Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

14 lindas cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

O Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba é uma das 12 mesorregiões do estado de Minas Gerais. É formada pela união de 66 municípios agrupados em sete microrregiões (Ituiutaba, Araxá, Frutal, Patos de Minas, Patrocínio, Uberaba, Uberlândia) A região conta com mais de com cerca de 2,5 milhões de habitantes, bem como uma área de 90.545 km², equivalente a 15,4% do território mineiro. Em comparação com as demais mesorregiões do estado, dispõe do terceiro maior contingente populacional e da segunda maior área, sendo ainda a segunda maior economia do estado, com forte influência estadual. (na foto abaixo, de Deocleciano Mundim, Lagoa Formosa no Alto Paranaíba)
Faz fronteira a norte com o Sul Goiano e com o Noroeste de Minas; ao sul com Ribeirão Preto, com São José do Rio Preto, ambas no estado de São Paulo e com o Sul e Sudoeste de Minas; a leste com a Central Mineira e com o Oeste de Minas; a oeste com o Leste de Mato Grosso do Sul. A mesorregião é circundada pelos rios Grande e Paranaíba. Sete de seus municípios estão entre os mais populosos do estado: Uberlândia, Uberaba, Patos de Minas, Araguari, Ituiutaba, Araxá e Patrocínio, sendo que Uberlândia é o maior município do interior mineiro.
01 – Ituiutaba
Está localizado no pontal do Triângulo Mineiro, no Planalto Central do Brasil. (fotografia acima de Robson Gondin) Sua população, de acordo com a Estimativa Populacional do IBGE, em 201, é de 104.671 habitantes, sendo o trigésimo município mais populoso do estado.A cidade é um polo regional, atendendo, com serviços variados, a região do Pontal do Triângulo Mineiro. Referência pode ser feita aos municípios de Capinópolis, Santa Vitória, Gurinhatã, Canápolis e Cachoeira Dourada de Minas, Ipiaçu, pela proximidade.
02 – Cachoeira Dourada
Em 2019, sua população estimada era de 2 692 habitantes. (foto acima de Jorge Nelson) O turismo era uma das principais fontes de renda do município. Faz parte do Circuito Turístico Águas do Cerrado, recebendo todos os anos milhares de turistas. O principal destino é a represa formada pela Usina Hidrelétrica de Cachoeira Dourada, um lugar perfeito para praticar esportes aquáticos. A semana do Carnaval é o período em que o município recebe mais turistas.
03 – Araxá
A Estância Hidromineral de Araxá, no Sudoeste Mineiro, na Zona Geográfica do Alto Paranaíba, é propícia ao desenvolvimento dos diferentes ramos da atividade turística, devido a fatores históricos, geográficos e econômicos que definem o imenso potencial dessa região.Araxá fortaleceu-se como polo turístico na década de 1940, com a inauguração do Complexo Termal - Grande Hotel e Balneário - ocorrida em abril de 1944. O município integra o circuito turístico da Canastra. Segundo o IBGE, em 2019 o município tinha 106.229 habitantes.
Pontos turísticos: Termas de Araxá, Fonte Andrade Júnior, Grande Hotel de Araxá;,Termas de Araxá, Horizonte Perdido, Parque do Cristo, Museu Dona Beja, Museu Calmon Barreto, Museu Sacro de São Sebastião, Fundação Cultural Calmon Barreto.
04 – Sacramento
Sua população estimada em 2019 era de 26.185 habitantes. O município integra o circuito turístico da Canastra. O Parque Nacional da Serra da Canastra é situado na região sudoeste do Estado, nos municípios de Sacramento, Delfinópolis e São Roque de Minas. (foto acima de Luis Leite e abaixo de Arnaldo Silva)
Gruta dos Palhares
A Gruta dos Palhares é considerada a maior gruta de arenito das Américas. Ramificando-se em outros compartimentos, tem uma profundidade explorada de aproximadamente 450 metros que, por questão de segurança, só pode ser visitada ou estudada com autorização especial. A formação rochosa é de arenito botucatu, e sua descoberta deu-se na metade do século XIX. A área de visitação é rica de belezas naturais, com sua altura de 22 metros, abrigando em cada dobra da rocha centenas de ninhos de maritacas, papagaios, andorinhas e outras aves que ali encontram tranquilidade para reprodução.
Pontos turísticos de Sacramento:Basílica de Nossa Senhora do Patrocínio do Santíssimo Sacramento; Museu Histórico Coralia Venites Maluf; Colégio Allan Kardec / Museu Corina Novelino
Igreja de Nossa Senhora do Rosário (Desemboque); Parque Náutico de Jaguara; Parque Municipal da Gruta dos Palhares.
05 – Nova Ponte
A cidade tem 74 anos de história. Em meados de 1993/1994 a antiga cidade foi inundada e foi criada a nova cidade na parte mais alta da região, ao lado de onde é hoje a represa da usina hidrelétrica de Nova Ponte. Sua população em 2019, segundo o IBGE era de 15.545 mil habitantes . É um município novo e muito pacato, totalmente planejado. Por ser um município rico, é referência na região do Triângulo Mineiro.Nova Ponte, (foto acima da Prefeitura Municipal/Divulgação) também é conhecida por seu potente carnaval, sendo considerado o melhor da região. O ponto principal do Carnaval na cidade é a "prainha", o Balneário Social de Nova Ponte, e também nas praças. Sendo que a cidade nesta época conta com uma equipe de seguranças para atender todo turista que ali passar.
06 – Uberaba
Sua população em julho de 2019, segundo a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, era de 333.783 habitantes, a oitava mais populosa do estado e a 82ª mais populosa do Brasil, contando com mais de 175 bairros e um crescimento populacional de aproximadamente 3 000 habitantes por ano. É considerada uma cidade-polo e seu produto interno bruto é o 72° maior do Brasil. Abriga a sede da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) e do Instituto Federal do Triângulo Mineiro.
Uberaba é conhecida como a capital mundial do gado zebu, raça que foi introduzida por criadores da cidade no final do século XIX, após a importação das primeiras matrizes da Índia. (foto abaixo de Jorge Nelson
)
É um polo na criação, desenvolvimento genético e comercialização do zebu, tendo sido escolhido como sede da principal e maior central de inseminação pecuária do País: Alta Genetics. A Expozebu continua sendo a maior feira de gado zebu em todo o mundo e é realizada habitualmente entre os dias 1o e 10 de maio. A cidade também é sede da maior exposição de uma só raça em todo o mundo: a Mega Leite, no mês de julho, dedicada ao gado leiteiro. A Expogenética é realizada em Agosto. A Expoinel, realizada todo mês de setembro, é dedicada inteiramente à raça Nelore. A Expobrahman, no mês de Outubro, é dedicada à raça Brahman.
Uberaba é sede da Academia de Letras do Triângulo Mineiro e, nos últimos anos, tem recebido um número expressivo e crescente de visitantes e turistas que a procuram com objetivos diversos. Desde o turismo de negócios, graças ao grande crescimento econômico do município; passando pelo turismo religioso, destacando, aqui, o museu de Chico Xavier e seu túmulo, além de várias igrejas históricas; há, também, diversos parques e museus, dentre os quais, podemos citar o Museu e sítio Paleontológico de Peirópolis, onde são encontrados fósseis de mais de 85 milhões de anos; o Parque ecológico Mata do Ipê e também o Parque Jacarandá (Zoológico de Uberaba). O município integra, também, o Circuito Turístico dos Lagos e o Circuito Turístico do Triângulo, que têm, por missão, fomentar o desenvolvimento do turismo sustentável, estabelecer e fortalecer parcerias para a geração de negócios e promover a melhoria da qualidade de vida da comunidade, preservando e potencializando as vocações locais.
07 – Conquista
Sua população estimada em 2019 era de 6.939 habitantes. Após o censo do referido ano, verificou-se que o número total de habitantes da cidade é de 6.922 habitantes, incluídos os Distritos de Guaxima e Jubaí. O município de Conquista é essencialmente agrícola. Porém, diagnósticos, estudos e levantamentos apontam sua forte vocação para o turismo, fator importante que, num futuro bem próximo, será a redenção econômica e social com geração de emprego e renda aos seus munícipes.Seus limites são Uberaba a noroeste e norte, Sacramento a leste e Rifaina e Igarapava (estes em São Paulo) a sul.
Tem como conterrânea conhecida nacionalmente, a autora de novelas Janete Clair, famosa por escrever Irmãos Coragem, Selva de Pedra, Pecado Capital, entre outras.
Na comunidade rural de Santa Maria, divisa de Conquista e Sacramento, foi fundado o primeiro centro espírita rural do Brasil, pelo grande médium conhecido como Tio Sinhô Mariano, e continuado o trabalho pelo também médium e humanitário Eurípedes Barsanulfo.A região foi citada várias vezes pelo médium Chico Xavier como uma região de grande elevação espiritual, de "boas energias".
08 – Uberlândia
Sua população, (fotografia acima de Jorge Nelson) segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 691.305 habitantes em 2019, sendo o município mais populoso da região do Triângulo Mineiro e o segundo mais populoso de Minas Gerais, depois da capital, Belo Horizonte. É, também, o município mais populoso do interior de Minas e o quarto município mais populoso do interior do Brasil, além de ser o 12º mais populoso do país, exceto as capitais.
A cidade de Uberlândia possui muitos atrativos turísticos, tanto de valor arquitetônico quanto cultural e natural. São alguns dos principais pontos da cidade:Mercado Municipal de Uberlândia, Museu Municipal de Uberlândia, Parque do Sabiá, Parque Municipal Victorio Siquierolli, Avenida Rondon Pacheco
09 – Araguari
Posicionada em local estratégico no eixo São Paulo - Brasília e interligada a todo o território nacional por meio de rodovias ou ferrovias, Araguari (Fotografia de Isa Lelis)conta com uma área de 2774 km², sendo 54% de área rural e 46% de área urbana. Araguari é, hoje, 23ª maior cidade do Estado de Minas Gerais. Com sua população de 117.267 mil habitantes em 2019, segundo o IBGE, é uma importante cidade do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. O município integra o circuito turístico do Triângulo Mineiro.
Araguari foi planejada com muitas praças e áreas de lazer, sendo possível andar de uma a outra conhecendo a arquitetura da cidade, que reúnem casas de muitos estilos e épocas. A cidade conta com um teatro e um museu importante, localizado no Palácio dos Ferroviários, que também é um ponto turístico, prédio imponente, histórico, sede da prefeitura municipal. A Casa da Cultura, antiga cadeia (palco de grandes acontecimentos que virou até filme), abriga uma sala de teatro e exposições. O Bosque John Kennedy, uma das maiores reservas florestais urbanas do Brasil, é ponto de visita obrigatório. Além disso, Araguari tem uma vida noturna com muitas opções de bares e restaurantes, boates, clubes de dança. Nos arredores há mais de cem cachoeiras, além de estar localizada entre rios e represas. Trilhas, e fazendas centenárias para quem procura aventuras. A Cidade chegou a possuir 5 salas de cinemas, que foram fechados, entre eles, o Cine Apolo, na praça Manoel Bonito, a primeira sala com projeção em 70mm (Cinerama) que foi transformado em centro cultural, hoje desativado, e o Cine Rex, localizado na mesma praça, transformado em um restaurante.
10 – Patos de Minas
Patos de Minas (na foto acima de Deocleciano Mundim) é um município essencialmente urbano. Segundo o Censo de 2019 do IBGE dos 152.488 habitantes da cidade, É o mais populoso município da Região do Alto Paranaíba.O nome Patos é uma referência à grande quantidade destas aves que habitavam as várias lagoas da região. A primeira fazenda instalada no local, Os Patos, em meados do século XIX, já fazia esta referência.O principal atrativo turístico da cidade é a Festa Nacional do Milho, conjunto de festejos que acontecem na última semana de maio e primeira semana de junho e que atraem anualmente para a cidade 300 mil turistas, para atividades como shows, bailes, desfiles, festivais gastronômicos, feiras de gado e de máquinas agrícolas. A cidade também faz parte do Circuito Turístico Tropeiros de Minas, ligada ao turismo rural, hotéis fazenda e gastronomia típica do interior mineiro.
11 – São Gotardo
Sua população (foto acima de Luiz Alves) estimada em julho de 2019 era de 35.469 habitantes. Cidade polo dos municípios de Matutina, Tiros, Santa Rosa da Serra, Campos Altos entre outros na região.A produção agrícola da região abastece os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Minas Gerais, Pará, Ceará, Amazonas, Tocantins.O município tem na agricultura a sua principal atividade econômica, seguida da pecuária, comércio e indústria.A agricultura tem uma produção altamente diversificada, com aplicação de alta tecnologia, constantes de projetos de pesquisa, assistência técnica que resultam em índices elevados de produtividade, com uma rotatividade de plantio de colheitas de janeiro a dezembro de Trigo,Cenoura, Soja, Alho, Café, Beterraba.. No seguimento, destaca-se a Cooperativa Agrícola do Alto Paranaíba-COOPADAP. É conhecida nacionalmente por ser capital nacional da cenoura e por realizar a FENACEN.
A cidade pertence ao Circuito Tropeiros de Minas e seus pontos turísticos são:Igreja Matriz São Sebastião, Prédio Amarelo (Casa da Cultura "Dom José Lima"), Cruz da antiga igreja matriz (Praça São Sebastião), Escola Estadual Afonso Pena, Lagoa do Balneário, Distrito de Vila Funchal, Cachoeira do Funchal.
12 – Rio Paranaíba
Sua população (foto acima de Wilson Fortunato) estimada em  2019 era de 12.313 habitantes. A produção econômica está calcada na agricultura e pecuária, com destaque para a produção oriunda do PADAP Programa de Assentamento Dirigido do Alto Paranaíba, o município produz batata, cebola, alho, cenoura, café, milho, trigo e soja dentre outras em menor escala.
Em 2006 foi criado um campus da Universidade Federal de Viçosa que transformou Rio Paranaíba a na menor cidade do Brasil a abrigar um campus de uma universidade federal.
Pontos turísticos: Igreja Nossa Senhora do Rosário; Belvedere, marco divisor dos rios Abaeté e Paranaíba; Morro do Pião, localizado nas proximidades da cidade; Monumento ao Cristo Redentor; Pedra do Felipe; Parque do Zarico.
13 - Prata
Com uma população (foto acima de Cris Ferreira) de 27.856 habitantes, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2019, detém o maior rebanho bovino do estado e a segunda maior produção de leite do Triângulo Mineiro. Prata é conhecido nacionalmente como a "Capital do Leite".
O município de Prata é o maior em extensão territorial do Triângulo Mineiro. A cidade de Prata está situada às margens da BR-153 (Transbrasiliana), no centro geográfico da região.
A principal atração turística do município fica na região da Serra da Boa Vista, as Pinturas Rupestres datadas de mais de 10.000 anos situadas em um paredão da serra na fazenda do Sr. Ideon. É preciso fazer uma caminhada de 30 min até o local por uma trilha de médio esforço. Na região também fica um sítio paleontológico com fósseis de dinossauros saurópodes, além de vários mirantes, o principal em cima da serra da Boa Vista onde a vista é exuberante.
Outra atração turística é o Morrinho, situado na Serra Seio de Moça a 4 km do centro da cidade, onde a estátua de Nossa Senhora do Carmo foi erguida em 1995. No mirante do Morrinho o visitante tem uma vista de toda a cidade.
Os rios da Prata e Tejuco possuem áreas de lazer para banho e descanso. Os afluentes do Tejuco possuem cachoeiras sobre rochas de basalto, as principais são: Corumbá, no córrego Corumbá a 26 km da cidade sentido Trevão e a do Salto no Hotel Fazenda Solar dos Ipês, a 28 km da cidade sentido Uberlândia.

14 - Frutal
Sua população, segundo a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2019, era de 59.496 habitantes. (foto acima de Giselle Oliveira) A cidade é grande produtora de grãos, cana e abacaxi, sendo a terceira maior produtora dessa fruta no país, além de ser um dos polos em educação do estado.O nome Frutal é derivado de sua história devido ao tempo de sua fundação, ter riachos cheios de jabuticabas (frutas). Daí a origem de seu nome "Frutal"
Fonte das Informações: Wikipedia e IBGE

19 comentários:

  1. O articulista Arnaldo Silva, infelizmente, escrevendo sobre um tema demonstrando que não conhece a região. Arnaldo, aconselho-lhe a visitar Lagoa Formosa, Carmo do Paranaíba, Romaria, estância de Serra Negra (Guimarânia),entre outras. Talvez, assim, a publicação ficaria mais completa e não seria praticada injustiça contra algumas localidades lindas a atrativas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado, pertinente sua colocação. As cidades que cita ai eu conheço todas mas como o Triângulo e Alto Paranaíba tem quase 200 municípios, tive que selecionar ao meu critério. Se eu fosse usar o critério de todo mundo, teria que colocar todas as cidades de uma vez. O que seria justo.Mas me diga, qual a fórmula para inserir tantas cidades, tantas fotos e tantos textos num único post? E mais, com um post tão extenso, como fazer para que as pessoas tenham paciência para ler cada uma? Me passe a fórmula que eu coloco. Infelizmente, as pessoas são assim, bairristas, defendem o que conhecem e valorizam o que conhecem e querem por que querem ver sua cidade em destaque. Não tenho como agradar a todos. Quem dera se eu pudesse, mas no momento, as postagens de cidades são por escolha minha, de acordo com meu conhecimento e fonte e fotos que tenho disponíveis, não dá mesmo para postar tanta cidade num post só mas vou analisar essas cidades que cita, que eu conheço todas, e se dar para inserir mais algumas, caso eu tenha informações e fotografias das cidades citadas. Mas se tiver uma fórmula para que eu possa fazer postagens de todas as cidades, para agradar a todo mundo, me passe.Eu não tenho a fórmula para inserir num post, tantas cidades e fazer com que as pessoas leiam tudo.

      Excluir
    2. Achei fraca a descrição sobre Patos de Minas. Temos muito mais além de Fenamilho.

      Excluir
    3. "Blog do Martins" você até teria razão se o título do artigo fosse algo do tipo "As 18 mais...", "As top 18...", mas não é. Então se você prestar mais atenção ao título, vai ver que não cabe esse tipo de queixa. Como o autor acertou no título, ele pode escolher de forma pessoal quais cidades incluir.
      Arnaldo Silva, realmente, do jeito que está já ficou beem extenso. Testou minha paciência ler tudo.

      Excluir
  2. Faltou Serra do Salitre. As mais belas cachoeiras das região!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Seu trabalho ficou legal. Posso dar uma dica só pra atualizar?

    A atividade ceramista não é mais a principal atividade econômica do município de Monte Carmelo. A economia carmelitana gira em torno da agropecuária (soja, café e gado) além da produção do condimentos. Uma modesta atividade industrial ceramista e de móveis e no setor terciário no comércio diversificado que atende a população local e de municípios próximos além das opções de cursos superiores na UFU e na FUCAMP.

    ResponderExcluir
  6. Verdade, Douglas. Moro no Rio de Janeiro, mas sempre que vou a Patrocínio visitar minha irmã, volto com a mala cheia de condimentos carmelitanos. Adoro o açafrão, e as pimentas. Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. CADE A CAMPOS ALTOS , FALTOU ELA A TERRA DO QUEIJO...

    ResponderExcluir
  8. Excelente trabalho,moro em Rio Paranaíba MG e lhes asseguro,a cidade tem belas cachoeiras,dentre elas destaco a cachoeira do funil.A cidade tem belas praças,bons hotéis,bons restaurantes e boa acessibilidade!Além de ser polo agropecuário do estado de Minas Gerais,isto se justifica pelo fato de 61% das terras do PADAP estarem no município de Rio Paranaíba,fato de destaque é sem dúvidas,a implantação da UFV-CRP,ocasionando um acelerado desenvolvimento urbano,aqui estamos desde de 1981 e a cidade cresce à cada dia!

    ResponderExcluir
  9. tenta jogar apenas um link do site da cidade onde se quer informação, as prefeituras se encarregam das imagens e divulgação, somente uma idea.

    ResponderExcluir
  10. ITUIUTABA COMO SEMPRE EM PRIMEIRO LUGAR KKKK.

    ResponderExcluir
  11. Com certeza uma das mais desenvolvidas regioes de Minas. Conheço Araxá, Sacramento, Uberaba e Uberlândia.

    ResponderExcluir
  12. Realmente trata-se de uma região especial sobretudo no setor da agropecuária! Nasci no município de Ituiutaba e só tive o privilégio de conhecê-la depois de adulto. Meus pais eram agregados de fazendeiros, ora em um local ora em outro.
    O período final que passei no triângulo foi em Iturama. Sai de Iturama por uma bênção divina, aos 12 anos de idade. Esteve lá, em missão religiosa, Frei Antônio de Gangi, Capuchinho. Este enviado de Deus me levou para o Seminário, onde consegui estudar. Terminando o 3o. ano de Teologia, meu superior leu um trabalho de teologia que conflitava com a visão tradicional. Fui convidado a deixar o convento. ...

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores