terça-feira, 30 de julho de 2019

O Parque das Andorinhas em Ouro Preto

Compartilhe:

Ouro Preto encanta os visitantes, por sua impressionante e muito bem preservada arquitetura, bem como seus eventos e atividades artísticas, culturais e gastronômicos. Mas a vida em Ouro Preto não se resume apenas na sua história urbana. No município de Ouro Preto podemos encontrar belezas de impactar, de tirar o fôlego. Uma dessas belezas é o Parque Municipal das Andorinhas. A reserva guarda tesouros da fauna e flora do Cerrado e Mata Atlântica. A beleza que você está vendo nessas fotos da matéria está à disposição de todos, num local de fácil acesso, com toda a infraestrutura para receber os visitantes. Fica perto do Centro Histórico. São apenas 5 km da Praça Tiradentes. São 557 hectares de área preservada, funcionando todos os dias, com entrada gratuita.
Para chegar até o Parque das Andorinhas, saindo da Praça Tiradentes, siga pelo Morro da Queimada, na estrada para Mariana. Após o Hotel Solar das Lajes, suba a primeira rua à esquerda, em direção ao Hotel Fazenda Boa Vista, suba o morro, pegue a primeira rua à sua direita e após o cruzamento do Hotel Fazenda Boa Vista, basta seguir até a portaria do Parque.
 Mas tem outro caminho que eu acho mais interessante, pela história do local. É o Morro São Sebastião. Você vai aproveitar e conhecer a Capela São Sebastião (foto acima), uma das primeiras de Ouro Preto. Para chegar até o morro, saindo da Praça Tiradentes, você pega a saída para Belo Horizonte, vire a primeira rua à direita, após a Escola de Minas, suba a Ladeira João de Paiva e passará pelo Mirante do Morro São Sebastião. 
Aproveite, contemple a vista (foto acima de Arnaldo Silva). Perto do Mirante está a Praça São Sebastião, basta seguir pela primeira rua à direita, onde avistará o Templo Budista e mais à frente a Capela de São João. 
Antes de seguir o caminho, visite a capela de São João (foto acima), que junto com a de São Sebastião, foi uma das primeiras a ser erguida na cidade. A partir daí, siga pela Avenida das Andorinhas, pegue a estrada de terra à sua esquerda e chegará a frente à portaria do Parque. 
Dentro da Área de Preservação Ambiental (Apa) o visitante poderá contemplar e vivenciar contato pleno com a natureza, caminhar pelas trilhas, conhecer as cachoeiras, praticar esportes e descansar com família e fazer piqueniques. O lugar é seguro, tem guias orientando os visitantes e acompanhamento pelas trilhas entre 6 e 18 hs. 
Dentro do Parque, o visitante conhecerá a Cachoeira das Andorinhas. Encontra-se no interior de uma formação rochosa, que lembra uma gruta. Durante o verão, o local é habitado por andorinhas de coleira. Por isso o nome da cachoeira e o nome do parque. Pela presença de grande número de andorinhas no local, no verão. 
Tem ainda a famosa Pedra do Jacaré, que proporciona uma vista maravilhosa. A cachoeira Véu de Noiva, com seus 40 metros de queda, é uma das grandes atrações da área. 
Andar pelo parque requer cuidados e ficar atentos à orientação dos guias já que os caminhos são pedregosos, com fendas abertas. Recomendam-se roupas e calçados adequados para caminhar pelas trilhas. 
Por Arnaldo Silva, com fotografias de Ane Souz, exceto a foto da vista da cidade.

Nenhum comentário:
Faça também comentários