Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

sábado, 27 de julho de 2019

10 vezes o melhor doce de leite do Brasil

 (Por Arnaldo Silva) O Minas Láctea é um evento bienal realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e Instituto Cândido Tostes (ICT) de Juiz de Fora MG, Zona da Mata. Tradicionalmente, é realizado em anos ímpares.
          Trata-se do maior evento lácteo da América Latina, englobando a Semana do Laticinista, Congresso Nacional de Laticínios, a Expolac, a Expomaq e o tradicional Concurso Nacional de Produtos Lácteos. 
          Este concurso nacional, premia onze categorias diferentes: Gorgonzola, Parmesão, Gouda, Provolone, Reino, Prato, Requeijão Cremoso, Doce de Leite, Manteiga de Primeira Qualidade, Minas Padrão e Destaque especial.
          Todos produtos passam por uma rígida avaliação feita por um corpo de profissionais qualificados e reconhecidos no mercado de lácteos do Brasil. Não se trata de votação e sim avaliação. (foto acima da Camila Costa, somente ilustrativa para a matéria, mostrando o melhor doce do Brasil com o queijo Canastra da Cristina, em Vargem Bonita MG)
          Os critérios adotados para escolha dos melhores são: cor, textura, odor, aroma, sabor e consistência, através de testes cegos, sem o conhecimento dos rótulos pela comissão avaliadora. Quem faz a avaliação é o laboratório da Epamig – Instituto Cândido Tostes. (na foto acima de Eramos Pereira/Epamig, jurados analisando doces de leite no 45° Concurso Nacional de Produtos Lácteos, no Minas Láctea 2022)
          Já são 45 edições, a última realizada em julho de 2022. Em 10 dessas edições, o doce de leite Viçosa foi deca-campeão. Um feito impressionante, consagrando o doce de leite fabricado em Viçosa, como o melhor do Brasil e um dos melhores do mundo.  
         O Doce de Leite Viçosa é o maior campeão. Desde a criação do concurso nacional, em 2000, foram 10 vitórias: 2001, 2004, 2006, 2008, 2011, 2012, 2013, 2015, 2016 e a última, em 2019. 
A história do Doce de Leite Viçosa
          O doce é famoso em Minas e no Brasil. Fabricado pelo Laticínio Escola (Funarbe – Universidade Federal de Viçosa). Produzido desde 1988, em Viçosa MG, Zona da Mata Mineira, é feito com matéria-prima de primeira qualidade, mão de obra muito bem qualificada. (na foto acima de Chico do Vale, o Campus da Universidade Federal de Viçosa MG)
          Além disso, o apoio técnico-cientifico que a Universidade Federal de Viçosa dispõe, garante um doce de primeira linha, usando o mínimo de conservantes possíveis, sem adição de misturas que possam comprometer sua qualidade, como amido e glicose de milho. 
          O resultado final é um doce de altíssima qualidade, com alto nível de pureza, textura macia, sabor único e inigualável, além de ser rico em valores nutricionais. É comercializado em três versões: tradicional, com coco e com chocolate, com opção em embalagens de 475 gramas, 855 gramas e 5 quilos.
Doce com tecnologia e tradição mineira
          Ser 10 vezes eleito o melhor doce de leite do Brasil, é resultado de muita pesquisa, pela busca pelo aprimoramento e do equilíbrio da tecnologia com a tradição culinária de Minas Gerais. Dessa união, originou o melhor doce de leite do Brasil e um dos melhores do mundo. Doce de Minas, com tecnologia e sabor das montanhas mineiras.
          Ser deca-campeão em um concurso tão concorrido e respeitado nacionalmente
, vem coroar o mais alto nível do laticínio, tanto em qualidade profissional, como investimento em maquinário da mais alta tecnologia, com a preocupação de valorizar as tradições mineiras.
          O resultado: reconhecimento profissional e popular. O povo sabe porque experimenta, compra, conhece e afirma: o doce de leite Viçosa é o melhor do Brasil. É o doce preferido dos mineiros e brasileiros.
         
Patrimônio Cultural Imaterial de Minas Gerais
          Por sua importância para Minas, sua simbologia, história e tradição, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais analisou, discutiu e votou o Projeto de Lei (PL 632/2019) de autoria do deputado Estadual Coronel Henrique (PSL). O projeto reconhece o processo de produção do Doce de Leite Viçosa, como Patrimônio Cultural Imaterial de Minas Gerais. (na foto acima do Osvaldo Filho, o Doce de Leite Viçosa e o tradicional Queijo D´Alagoa MG)
          A PL 632/2019 foi aprovada em primeiro turno no dia 19/05/2021 e em segundo turno, no dia 17/11/2021.
          Em 5 de janeiro de 2022, o Projeto de Lei 632/2019, aprovado em dois turnos pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, foi sancionado pelo Governado Romeu Zema (Novo).

3 comentários:

  1. Nunca vi essa marca aqui em BH,vou procurar deu até vontade de experimentar

    ResponderExcluir
  2. pena que não tem aqui em Passos-MG, e os que tem são açucarados c/ gosto de química

    ResponderExcluir
  3. É muito bom mesmo. Aqui onde moro é difícil de encontrar. Mas quando acho, compro sem pensar. É bom demais da conta

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores