Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

sábado, 16 de novembro de 2019

Natal de Monte Verde conta a origem da Vila

(Por Arnaldo Silva) Um dos destaques da Vila Turística de Monte Verde, distrito de Camanducaia, no Sul de Minas, é sua decoração de Natal. É uma das mais belas e atraentes do Brasil e um show de luzes, cores vibrantes e emoções. Um espetáculo que atrai turistas de todo o país para a "Letônia mineira".
          Letônia é um país do Nordeste da Europa, bem no limite do Leste Europeu com o Mar Adriático. Juntamente com a Lituânia e Estônia, formam os Países Bálticos. Foi da Letônia, vieram os fundadores de Monte Verde, no início do século XX. (fotografia acima de Mônica Milev)

          
A própria característica, história e arquitetura letã, de Monte Verde, faz da mimosa e romântica vila mineira, um cantinho da Europa em Minas Gerais. (foto acima enviada pela Ascom/Move/Divulgação)
          Com cerca de 6 mil habitantes, excelente estrutura para receber turistas, a acolhedora e aconchegante Monte verde, conta com mais de 150 hotéis e pousadas, com preços variados, que atendem a todos os gostos e bolsos. 
          Tem ainda, dezenas de lojas, artesanato, cervejarias artesanais, queijarias, cachaçarias, fábricas de chocolates e restaurantes diversos, com culinária mineira, brasileira e europeia. (Fotografia acima de Tom Araújo/Move/Divulgação
          Um dos eventos mais aguardados em Monte Verde, é sua decoração de Natal. É uma das mais belas, impactantes e emocionantes decorações natalinas do Brasil. 
          Feita com criatividade, bom gosto, requinte e com o mais puro talento do povo da Vila, a decoração de Natal de Monte Verde, encanta, apaixonada e arranca suspiros. É mais que uma decoração natalina, é uma obra de arte a céu aberto. (fotografia acima de Mônica Milev/Chocolate Montanhês)
          Organizado pela Agência de Desenvolvimento de Monte Verde (Move), tendo o verde como cor predominante em sua decoração, o tema do Natal de Monte Verde para 2021 é “A origem de tudo”. 
          A agência Move foi criada em 2020, sem fins lucrativos, apartidária com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico, sustentável, turístico e ético de Monte verde, distrito subordinado a Camanducaia MG. Conta atualmente com cerca de 140 associados.
          “Neste Natal, queremos despertar em todos o sentimento de esperança de dias melhores, após esse período complicado que aos poucos vamos deixando para trás”, afirma a presidente da MOVE, Rebecca Wagner. (fotografia acima de Tom Araújo/Move/Divulgação)
          A temática da decoração é a história da origem da Vila e dos imigrantes que vieram para a região, atraídos pela semelhança da paisagem, clima e belas montanhas, com a de seu país de origem, a Letônia.
          A expectativa da Move é de público recorde para esse ano, bem superior aos 270 mil, presentes no ano anterior, 2020. (fotografia acima e abaixo enviada pela Mônica Milev/Chocolate Montanhês) 
          Além disso, as lojas, pousadas, hotéis, chocolaterias, restaurantes e demais estabelecimentos de Monte Verde, seguirão rigidamente os protocolos de higiene, de acordo com as normas sanitárias vigentes.
          De novembro, até o início de janeiro de 2022, o turista poderá conhecer a decoração de Natal de Monte Verde. É um show de luz, cores, alegrais e encantos em todos os cantos de Monte Verde. O turista poderá ainda conferir a decoração, as atrações e espetáculos, que acontecerão na vila, em todo o período natalino.
As atrações natalinas de Monte Verde
          Dentre as principais atrações da iluminação natalinas de Monte Verde, que são gratuitas, destaque para:
- O Despertar das Luzes: Até o primeiro dia de janeiro de 2022, no findar das tardes de sábados, a “Máquina da Luz” acompanhada pelo Papai Noel, percorre a Avenida Monte Verde. No final, o Papai Noel, aciona a “chave mágica”, iluminando toda a vila, com as luzes do Natal. (foto acima de Tom Araújo/Move/Divulgação)
- A Floresta Encantada: Um espaço especial, decorado e iluminado, na Praça do Carvalho, onde são realizados eventos musicais, além de contação de histórias, nos dias dias 08 e 15/12, às 11h, na Praça da Bíblia.
          Ainda na Praça do Carvalho, a origem de Monte Verde é contata de forma bem divertida, poética e lúdica, com os personagens representados por cores diversas, tendo como cenário, a “Árvore da Vida”. O espetáculo todas as sextas-feiras, de 19/11 a 31/12, às 19h. (na foto acima da Mônica Milev, apresentação da peça "A origem" pela Companhia de Teatro Mas Porquê)
- Banda de Música da 17ª Região da Polícia Militar de MG: dia 30/12, às 11h, na Avenida Monte Verde.
- A Vila de Natal: Simboliza a morada do Papai Noel. A pequena Vila foi montada em frente à sede da Move, junto à Casa do Papai Noel, na Avenida Monte Verde.
- Oficinas de Bauer: sábados (20/11; 27/11; 04/12; 11/12 e 18/12); terças-feiras (14/12, 21/12 e 28/12); sempre das 15h às 18h. As vagas são limitadas e gratuitas. As inscrições devem ser feitas pelo telefone (35) 3438-1839. (foto acima enviada pela Ascom/Move/Divulgação)
          Na pequenina Vila, o turista poderá ouvir histórias natalinas, bem como conhecer a arte bauernmalerei (pronuncia-se "bauermalarrái), que significa, “pintura de camponês”.
          Trata-se de uma técnica desenvolvida no século XVII por camponeses na Áustria e Alemanha. É uma arte muito tradicional em Monte Verde.
          A técnica consiste em recuperar, através da pintura, objetos rurais ou móveis em desuso ou já bem gastos, como enxadas, marretas, picaretas, ferro a brasa, caldeirões, bancos, mesas, portas, janelas, cadeiras, penteadeiras, eiras e beiras das casas, etc., com pinturas de flores, pássaros ou mesmo, figuras humanas. 
          A arte dava mais alegria e vida às vilas Europeias, principalmente no período natalino, devido ao branco da neve, que cobria as casas.
          Em Monte Verde, essa mesma técnica está presente nas ruas, bancos e casas da Vila. São pinturas feitas pelos próprios moradores.
- A Cabana do Papai Noel: Completando o cenário da magia do Natal, a Cabana do Papai Noel é onde o bom velhinho recebe as milhares de cartinhas com pedidos de presentes vindos de todo o mundo. É nesta cabana, que junto com seus ajudantes, que Papai Noel, fabrica os presentes que irá entregar para as crianças, na noite de Natal.
- Casa do Noel: visitação de 13/11 a 26/12, nas sextas, sábados, domingos e feriados, de 13h às 21h, exceto nos dias 24, 25 e 26 de dezembro, que terão horários especiais - dia 24/12, das 10h às 18h; dia 25/12 das 10h às 21h; e dia 26/12, das 13h às 16h. (foto acima e abaixo de Mônica Milev/Chocolate Montanhês)
-A Lojinha: uma pequena loja que o visitante terá á disposição, para adquirir lembranças do Natal de Monte Verde.
- O Bosque dos Imigrantes: É um bosque formado árvores, típicas da Mantiqueira e principalmente, a árvore símbolo do Natal, o pinheiro. As árvores do pequeno bosque foram decoradas e iluminadas com temáticas alusivas aos imigrantes que deram origem à Monte Verde e aos que, ao longo dos tempos, contribuíram com a construção da vila turística mineira. (foto acima enviada pelas Ascom/Move/Divulgação)
- A Árvore Encontros: Novamente, a origem de Monte Verde e seus fundadores, serão homenageados através da “Árvore Encontros”, montada em uma das rotatórias do vilarejo turístico. É um ponto com janelas, com cenas diferentes de natais, em diversas partes do mundo, em especial, dos lugares de origem de seus primeiros moradores. (fotografia acima de Mônica Milev/Chocolate Montanhês)
- Natal nas Alturas: no dia 21/12, o Papai Noel irá sobrevoar o distrito, interagir com o público e distribuir presentes.
A origem da Vila
          Os primeiros moradores de Monte Verde vieram da Letônia, um pequeno país no Nordeste da Europa, que junto com a Estônia e Lituânia, formam os países Bálticos. O pioneiro foi o Sr. Verner Grinberg (1910-2006) que chegou ao Brasil com a família, quando tinha apenas 3 anos de idade, se estabelecendo no interior paulista. 
          Verner ficou sabendo que em Minas existia um lugar, cujas paisagens e clima, tinham semelhança com seu país, a Letônia. Foi para a região conhecê-la por volta de 1938 e realmente comprovou a semelhança. Gostou tanto que adquiriu uma fazenda na região, com a ajuda da família e outros letões que o acompanharam, começou a formar uma pequena comunidade, de letões em sua fazenda, com o passar dos tempos, dando origem assim ao que é hoje Monte Verde. (fotografia acima de Anthony Cardoso/@anthonyckn)
          A partir de 1950 os Grinberg começaram a vender pequenas terrenos de sua fazenda, iniciando a formação de um povoado com a a abertura de ruas e construção de casas, cuja arquitetura foi inspirada na bela arquitetura europeia da Letônia. É a partir deste ano, 1950, que Monte Verde deixou de ser uma fazenda, para ser uma Vila, completando em 2020, 70 anos. 
          E assim surgiu uma das mais importantes vilas mineiras, hoje distrito de Camanducaia MG, no Sul de Minas. Um lugar charmoso, pitoresco, tranquilo em meio a vasta natureza e paisagens que lembram as pequenas vilas Europeias. Um lugar charmoso, elegante, acolhedor e simplesmente, único no Brasil. 
          Monte Verde é a Letônia mineira! Não é "Suíça mineira" e nem brasileira e sim, "Letônia mineira" porque seus fundadores são letões e a arquitetura, clima e paisagens, tem semelhanças com a terra natal dos pioneiros, a Letônia e não com a Suíça. Por isso, carinhosamente é a nossa "Letônia mineira", pela origem, arquitetura, cultura e semelhança com o país báltico.
          As baixas temperaturas na região também ajudam já que Monte Verde está a 1680 metros de altitude, sendo o ponto mais alto de Minas Gerais e o segundo do Brasil. Por isso que o inverno no distrito é rigoroso, geralmente abaixo de zero grau, com frequentes geadas. (foto acima de Dener Ribeiro)
Como chegar 
De São Paulo a Monte Verde: siga pela Via Dutra m direção a Guarulhos (SP) e acesse a Rodovia Fernão Dias na altura do km 13 até Camanducaia.
Partindo de Campinas (SP): o trajeto começa pela Rodovia D. Pedro I em direção a Jacareí (SP); depois entre à esquerda na Rodovia Fernão Dias, no sentido Belo Horizonte, até chegar a Camanducaia.
Saindo do Rio de Janeiro (RJ): siga pela Via Dutra 
até Jacareí (SP), entre na Rodovia D. Pedro I e, em Atibaia (SP), entre à direita na Rodovia Fernão Dias, continuando até Camanducaia. (fotografia acima de Dener Ribeiro)
De Belo Horizonte (MG) para Monte Verde: saída pela Avenida Amazonas, sentido São Paulo, até Camanducaia pela BR 381.
Informações e programação enviadas por Carolina Sibila/ Assessoria de imprensa Agência de Desenvolvimento de Monte Verde (Move)

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores