quarta-feira, 3 de julho de 2019

A Casa de Chica da Silva em Diamantina

Compartilhe:

     Em Diamantina, no Alto Jequitinhonha, encontra-se um dos grandes acervos da nossa história. A casa em que viveu o Contratador de Diamantes, João Fernandes de Oliveira (Mariana – 1720 – Lisboa 1779), um dos homens mais ricos naquela época, com sua mulher, a ex-escrava Francisca da Silva de Oliveira, ou simplesmente Chica da Silva (Serro, ca. 1732 – 15 de fevereiro de 1796).É um típico casarão da fidalguia do século 18 e um dos mais suntuosos casarões da região.
     Nesse casarão, o casal morou entre 1763 e 1771 quando o Contratador teve que partir para Portugal (morreu em 18 de março 1779 naquele país, sem nunca voltar para reencontrar Chica da Silva). A união dos dois nunca foi oficializada, já que naquela época as leis proibiam casamentos entre pessoas de origens raciais diferentes. 
     Foram 15 anos vivendo juntos. Dessa união o casal teve 13 filhos que foram: Francisca de Paula (1755); João Fernandes (1756); Rita (1757); Joaquim (1759); Antônio Caetano (1761); Ana (1762); Helena (1763); Antônia (1764); Luísa (1765); Maria (1766); Quitéria Rita (1767); Mariana (1769); José Agostinho Fernandes (1770). Por não ser uma união permitida, filhos de brancos e escravas eram registrados sem o nome do pai, mas nesse caso, houve exceção. Todos os filhos de Chica da Silva com o Contratador foram batizados e registrados como filhos de João Fernandes de Oliveira.
     Chica da Silva faleceu 17 anos (1796) após a morte de João Fernandes. Sua influência na sociedade, mesmo com a partida de João Fernandes para Portugal (1771) e falecimento (1779), era tanta que foi sepultada no interior da Igreja de São Francisco de Assis em Diamantina, um privilégio quase que exclusivo de brancos ricos naquela época. Hoje, o casarão em que viveu Chica da Silva virou um museu que conta a história de Chica e do local, sendo um dos mais visitados por turistas que vão à Diamantina. 
(Por Arnaldo Silva, com fotografias de Elvira Nascimento)

Nenhum comentário:
Faça também comentários