Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

15 distritos mineiros que vão fazer você se apaixonar - IV

(Por Arnaldo Silva) Esta é a última parte com 15 pacatos e charmosos distritos de Minas Gerais. Já fizemos três, essa é a quarta parte. Nosso Estado possui 1.712 distritos, sendo 853 cidades, que são as sedes municipais, mais 859 vilas, que são as sedes distritais. Não dá para postar todos os 1712 distritos dai selecionamos alguns. Conheça os apaixonantes distritos.
01 - São José da Serra
          Distrito de Jaboticatubas município distante 60 km de Belo Horizonte, São José da Serra (na foto acima de Eduardo Gomes), é um povoado aconchegante e agradável de receptividade simples e acolhedora de seus moradores. Do centro de Jaboticatubas até São José da Serra, são apenas 25 km. O território do município ocupa 65% da área do Parque Nacional da Serra do Cipó, sendo por isso, rico em belezas naturais, muitas dessas belezas, encontradas no pacato e charmoso distrito de São José da Serra.
02 - Chapada
               Chapada é um distrito de Ouro Preto MG, fica próximo a Lavras Novas, cerca de 10 km. (foto acima de Arnaldo Silva) Pacato, tranquilo e com belíssimas paisagens o distrito é um convite para quem gosta de sossego e vivenciar a natureza plenamente. Duas cachoeiras se destacam no distrito: Cachoeira do Falcão e do Castelinho. O povoado é tranquilo, suas casas estão no entorno da Igreja de Santana e o povoado é rodeado pela imponente Serra do Trovão.
           A queda d´água é pequena e suas águas formam uma piscina natural (como podemos ver na foto acima do Marcelo Santos), bem rasa, ideal para crianças e para quem quer deixar e relaxar nas águas da cachoeira. Em volta do poço tem um banco de areia pra quem quiser pegar um sol e contemplar o céu e a natureza em volta já que o local é todo cercado por extensa mata nativa. Acima da cachoeira existem pequenos poços, bom para nadar e relaxar.
          Também na Chapada tem a Cachoeira do Castelinho (na foto acima, de Marcelo Santos). A cachoeira tem uma pequena queda, mas com o poço com uma profundidade maior, mais indicada para adultos.
          O povoado é pequeno e seus moradores muito atenciosos. As cachoeiras ficam próximas do povoado e os moradores são cordiais e informam certinho o caminho. Na foto acima, de autoria de Arnaldo Silva, você pode ver a Igreja de Santana e o casario em torno da igreja. Na foto abaixo, de Ane Souz, o interior da Igreja. 
          Como visitante, curta, divirta à vontade. No povoado tem comida caseira, cachaça, gente boa. Se vai levar comida, leve de volta o lixo que gerar. Leve uma sacolinha e o que for lixo, coloque na sacolinha e na primeira lixeira que encontrar, jogue o seu lixo na lixeira. Não suje as cachoeiras e nem deixe lixo pela mata. Fazer isso é feio, falta de cultura e educação, além de um tremendo desrespeito à natureza. Além de você, outros irão usar as águas, curtir a natureza. Deixe uma boa impressão no local, preserve essas belezas naturais. 
03 - Sobradinho
          Distante 15 km de São Tomé das Letras, no Sul de Minas, Sobradinho é uma vila pacata com cerca de 150 moradores. Lugar atraente, com natureza exuberante, ideal para descansar, relaxar e renovar as energias. É parada obrigatória para quem vem à mística cidade das pedras. Bem no centro, na Praça da Matriz, é possível encontrar guias de turismo. Ter os serviços de um guia é recomendado, já que Sobradinho é rodeada por cascatas, cachoeiras, grutas, paisagens incríveis e poços com águas cristalinas. Com a orientação de um guia, pode-se aproveitar melhor e conhecer bem as belezas de Sobradinho. Destaque para a Gruta do Sobradinho, a Gruta do Labirinto, o Poço das Esmeraldas e o Poço Azul, as cachoeiras da Lua, da Chuva e do Sobradinho, dentre outras belezas naturais. (fotografia acima de Felipe Brazão - @fbimangensaerea)
04 - Córrego do Ouro 

          Com cerca de 4 mil habitantes, Córrego do Ouro é distrito da cidade de Campos Gerais, no Sul de Minas. Sua origem é do século XVIII, tendo surgido por volta de 1740, com a descoberta de ouro em um córrego na região, daí a origem do nome da Vila. O povoado formou-se em torno da uma capela dedicada à Nossa Senhora do Rosário, chamando-se Arraial de Nossa Senhora do Rosário do Córrego do Ouro, passando a ser apenas Córrego do Ouro a partir de 1923. (fotografia acima de William Cândido)
          Charmosa, bem cuidada, acolhedora e bonita, com um casario eclético e colonial bem preservados, Córrego do Ouro possui uma boa estrutura para seus moradores e visitantes, com ruas, praças e casario muito bem cuidados. Desde suas origens, além da mineração, o distrito se destaca na agropecuária, com destaque para o cultivo do café, cana-de-açúcar, gado leiteiro e de corte e produção artesanal de queijos e doces, além de contar com outras atividades comerciais.
05 - Alto Maranhão 
          Alto Maranhão tem sua origem no século XVIII. É uma atraente e charmosa vila colonial mineira, distrito da cidade histórica de Congonhas MG, distante 88 km de Belo Horizonte. Além de seu charmoso casario e a simpatia do seu povo, em Alto Maranhão se destaca a Igreja de Nossa Senhora da Ajuda, uma construção histórica de grande valor para Minas Gerais. Sua fachada em cores azul e branco, tem acabamento simples, característico da época. Em seu interior, entalhes e pinturas numa riqueza de detalhes que impressiona. (fotografia acima de @viníciusbarnabé) No forro da capela-mor estão pintados 13 invocações, cada uma formando um capítulo de um grande livro, simbolizando a Rosa Mística, a Porta do Céu, a Estrela da Manhã, o Espelho de Justiça, o Vaso Espiritual, Sede da Sabedoria, Causa de Nossa Alegria, o Vaso Honorífico, o Vaso Insigne de Devoção, a Torre de Davi, a Torre de Marfim e Casa de Ouro. Completando o altar da capela-mor, estão as imagens do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores. Alto Maranhão é uma volta ao passado. 
06 - São José do Mato Dentro
          São José do Mato Dentro é um atraente e aconchegante distrito de Ouro Fino, no Sul de Minas. (foto acima de Guilherme Augusto/@mikethor). O local é agradável, bem cuidado, envolto a paisagens exuberantes e com um casario charmoso e bem cuidado. Seus moradores vivem das atividades agropecuárias, de pequenos comércios, artesanato e produtos caseiros. A religiosidade está presente entre seus moradores, destacando a tradicional Festa de São José, que mobiliza a comunidade e atrai visitantes de toda a região para participarem da festa religiosa.  
07 - Santa Cruz de Monte Alverne
          Rodeado por serras e belíssimas paisagens naturais de Mata Atlântica, está Santa Cruz de Monte Alverne (na foto acima de @shakalcarlos) ou simplesmente Monte Verde. É distrito de Miradouro, cidade da Zona da Mata Mineira. Monte Alverne fica a 28 km de Miradouro. Um povoado simples, de gente humilde, hospitaleira, que vive da agricultura, pequenos comércios e um variado artesanato com destaque para terços feitos à mão, santos de barro, lenços, etc. Seu casario é simples, alguns com traços coloniais e outros tradicionais, com destaque para sua igreja Matriz, dedicada a São Francisco, bem aos pés da Serra do Brigadeiro. A vida social na vila, como é comum no interior mineiro, gira em torno das festividades religiosas. A Folia de Reis é uma das mais tradicionais festas mineiras, presente no distrito. Outro evento religioso de grande importância é a festa de São Francisco de Monte Alverne, um evento religioso de grande destaque na região. Além de orações, missa, procissão e reza do terço, o evento conta ainda com barraquinhas, comidas típicas mineiras, exposição do artesanato local, shows com artistas locais e regionais
08 - Pedra da Cruz
          Andradas, no Sul de Minas, é uma das mais tradicionais e importantes cidades de Minas Gerais. Rodeada por belas montanhas e paisagens deslumbrantes, de suas terras saem um dos melhores cafés do Brasil, além de plantação de uvas das vinícolas locais, já que Andradas é também conhecida como a Terra do Vinho em Minas e agora, plantação de oliveiras, se destacando em nível nacional e internacional na produção de azeite de qualidade. Seus povoados e distritos rurais são charmosos, pitorescos, aconchegantes e lindos, como o da foto acima, do Guilherme Augusto/@mikethor, o povoado de Pedra da Cruz. Além deste, conta ainda com dezenas de povoados, vilas e distritos espalhados pelas montanhas do município, com belezas de encantar os olhos.
09 - Bichinho
          Vitoriano Veloso, também conhecido como Bichinho (na foto acima de Kiko Neto), é distrito da cidade histórica de Prados MG, Campo das Vertentes, sendo parte da Estrada Real. Fica a 9 km distante da sede. Sua origem é do século 18 e o distrito guarda relíquias da história colonial brasileira como casarões e igrejas, preservadas, como a Igreja de Nossa Senhora da Penha, de 1771. Destaque também em Bichinho é o artesanato de móveis, telas, bordados, crochês, tapetes, esculturas e adornos famosos e presentes nas principais lojas de artesanato do Brasil .
10 - Franceses e Cafundó
          São dois distritos da pacata cidade de Carvalhos, no Sul de Minas. Franceses (foto acima Mônica Rodrigues) é um pitoresco e charmoso distrito, típico de nosso interior, com coreto, igreja, praça, casario simples, em estilo colonial e uma rica tradição culinária. Sua origem data do século XVIII, com a chegada de franceses à região em busca de ouro. Os franceses se foram, ficou a origem a história de suas presenças na região.
          Já Cafundó (foto acima), se destaca pelas belas cachoeiras e lindas paisagens.  No Cafundó, é produzida a famosa Cachaça Cafundó, a base de frutas como amora, abacaxi, laranja, maracujá, jabuticaba, mel, etc. Se alguém te mandar tomar no Cafundó, pode ir. A cachaça é boa, a comida é ótima e tem ainda no local uma pitoresca pousada, com pesque pague. 
11 - Amarantina
          Amarantina é um distrito de Ouro Preto, tendo sua origem no início do século XVIII.Fica situado na rodovia dos Inconfidentes, entre a sede do município (23 km) e Belo Horizonte (67 km). (foto acima da Igreja de São Gonçalo, de autoria de Vinícius Barnabé) Um dos mais tradicionais distritos ouro-pretanos, Amarantina guarda relíquias da história e barroco mineiro bem como preservas as tradições folclóricas mineiras como a Festa de São Gonçalo e as Cavalhadas, que atraem visitantes de toda a região.
12 – Conceição do Formoso
          Um belo, aconchegante e pacato lugar, com uma singela igreja e uma extensa praça com coreto, um casario simples, em estilo colonial e muito bem cuidado, assim é Conceição do Formoso, distrito de Santos Dumont, na Zona da Mata Mineira. O distrito fica a 32,3 quilômetros do Centro de Santos Dumont e o acesso é por estrada de terra a partir do trevo na BR-040 ou pela estrada que passa pela Ponte Preta.(foto acima de Marcos Lamas)
13 - Glaura
          Glaura, também chamado de Casa Branca, é um dos mais antigos, charmosos e atraentes distritos de Ouro Preto, tendo sua origem no auge do Ciclo do Ouro, no século XVIII. (foto acima de Arnaldo Silva) Seu casario preserva os traços originais dos tempos do Brasil Colônia, com destaque para a Igreja Matriz de Santo Antônio datada de 1751 e o chafariz de Dom Rodrigo de 1782. Seus moradores, são simples, gentis, hospitaleiros e preservam com carinho suas tradições, principalmente religiosas, representadas na Festa de Santo Antônio e de Nossa Senhora do Rosário, com destaque para a dança das fitas, procissão, retretas e apresentação de bandas de músicas dos distritos vizinhos. Seus moradores vivem de pequenos comércios e da agricultura familiar, produção de doces e vinho de jabuticaba. 
14 – Macuco de Minas 
          Macuco de Minas é um distrito de Itumirim, na Região do Campo das Vertentes (na foto acima de Ézio Donizete). O nome que faz referência ao um pássaro caracterizado por seus ovos na cor azul-turquesa, o Macuco. É um povoado relativamente grande, com cerca de 3 mil moradores que vivem da agropecuária e pequenos comércios. O charmoso distrito se destaca na região por organizar umas das maiores e mais belas festas do Carro de Bois, além das festas juninas e a tradicional festa de São Sebastião do Macuco. 
15 – Roças Novas 
          O pacato distrito de Roças Novas (na foto acima do Leonardo Távora), pertencente a Caeté na Região Metropolitana de Belo Horizonte, se destaca pela beleza do seu casario colonial, pelas paisagens impressionantes em seu redor e hospitalidade de seu povo. Roças Novas é uma viagem no tempo. Fazendas centenárias, casarões e sobrados bem preservados que contam um pouco da historia do período Colonial da região, sua rica culinária mineira típica, além de seu povo simples, tipicamente mineiros e muito hospitaleiros.

18 comentários:

  1. Serio que não lembraram do vale do Mucuri? Francisco Sá, São Pedro, Presidente Pena e todos outros .. triste

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Henrique Hertz ... Que matéria maravilhosa, não é mesmo!!!
      Olha que esta é a quinta lista que o site faz de excelentes distritos da querida Minas Gerais.
      Em todas, o site adverte que o Estado tem 853 municípios, mais de 1.700 distritos e muitas outras localidades. Portanto, nem todos serão retratados aqui. O QUE, OBVIAMENTE, NÃO TIRA A BELEZA E UTILIDADE DESTA EXCELENTE PUBLICAÇÃO.
      Grande abraço.
      P.S.: sou simples leitor e viajante pelas estradas de terra. Não tenho NENHUM vínculo com este site

      Excluir
  2. Já estou preparando minha aposentadoria pra morar em algum deses Distritos ou Povoados de MG. Se Deus permitir!!!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Guardinha já foi postado em lista anterior. Esta é a quinta edição!!!
      Grande abraço

      Excluir
  4. Parabéns pela matéria, realmente Minas Gerais é o Estado mais carismático, acolhedor e dos mais belos distritos do Brasil. Excelente publicação!

    ResponderExcluir
  5. paraisos onde do covid nao chega.Minas Gerais é
    surpreendente

    ResponderExcluir
  6. Esqueceram de Gaspar Lopes, município de Alfenas

    ResponderExcluir
  7. Tem milagre subdistrito de monte santo de minas..bora lá

    ResponderExcluir
  8. Parabéns! Minaas Gerais realmente surpreende.

    ResponderExcluir
  9. Distrito dos Franceses pertence ao municio de Carvalhos sul de minas,la voce encontra a quinta cachoeira mais bonita do Brasil Cachoeira da Estiva com 70 metros de queda alem de outras mais.

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de ver distrito de Alagoas em Patos de Minas.

    ResponderExcluir
  11. Cada lugar "mió" que outro... parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
  12. Todos lindos.tbm moro no distrito de Santa Cruz da aparecida minas gerais

    ResponderExcluir
  13. Conheço Aparecidinha de Mina, próximo a Frutal, um lugarejo aconchegante, povo hospitaleiro, muito bom por lá.

    ResponderExcluir
  14. Faltou alto do gavião. Não tem turismo, vilarejo simples

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores