Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

7 cidades mineiras indicadas para casais apaixonados

(Por Arnaldo Silva) O charme de nossa arquitetura, o clima ameno, a cultura, a gastronomia, as aconchegantes pousadas aos pés das montanhas, amor regado a vinhos, chocolates, em momentos  românticos a dois, vivendo emoções inesquecíveis, respirando o ar puro de nossas montanhas, se deliciando em nossas águas medicinais, passeando pelas ruas de nossas cidades, cheias de histórias, cultura e arte por toda parte. (na foto acima de Wellington Diniz, Monte Verde MG no Sul de Minas) 
Começando pela nossa culinária. Imagina um jantar a luz de velas com frango, quiabo e angu? Combinação romântica, perfeita, como vê na foto acima do Sérgio Mourão. Além das velas, jantar regado a vinhos finos, de Diamantina, a cidade da música, torna o momento mais agradável ainda. 
Vamos passear por algumas cidades mineiras, indicadas para casais apaixonados. São cidades que afloram o mais puro romantismo.
01 - O aconchego da "cidade dos Namorados
 Para quem quer momentos a sós, como brindar uma noite com vinhos especiais, como o vinho de Três Pontas MG? As pousadas de Monte Verde, na foto acima de Ricardo Cozzo, propiciam esse momento especial. Monte Verde é a cidade dos Namorados. Distrito de Camanducaia, no Sul de Minas, é um dos destinos mais procurados por turistas, principalmente casais em todo o Brasil. 
Além do vinho, sob o calor da lareira, que tal uma banheira de espuma, regado a espumantes finos de Andradas MG? Momento único na vida de um casal, como podem ver, na foto acima, do Ricardo Cozzo, em uma das dezenas de aconchegantes e charmosas pousadas de Monte Verde.  
Monte Verde também é a terra do chocolate. São vários sabores preparados nas chocolaterias locais, como a Montanhês, acima.
Indo a Monte Verde, tem que gostar de frio. As temperaturas no inverno são baixíssimas, literalmente. Abaixo de zero grau com geadas constantes, como foi registrado pelo fotografo Ricardo Cozzo. 
Sem contar que Monte Verde é um charme. Sua arquitetura européia é um encanto, tanto é que é conhecida como "Suíça Mineira".
02 - O romantismo da tradição das fazendas
Tem casais que optam por momentos mais tradicionais, entre os cômodos dos centenários casarões mineiros, com suas decorações de época, nos levando aos tempos do romantismo de época. Minas tem vários lugares sim. Mas um é especial. Imponentes fazendas coloniais, com alambiques e produção de cervejas artesanais e vinhos finos, comida típica, história, passeios a cavalo, trilhas, cachoeiras. (foto acima de Sônia Fraga) 
Esse lugar é Santana dos Montes (foto acima do Barbosa) localiza-se a cerca de 130 km da capital Belo Horizonte . A cidade é pacata, histórica, tranquila, sossegada e seus hotéis, pousadas e restaurantes são destaques na região pela qualidade, sossego e ambientes aconchegantes, o que favorece o descanso e momentos românticos a dois.
03 - Música e tradição
Diamantina (na foto acima de Elvira Nascimento) uma das mais importantes cidades históricas do Brasil, famosa pelas serestas, por ser terra de JK,  pelo amor de Chica da Silva e seu Contratador, João Fernandes, é também a terra da música. Por todos os cantos da cidade tem música, o que atrai amantes do mais puro e genuíno som brasileiro, cantado e tocado nas esquinas das ruas de pedras diamantinense, por artistas populares. Um dos eventos mais emocionantes de Diamantina é a Vesperata onde o erudito e o popular se encontram em obras autênticas da musicalidade mineira e brasileira. Durante a Vesperata (na foto abaixo, de Elvira Nascimento, a Vesperata), os casais e público em geral ficam nas mesas postas na rua e bandas de música tocam músicas de qualidade, nas sacadas dos casarões. O evento acontece durante o ano, atraindo milhares de casais enamorados e apaixonados à cidade. 
Além da música, os casais podem passear pela cidade, visitar igrejas históricas, museus, a casa de Chica da Silva e de JK, bem como conhecer a rica gastronomia local, uma das mais tradicionais de Minas Gerais, além de poder conhecer as vinícolas da cidade, Pra quem não sabe, Diamantina produz vinhos finos de alta qualidade desde o século 18.
04 - Caminho Novo romântico
Sua origem é do século XIX. A cidade é pequena, pacata, se destacando seu casario, sua história e seu mais famoso distrito, São José das Três Ilhas (na foto acima de Thelmo Lins), uma das relíquias históricas de Minas. O povoado que originou hoje a cidade de Belmiro Braga, na Zona da Mata Mineira, vizinha a Juiz de Fora, surgiu no auge do café e fazendas centenárias estão presentes, não só em Belmiro Braga, mas nas cidades em sua volta. 
São fazendas charmosas, aconchegantes e ricas em história e relíquias do auge do Ciclo do Café. Boa parte dessas fazendas, hoje são hotéis-fazenda, propiciando a seus hóspede uma experiência única de conhecer e vivenciar o estilo de vida do século XIX, conhecendo sua história, algumas até com senzalas preservadas. O bom do passeio será experimentar o café colonial mineiro, divinamente preparado nas cozinhas dessas fazendas e passear e relaxar nos jardins e campos dessas fazendas, muito bem cuidadas e preservadas. (na foto acima, de Thelmo Lins, Fazenda União, uma das centenárias fazendas nos arredores de Belmiro Braga) Passeando pelas ruas de São José das Três Ilhas, a beleza singular de seu casario, emociona e torna os momentos a dois, mais emocionantes. 
05 - Amor em ritmo de aventuras
Para os casais que curtem o romantismo mais radical, a dica é Alto Caparaó. A cidade é pacata, pequena, tranquila. Sua economia gira em torno de pequenos comércios e do café, considerado atualmente o melhor do Brasil. Além disso, possui uma riqueza natural impressionante, com paisagens de tirar o fôlego, principalmente por estar em Minas Gerais, boa parte do Parque Nacional do Caparaó e o Pico da Bandeira, sendo a cidade a porta de entrada para o famoso parque nacional. (na foto acima de Sairo C. Guedes, Guia de Turismo na região) Subir os 2872 metros até o topo do pico, é uma aventura e tanto. Haja fôlego e preparo físico. Pousadas da cidade oferecem guias especializados, como a Pousada do Bezerra, a 500 metros da porta principal do Parque, que levam os visitantes até o alto do Pico da Bandeira. 
Saem de madrugada, no inverno, pegam temperaturas abaixo de zero, tendo sido registrado em junho de 2016, 14 graus negativos. Congelou tudo. São horas de subida. Para os casais que gostam de emoção e tem bom preparo físico, claro, é o melhor lugar. As paisagens são deslumbrantes, principalmente as do Vale Encantado (na foto acima de Marcelo Santos), com suas piscinas naturais  super convidativas para um bom mergulho. 
06 - O amor ao som das águas
Os 1196 metros de altitude tornam seu clima super agradável. Suas águas sulfurosas e medicinais, além de sua excelente estrutura turística, atraem todos os dias turistas para Poços de Caldas, no Sul de Minas. (foto acima da entrada da cidade de Luis Leite). Casais em lua de mel procuram a cidade para viverem seus primeiros momentos de casados. Optam por escolher uma cidade bonita, romântica, com ótima opção gastronômica, pousadas e hotéis de nível, conforto, tranquilidade e sossego, sendo Poços de Caldas a preferida. A cidade oferece tudo isso e muita emoção pelas belíssimas paisagens, cachoeiras, passeios de teleféricos, arquitetura eclética, colonial, moderna e Européia espalhadas pelas ruas da cidade, mirantes, parques e várias praças, bem como cultura e artesanato, presentes na feira semanal que acontece na Praça dos Macacos, todos os domingos. 
O charme de Poços de Caldas encanta tanto que já foi até cenário de novela da Rede Globo como o folhetim Alto Astral. Foi ainda tema do samba enredo da Beija Flor, no Carnaval Carioca de 2006. Além das praças bem cuidadas, igrejas, arquitetura variada da cidade, o visitante tem como opção vivenciar de perto a Sinfonia das Águas, participar do Festival Música nas Montanhas ou da Festa Uai. Tem ainda o Jazz  & Blues, a Julho Fest e outros eventos para todos os gostos. 
07 - Mistura de cores e sabores
As cores vivas de seu casario impressiona. As cores e sabores de sua gastronomia nos faz deliciar com os mais saborosos pratos de nossa culinária. A cidade está praticamente intacta, conservada e preservada em sua origem. Ruas calçadas com "pés-de-moleque" nos leva ao tempo do Brasil Colônia. (foto acima de César Reis)
Sua matriz, de Santo Antônio, é toda ornada em seu interior com cerca de meia tonelada de ouro em pura arte.(na foto acima de César Reis) A fachada da Matriz foi esculpida pelo Mestre Aleijadinho. Museus, chafarizes, bosques, cachoeiras, a Serra de São José, trilhas e uma das melhores gastronomias do Brasil. 
Mostras de cinema, hotéis e pousadas com arquitetura e mobiliário dos tempos coloniais, artesanato em madeira. Essa é Tiradentes (na foto acima de César Reis), uma das mais importantes cidades históricas brasileira. Tanto é que constantemente a cidade é cenário de filmes, minisséries e novelas.
Com todos esses atributos, com certeza Tiradentes é um destino certo para casais que buscam tradição, cultura, originalidade, arte, bem estar, o sossego das montanhas mineiras e claro, um romântico passeio na charmosa Maria Fumaça (na foto acima de César Reis), ativa desde 1881, fazendo atualmente o percurso entre  São João Del Rei a Tiradentes. São 50 minutos de passeio que encanta e emociona. 
Tiradentes é uma emoção em cada canto e durante o ano, acontecem eventos diversos na cidade. Tem o carnaval de rua, para quem gosta de folia. Em janeiro acontece o tradicional Festival de Cinema, atraindo para a cidade amantes da Sétima Arte e artistas de todo o Brasil. A Semana Santa (na foto acima de César Reis) é um dos momentos mais marcantes da cidade, cuja encenação, pelas ruas da cidade, revive de forma autêntica e tradicional, a morte e ressurreição de Cristo da mesma forma de 300 anos atrás. Em julho acontece o Encontro dos Apreciadores da Harley Davidson. Já em agosto, um dos mais importantes eventos gastronômicos do Brasil, o Festival Gastronômico de Tiradentes que reúne chef´s de cozinha de Minas, do Brasil e de vários países do mundo. Para quem aprecia uma ótima culinária, esse evento é imperdível.
Além disso, fazer trilhas, fazer passeios pela ruas da cidade, visitar o Bosque Mãe D´Água  visitar os ateliês e conhecer de perto os trabalhos dos artesão são ótimas opções para casais e visitantes.

20 comentários:

  1. Faltou Poços de Caldas nesta lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E muitas outras. Poços eu conheço, moro pertinho.

      Excluir
    2. Acho que não leu a reportagem. A primeira cidade que é citada é Poços de Caldas.

      Excluir
    3. Acho que não leu a reportagem. A primeira cidade que é citada é Poços de Caldas.

      Excluir
  2. Parabéns para essa edição,não desmerecendo demais cidades pois não conheço , mas nosso Distrito de Monte Verde-mg, posso garantir que é romântico e acolhedor !

    ResponderExcluir
  3. Realmente faltou Poços de Caldas nesta lista!

    ResponderExcluir
  4. Faltou São João del rei, belíssima cidade

    ResponderExcluir
  5. Poços de Caldas é a minha preferida.

    ResponderExcluir
  6. Aiuruoca é simplesmente magnífica em sua simplicidade!

    ResponderExcluir
  7. Conhecemos Poços de Caldas, Monte Verde, Extrema e Tiradentes, vale a pena conhecer, cidades maravilhosas e povo aconchegante.

    ResponderExcluir
  8. Talvez São Tomé das Letras mereça se inserida

    ResponderExcluir
  9. Serra do Cipó com suas cachoeiras e serras, e magnífica. Muito próximo de BH, num caminho de acesso ao Serei, Diamantina ou seja Estrada das Gerais/trilha do ouro.

    ResponderExcluir
  10. "Sou paulista de nascimento...mas mineiro de coração"!!!

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores