Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

sábado, 16 de novembro de 2019

O Natal Cultural nas Montanhas, em Monte Verde

(Por Arnaldo Silva) Os primeiros moradores de Monte Verde vieram da Letônia, um pequeno país no Nordeste da Europa, que junto com a Estônia e Lituânia, formam os países Balticos. O pioneiro foi o Sr. Verner Grinberg (1910-2006) que chegou ao Brasil com a família, quando tinha apenas 3 anos de idade, se estabelecendo no interior paulista. Verner ficou sabendo que em Minas existia um lugar, cujas paisagens e clima, tinham semelhança com seu país, a Letônia. Foi para a região conhecê-la por volta de 1938 e realmente comprovou a semelhança. Gostou tanto que adquiriu uma fazenda na região, com a ajuda da família e outros letões que o acompanharam, começou a formar uma pequena comunidade, de letões em sua fazenda, com o passar dos tempos, dando origem assim ao que é hoje Monte Verde.
          A partir de 1950 os Grinberg começaram a vender pequenas terrenos de sua fazenda, iniciando a formação de um povoado com a a abertura de ruas e construção de casas, cuja arquitetura foi inspirada na bela arquitetura europeia da Letônia. É a partir deste ano, 1950, que Monte Verde deixou de ser uma fazenda, para ser uma Vila, completando em 2020, 70 anos. (foto acima de Dener Ribeiro e abaixo de Mônica Milev/Chocolates Montanhês)
          E assim surgiu uma das mais importantes vilas mineiras, hoje distrito de Camanducaia MG, no Sul de Minas. Um lugar charmoso, pitoresco, tranquilo em meio a vasta natureza e paisagens que lembram as pequenas vilas Europeias. Um lugar charmoso, elegante, acolhedor e simplesmente único no Brasil. Monte Verde é a Letônia mineira! Não é "Suíça mineira" e nem brasileira e sim, "Letônia mineira" porque seus fundadores são letões e a arquitetura, clima e paisagens, tem semelhanças com a terra natal dos pioneiros, a Letônia e não com a Suíça. Por isso, carinhosamente é a nossa "Letônia mineira", pela origem, arquitetura, cultura e semelhança com o país báltico.
          As baixas temperaturas na região também ajudam já que Monte Verde está a 1680 metros de altitude, sendo o ponto mais alto de Minas Gerais e o segundo do Brasil. Por isso que o inverno no distrito é rigoroso, geralmente abaixo de zero grau, com frequentes geadas. (foto acima de Dener Ribeiro)
Natal nas Montanhas - A história contada em Bauer
          Monte Verde tem uma ótima estrutura para receber o turista, com com mais de 150 hotéis e pousadas que atende a todos os bolsos. Cervejarias artesanais. Fábricas de chocolates e restaurantes diversos, com culinária mineira, brasileira e europeia. 
          Um dos destaques  de Monte Verde é sua decoração de Natal. É uma das mais belas e atraentes do Brasil, que atrai turistas de todo o país para a "Letônia mineira" 
          Esse ano de 2020, pelo fato de Monte Verde estar completando 70 anos, a decoração de natal será bem especial. Foram investidos cerca de 1 milhão de reais na decoração natalina e são esperados cerca de 300 mil turistas. A estimativa é de que cerca de 10 milhões de reais, serão injetados na economia local, nos quase três meses dos festejos natalinos, de ano novo e aniversário de Monte Verde. (foto acima e abaixo enviadas pela Mônica Milev/Chocolate Montanhês)
          Toda a comunidade de Monte Verde participa e ajuda na decoração de Natal. A iniciativa de decorar o distrito para o Natal parte dos moradores e empresários da Vila e recebe apoio da Sub-prefeitura de Monte Verde. Dessa união entre sub-prefeitura, moradores e empresários locais, surge uma das mais impressionantes e criativas decorações natalinas do Brasil. Nesse ano, o projeto tem como tema: Natal Cultural nas Montanhas - Uma história em Bauer.
          A arte Bauernmalerei tem origem entre os camponeses da Alemanha e Áustria, no século XVII. Pronuncia-se "Bauermalarrái" e significa "Pintura de Camponês". A arte em sua origem, consistia em dar cor e vida a objetos camponeses, como foices, enxadas, martelos, usando pinturas. Com o passar do tempo, a arte foi se ampliando para ferros a brasa, caldeirões, madeiras e em detalhes das portas, janelas, eiras e beiras das casas, com pinturas de flores, pássaros ou mesmo, figuras humanas. A arte dava mais alegria e vida às vilas Europeias, principalmente no período natalino, devido ao branco da neve que cobria as casas. (foto acima MOVE/ Divulgação e abaixo de Mônica Milev/Chocolate Montanhês)
          Inspirado nessa arte, os moradores decidiram decorar ruas, praças e suas lojas no estilo Bauer, sendo essa arte europeia, o estilo da decoração natalina em toda a Vila, inclusive no presépio.
          Ruas, lojas, coretos, praças e todos os pontos turísticos de Monte Verde foram iluminados para encantar e impressionar os visitantes, além do cuidado para facilitar a mobilidade, evitando aglomerações e respeitando o distanciamento. Foi tudo muito bem planejado para que os turistas tenham segurança e acesso fácil aos itens de higienização e biossegurança. Os protocolos de segurança e higienização serão seguidos à risca, pelas lojas, pousadas, restaurantes, hotéis e demais estabelecimentos de Monte Verde. A decoração e as comemorações do aniversário de Monte Verde seguirão até o início de janeiro. (foto acima de Dener Ribeiro)
As atrações natalinas de Monte Verde
          Dentre as principais atrações da iluminação natalinas de Monte Verde, que são gratuitas, destaque para o Despertar das Luzes (foto acima enviada pela Mônica Milev) que é um carro iluminado, em homenagem ao seu fundador, Verner Grimberg; a Caravana Encantada, um carro iluminado com personagens natalinos, que percorrerá as ruas da Vila; a Floresta de Natal, um pequeno vilarejo na montanha, onde acontecerá oficinas de artesanato, lojas com produtos de natal, contador de histórias, além de teatro de bonecos; a Cabana do Noel, uma casinha onde pode-se enviar cartinhas para o bom velhinho, além de poder ser visitada, o Caminho dos Pinheiros, com 40 espécies de pinheiros decorados e iluminados e Surpresas natalinas com apresentação de artistas de rua em diversos pontos de Monte Verde. (foto acima: MOVE/Divulgação)
Na imagem abaixo, programação completa do 
Natal Cultural nas Montanhas, em Monte Verde:
Como chegar 
De São Paulo a Monte Verde: siga pela Via Dutra m direção a Guarulhos (SP) e acesse a Rodovia Fernão Dias na altura do km 13 até Camanducaia.
Partindo de Campinas (SP): o trajeto começa pela Rodovia D. Pedro I em direção a Jacareí (SP); depois entre à esquerda na Rodovia Fernão Dias, no sentido Belo Horizonte, até chegar a Camanducaia.
Saindo do Rio de Janeiro (RJ): siga pela Via Dutra até Jacareí (SP), entre na Rodovia D. Pedro I e, em Atibaia (SP), entre à direita na Rodovia Fernão Dias, continuando até Camanducaia.
De Belo Horizonte (MG) para Monte Verde: saída pela Avenida Amazonas, sentido São Paulo, até Camanducaia pela BR 381.

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores