ano, nossos doceiros vêm inovando, investindo em melhores conhecimentos para produzirem um doce de leite pastoso, que se aproxime ao máximo do doce de leite tradicional caseiro, com o mínimo possível de adição de outros ingredientes. Os resultados podem perceber na qualidade dos nossos doces oferecidos no mercado.
     Esse é um dos motivos que o Portal Conheça Minas, divulga a lista dos 10 melhores doces de Minas Gerais promovido pelo Doces de Minas, um site com enorme credibilidade e confiança. Todo o processo para a escolha dos melhores doces de leite é feito de forma transparente, sem cobrança de taxas dos inscritos, que também não podiam participar da organização da eleição, que é aberta ao público.
     A primeira fase do concurso teve a participação popular online no site Doces de Minas, com votação aberta ao publico para escolha dos doces pastosos tradicional, sem mistura de outros sabores. 

     O internauta pôde votar apenas uma única vez e teve à disposição, sugestão de marcas selecionadas pelos organizadores de doces pastosos tradicionais, sem a mistura de outros sabores, com rótulos e registros produzidos em Minas Gerais, cujas marcas estejam disponíveis no mercado. 
     Como em todos os municípios mineiros são fabricados doces de leite e cada um tem sua preferência, foi dada oportunidade aos internautas de sugerirem para votação, marcas de doces que não estavam na seleção apresentada pelos organizadores.
     Nesta eleição foram 4.303 internautas que votaram e os 10 mais votados foram para análises dos degustadores que analisaram os doces de acordo com a cor, aroma, brilho, cremosidade, textura, doçura, sabor, consistência, ingredientes, rótulo e até as embalagens das marcas.
     A partir da degustação e análises dos especialistas, chegou-se ao resultado final, do 1º ao 10º colocados. 
São esses os 10 melhores doces de leite de Minas Gerais, com resultado divulgado em dezembro de 2019. 

10º - Reserva de Minas
Feito com 50% mais leite e 50% menos açúcar do que o normal, o Nata Suíça da Reserva de Minas criou um doce de leite muito delicado com sabor bem suave, a textura muda para um pastoso com algumas partes macias, parecido com o doce de leite natado talhado, com a cor branquinha quase como o leite. Aliás falando nele, o aroma do leite é muito presente. Usam apenas 4 ingredientes também nessa receita familiar.

É um dos mais vendidos no Mercado Central de Belo Horizonte, sua popularidade vem desde 1998 quando foi criada a receita secreta da família la dá cidade de Machado, no sul do Estado.

9º - Tatitânia
Uma das maiores indústrias de laticínios do sul de Minas, o doce de leite Tatitânia se destaca desde 1992 por ter mantido um sabor caseiro mesmo após o grande crescimento da fábrica. 

Produzido em Poços de Caldas, a receita é uma combinação entre a tecnologia e o manuseio caseiro dos funcionários. O controle da qualidade é impecável, com todas as análises físico químicas e controle de antibióticos no leite.

Seu sabor e aroma lembra muito os doces de leite argentinos e uruguaios, com aquela pegada da baunilha e caramelo.

8º - Nevada
A partir da pequenina loja no interior de Minas para atender os viajantes, a Nevada foi ganhando admiradores ano após ano. 

Mais que uma parada na beira da estrada na cidade de Carmópolis de Minas, a Nevada é um local cheio de recordações. Ela traz lembranças de viagens, diversão a muitos de nossos clientes que frequentavam quando crianças e que agora levam os seus filhos para fazer parte desse momento especial com a família.

O doce de leite deles é natural, daquele tipo mais claro, com apenas 3 ingredientes e validade curtíssima de apenas 2 meses no potinho plástico.

07 - Viçosa
Um nome que carrega desde 1980 a responsabilidade de representar o principal doce de leite mineiro de qualidade para todo o Brasil, vencedor de nada mais que 10 prêmios de Melhor Doce de Leite do Brasil no Concurso Nacional de Produtos Lácteos. Ele já marcou presença em programas famosos como da Ana Maria Braga, Fátima Bernardes na Globo e alguns culinários da GNT.

Uma curiosidade que poucos sabem é que na Copa do Mundo da Fifa de 2014, a seleção Uruguaia ficou sediada em Sete Lagoas MG e recebeu um belo presente quando durante seu desembarque no Brasil, perdeu um carregamento precioso: 39 quilos de doce de leite típico do país, escolhido a dedo como sobremesa e amuleto dos jogadores. A bagagem foi confiscada ainda no aeroporto de Confins, em Minas Gerais, por problemas de documentação. O episódio passaria em branco não fosse uma ação de marketing da Doce de Leite Viçosa, marca que abasteceu os jogadores da seleção Celeste com 40 quilos de doce brasileiro. O chef da delegação, Felipe Rangel, contou que “quatro quilos de doce sumiram ainda no primeiro jantar após a entrega”.

Não temos nada de mal para falar do Viçosa, ele continua com a qualidade impressionante de sempre, mantendo um padrão impecável de qualidade (não dê ouvidos para algumas pessoas que dizem que ele perdeu qualidade com o aumento da produção e da demanda).

6º - Boreal
Com a receita criada pelo Sr. Bartolomeu em Rio Pomba, sul de Minas, ele está entre os doces de leite com a menor validade no Brasil: apenas 4 meses.

De coloração mais clarinha, ele é daqueles que realça bem o aroma e sabor do leite, o que o faz a melhor combinação ao lado de um arroz doce.

Ele já emplacou um terceiro lugar surpreendente na edição de 2016 do Concurso Nacional de Produtos Lácteos, onde o Viçosa conquistou a medalha de ouro. Desde nosso último concurso a sua embalagem passou por um redesign e ficou bem mais bonita e moderna, mantendo a lata tradicional de 800g.

5º - Majestic
Feito no sul de Minas, na cidade de Alfenas, o Majestic é uma das marcas mais antigas dessa lista com 40 anos, atualmente administrada pelo neto do fundador, a empresa ruma à quarta geração da família.

Comentavam por aí que é o doce de leite favorito do Rogério Flausino e Wilson Sideral da banda Jota Quest, que também são de Alfenas, até que um dia eles responderam nosso post no Instagram confirmando essa lenda.

Sua cor é bege clarinha, tem uma textura lisa sem perceber nenhum cristal de açúcar. É um doce de leite suave, fica ótimo com queijo frescal ou um pudim de leite condensado geladinho.
Um grande charme dele é a lata que possui um design vintage de 40 anos atrás, com uma cor “amarelão radioativo” que chama muita atenção nas prateleiras.

4º - Rancho Paraíso
Esse produtor é espetacular. Pouco conhecido ainda, difícil de encontrar. Tem um sabor bem equilibrado e aquela presença muito forte do leite. A produção também é extremamente caseira, como da pra perceber na sua coloração bem clarinha, quase branca, e a consistência mais líquida do que firme.

Utiliza apenas 3 ingredientes, é daqueles puristas clássicos como o Rocca e o Sabores do Grama. Seu concorrente direto com características bem parecidas seria o Reserva de Minas Nata Suíça, que também é muito bom.

Sua validade é de apenas 2 meses, um doce de leite raro de encontrar, ainda mais dentro da validade, e após aberto é preciso consumir rápido.

3º - Ubari
Eleito esse ano o 2º Melhor Doce de Leite do Brasil no Concurso Nacional de Produtos Lácteos – CNPL 2019, o Ubari saiu lá da cidade de Ubá na Zona da Mata de Minas pra ficar atrás apenas do onipresente Doce de Leite Viçosa.
Possui coloração não muito escura e nem muito clara, consistência muito cremosa e sabor suave, bem equilibrado na doçura. É daqueles produtores cuidadosos que na fabricação usam apenas o leite da propriedade particular para garantir a qualidade e padrão do sabor.

O seu charme vem da simplicidade do pequeno pote não muito caro, com 400g, que revela um doce incrível, de sabor simples mas essencial para um excelente doce de leite caseiro. Ele encaixa naquele meio termo para quem não quer um doce de leite muito escuro e nem muito claro.

2º - Sabores do Grama
Fabricado por um grupo de doceiras na cidadezinha de Santo Antonio do Grama, próximo a Ponte Nova e ao Pico da Bandeira, na Zona da Mata, elas se uniram e criaram uma associação de produtoras para produzir o doce de leite artesanal Sabores do Grama.

A decoração da compota tem o tecido de xita na tampa, que fica muito ao estilo doce caseiro da vovó, ótimo para presentear. Todo o leite é produzido por eles próprios e usada ainda fresco.

A textura é consistente, bem firme. A versão mais charmosa desse doce é o doce de leite tradicional acompanhado propositalmente de raspas queimadas do fundo do tacho, o único produtor que comercializa os doces hoje em dia dessa forma, e é sensacional essa degustação “meio diferente”. A turma que sempre raspa o fundo da panela de brigadeiro sabe do que estou falando.

1º - Doce de Leite Rocca
Desde 2015 o Rocca vem evoluindo e conquistando todo o Brasil ano após ano. A receita tradicional que vem lá de Pouso Alegre-MG na fazenda do Sr. José Barbosa serviu de inspiração para a Rosi e o Raphael, filha e genro, que a adaptaram para uma nova tendência do mercado mais saudável, natural, e saborosa, elimando todo tipo de conservante, e usando o leite do gado da própria fazenda e da cooperativa da região em sua produção.

O doce é saboroso sem ser enjoativo, equilibrado, de coloração mais escura, o que demonstra que ficou mais tempo no tacho. É comum encontrá-lo nos grandes eventos gastronômicos pelo Brasil como o Festival Fartura e recentemente as famosas panquecas doces do Jack Daniels BBQ realizado em outubro em São Paulo.
-----------------------------
Link original:https://docesdeminas.com/melhores-doces-de-leite-2019/ - Instagram: @docesdeminas
Fotos e análise dos 10 doces selecionados: reprodução site 
Doces de Minas.com

21 comentários:
Faça também comentários
  1. Bom, o número 6 sexto, é de Rio Pomba, que não fica no Sul de Minas, fica na Zona da Mata, entre Ubá e Juiz de Fora.... O outro e o segundo colocado, que é de Santo Antônio do Grama, não fica perto do pico da Bandeira....

    ResponderExcluir
  2. Quanto ao sabor, provavelmente excelentes.....

    ResponderExcluir
  3. Faltou o Itambé !! Ele deveria estar no mínimo entre os 03 primeiros

    ResponderExcluir
  4. Doce de leite Antunes de Moeda ganha de todos... na certa estão levando em conta a embakagem e nao o sabor.

    ResponderExcluir
  5. O Magestic é melhor e mais suave que o rocca.

    ResponderExcluir
  6. Majestic deveria ser o primeiro colocado!!! O melhor de todos!!!!👏👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  7. Justiça feita ao ROCCA, excelente, principalmente o com leve sabor de café!

    ResponderExcluir
  8. Pra mim o Viçosa ainda é o melhor

    ResponderExcluir
  9. O doce da marca Antunes de Moeda tbm deveria estar na lista,eles não sabem o que estão perdendo.lamentavel

    ResponderExcluir
  10. Uma pena não estar entre os 10, o doce de leite ECILA de Itanhandu, sul de Minas! Posso garantir que é um dos melhores! Textura, cor, pouco açúcar, suculento, derrete na boca! Quem gosta, pode procurar! Fica a dica!

    ResponderExcluir
  11. Faltou o doce de leite da Coopatos.

    ResponderExcluir
  12. Uma pena que o campeão não tenha nenhum contato em seu site. Contatos totalmente desatualizados, e-mail com erro e celulares faltando número. Belo cartão de visitas para uma empresa que tem o "melhor" doce de leite mineiro.

    ResponderExcluir
  13. Boa iniciativa. Há muito acompanho a evolução dos doces de leite mineiros. Tem um que atualmente considero o melhor e de Inhapim. Tenho certeza que na próxima lista estará entre os primeiros

    ResponderExcluir
  14. O Souvenir de Juiz de Fora tb não apareceu. E o melhor q já comi foi o da Escola de Laticínios Cândido Tostes, tb de Juiz de Fora, de onde devem ter saído muitos dos laticinistas q fabricam estes doces...

    ResponderExcluir
  15. Doce de leite Miray, o melhor q já comi.

    ResponderExcluir
  16. Precisam conhecer o doce de leite Rádio da cidade de Prata no triângulo Mineiro

    ResponderExcluir
  17. Já provei o Rocca, nº 1 dessa reportagem. É possível compra-lo no Roselanche, em Barbacena, mas eu prefiro o Rezenda tipo argentino (não foi mencionado). Comprei dele na Cabana da Mantiqueira e na lanchonete do Posto Trevão, em Conselheiro Lafaiete.

    ResponderExcluir
  18. O Viçosa caiu absurdamente de qualidade

    ResponderExcluir
  19. Nugovita Laticínio de São Gonçalo do Pará - capital mineira do doce participou da pesquisa?

    ResponderExcluir