Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, 31 de março de 2017

As 12 menores cidades do Sul de Minas

(Por Arnaldo Silva) O estado de Minas Gerais tem 853 municípios e cerca de 60 cidades com menos de três mil habitantes. Uma parte dessas pequenas cidades estão concentradas no Sul de Minas.
          São cidades pacatas, charmosas, tranquilas, casario estilo colonial bem cuidado, ruas calçadas, com ótima qualidade de vida, sem o estresse e agitação do dia a dia, como a cidade acima, Alagoa, com foto do Rildo Silveira.
          O bom também dessas cidades é que quase todos os moradores se conhecem. Os moradores dessas cidades em sua maioria, tem na agricultura familiar e em pequenos comércios, suas maiores fontes de renda. Outra fonte de renda para os moradores e municípios é o turismo que vem crescendo muito nas cidades do interior mineiro, principalmente no Sul de Minas. Isso porque que são municípios privilegiados por exuberantes paisagens da Serra da Mantiqueira, cachoeiras e rios, bem como festas religiosas, culturais, rurais e eventos gastronômicos ao longo do ano, o que atrai turistas sempre.
          Você vai conhecer 12 cidades do Sul de Minas, com até 3 mil habitantes, segundo o IBGE. São cidades que com certeza, irão de encantar encantar pela beleza simplicidade de cada um deles. Começando pela 12ª até a 1ª cidade
12ª) Dom Viçoso - 2997 habitantes
          Dom Viçoso está a 420 km de Belo Horizonte e a 961 metros de altitude, acima do nível do mar. (foto acima de Rildo Silveira) Uma cidade bem pitoresca, calma, tranquila e charmosa. Seu povo é muito simpático, alegre, acolhedor e hospitaleiro. Recebem muito bem os visitantes. Destaca em Dom Viçoso sua bela Matriz, dedicada à Nossa Senhora Rosário e as festas religiosas da padroeira, Nossa Senhora do Rosário e de São Sebastião, que movimenta a cidade.  Conta ainda com atrativos naturais, como a Cachoeira do Mato Dentro, a  Lagoa da Barrinha, a Pedra Riscada e a Gruta do Tadeu, dentre outros atrativos.
11ª) Olímpio Noronha - 2809 habitantes
          O município de Olímpio Noronha contava em 2020 com 2809 habitantes, segundo o IBGE. (na foto acima de Rildo Silveira) Sua origem é do século XX, com a chegada da estrada de ferro e construção de uma estação ferroviária, denominada Santa Catarina, em uma das propriedades de Olímpio Noronha, que pertencia ao município de Cristina MG. Com o passar do tempo, começou a surgir um povoado em torno da estação, popularmente chamado de Parada Santa Catarina. Seus moradores viviam da agropecuária, principalmente gado leiteiro e devotavam São Sebastião, santo católico protetor do gado. Com o crescimento do povoado e devoção a São Sebastião, o povoado foi elevado a distrito de Cristina MG em 1948, passando a se chamar São Sebastião dos Campos, sendo emancipado em 1962 e por fim, passando a se chamar Olímpio Noronha, homenageando uma das pessoas mais influentes e importantes na região no século passado.
          A cidade é bem tranquila, pacata e muito charmosa. Quem visita a Olímpio Noronha encontra um povo é simples e hospitaleiro, além de poder conhecer os dois mais importantes pontos turísticos da cidade: a Cachoeira da Usina e a antiga Estação Ferroviária, que deu origem ao município.
10ª) Marmelópolis - 2728 habitantes
          A 1277 metros de altitude, rodeada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira e com a beleza do Pico dos Marins, está Marmelópolis (na foto acima do Jair Antônio Oliveira). Uma das cidades mais frias de Minas, com inverno intenso e rigoroso. A cidade se destaca no Estado por suas plantações de marmelo, pela marmelada, seu artesanato e pratos típicos feitos à base de marmelo, da truta e os pratos tradicionais da culinária mineira. São apenas 2728 habitantes vivendo numa aconchegante e acolhedora. Nota-se uma taxa muito alta de pessoas acima de 90 anos, vivendo com qualidade de vida, na cidade, gozando de boa saúde. É uma cidade bem tranquila, sossegada onde a vida passa devagar e lugar bom demais de se viver. 
 9ª) Alagoa - 2665 habitantes
          Conhecida nacionalmente como a Terra do Queijo, desde o início do século XX, Alagoa é uma charmosa cidade nas Terras Altas da Mantiqueira.(foto acima de Rildo Silveira) Seu clima, terras de qualidade e a altitude, favorece a criação de gado, consequentemente produzindo um leite de alta qualidade, originando um queijo único. Tanto é que tanto o modo artesanal de fazer o queijo de Alagoa MG, foi reconhecido pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) com o Selo Arte, bem como também, Alagoa, foi reconhecida pelo Governo de Minas, como região produtora de queijos artesanais, estando o município, atualmente, uma das regiões queijeiras mineiras.
          Seu queijo é de altíssima qualidade, reconhecido tanto em nível estadual, nacional e internacional, com diversas premiações recentes, em destaque para as medalhas conquistadas pelo queijo da Fazenda Bela Vista, do produtor Renato e Queijo D´Alagoa, do produtor Osvaldo Filho, no último Mondial du Fromage, a "Copa do Mundo" dos queijos, que aconteceu na França. 
          O município é rico em belezas naturais como cachoeiras, corredeiras, matas nativas e no perímetro urbano, o visitante encontra uma cidade tranquila, pacata, um casario em estilo colonial, com ruas calçadas e um povo muito gentil e hospitaleiro. Alagoa contava com 2665 moradores em 2020, segundo o IBGE.
8ª) Wenceslau Braz - 2548 habitantes
          Wenceslau Braz (na foto acima do André Uchôas) contava em 2020, segundo o IBGE, com 2548 habitantes. Seu nome de origem era Vila de Bicas do Meio, quando era distrito de Itajubá. Foi emancipada em 1962, adotando o atual nome em 1964 em homenagem a Wenceslau Braz, ex presidente da República, natural de Brasópolis MG, que governou o Brasil entre 1914 e 1918. A cidade é pitoresca, tranquila, hospitaleira, rodeada por belíssimas paisagens com matas nativas de araucárias e jacarandás, além de serras como a do Quilombo, Paiol, Alto da Onça e Alto do Alambique.
7ª) Fama - 2376 habitantes
          Fama, banhada pelo Lagoa de Furnas (na foto acima de Leonardo Bueno) é um dos mais atrativos municípios mineiros, justamente pelas águas do "Mar de Minas. Em 2020, eram 2376 moradores, segundo o IBGE. Como boa parte de seu território foi inundado pelas águas da Represa de Furnas em 1962, impactando sua atividade agropecuária, o turismo surgiu como grande fonte de recuperação do município.
          Fama é um dos exemplos de preservação ambiental, com incentivos ao turismo rural sustentável, protegendo seus recursos naturais, já que suas terras e águas, abriga uma grande bio diversidade. A cidade é bonita, bem cuidada, com ótima gastronomia, pousadas e hotéis aconchegantes. O maior atrativo da cidade é o Lago de Furnas, que espelha Fama, onde o visitante tem a opção de fazer passeios de barcos pelo "Mar de Minas" ou mesmo, passar pelas águas em pedalinhos.
6ª) São Sebastião do Rio Verde - 2250 habitantes
          Localizada nas divisas dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, nas Terras Altas da Mantiqueira, São Sebastião do Rio Verde (na foto acima de Rildo Silveira), contava em 2020, segundo o IBGE, com 2250 habitantes. É considerada uma das melhores cidades da região Sul de Minas para se viver. O Rio Verde é um dos grandes atrativos do município, ótimo para pescaria, prática de canoagem e para pegar um sol, nos dias de verão, já que o Rio Verde forma algumas praias fluviais em seu percurso. 
          O inverno é rigoroso na cidade, a natureza em seu redor, esplendorosa. Seus moradores guardam com carinho a mais pura tradição mineira, principalmente a nossa os sabores diversos de nossa culinária como doces, queijos e os pratos típicos de Minas. O artesanato é um dos destaques do município. São bordados, crochês, arte em barbante, palha e confecção de bonecas de pano. Outro destaque cidade é seu casario em estilo colonial. São casarões (foto acima de Sérgio Mourão) e fazendas ainda da época da Escravidão. Em algumas fazendas do município são fabricados carros de bois. 
5ª) Passa Vinte - 2031 habitantes
          Passa Vinte (na foto acima de Rildo Silveira) com 2031 habitantes, segundo o IBGE em 2020, é uma pacata, tranquila, calma e típica cidade do interior mineiro. Seus moradores vivem da agropecuária em destaque para produção de leite e milho. O município é montanhoso e um de seus grandes atrativos são corredeiras e a cachoeira do povoado de Carlos Euler, no distrito homônimo. Um dos destaques também é tradicional Festa de Santo Antônio, que acontece todos anos no dia dedicado ao Santo, 13 de junho. Após a semana da Páscoa, é realizado o Torneio Leiteiro atraindo grande número de turistas à cidade. Em novembro, a grande atração da cidade é o Festival do Shop, que atrai grande número de visitantes das cidades vizinhas e até de outros estados. 
4ª) Serranos - 1956 habitantes
          Segundo o IBGE, a Serranos (na foto acima de Dalton Maciel) contava com 1956 moradores em 2020. Rodeada por montanhas, clima ameno, ar puro, a cidade é pacata, tranquila, onde a vida passa devagar. Seus moradores são muito hospitaleiros. Sua economia gira em torno de pequenos comércio, da agropecuária e turismo, já que no município, a natureza é um dos seus maiores atrativos, com belíssimas cachoeiras como a do Dantas, do Juarez e do Ademarzinho. Pra quem gosta de sossego e descanso, o município conta com pousadas muito atrativas, entre elas a do Rancho do Macota (na foto abaixo do Marlon Arantes).
          As festividades religiosas, em torno da Matriz são as maiores atrações do município, como por exemplo a Festa do Jubileu em setembro de cada ano, que atrai visitantes de toda a região e mobiliza toda a cidade em torno do evento.  A paróquia de Serranos fica lotada a cada ano, quando chega setembro e com ele o dia do jubileu. Trata-se de uma imensa massa de fiéis, que a cada ano aumenta, que vão à paróquia para se beneficiar das Indulgências. À noite, no Desfile processional, a Praça da Matriz é aclamada em hinos de aclamações à Maria. Destaque também para a Cachoeira dos Dantas, do Juarez e do Ademarzinho, pela beleza natural típica da região.
3ª) Seritinga - 1854 habitantes
          Com 1854 habitantes, segundo o IBGE em 2020, a cidade de Seritinga surgiu com a chegada da Estrada de Ferro na região, que ligava Aiuruoca a Liberdade. (foto acima de Rildo Silveira) Da lembrança dos tempos do trem de ferro, desativo em 1977, restou a antiga estação, um dos pontos turísticos do município. A economia da cidade é basicamente de pequenos comércios e na produção de queijos, inclusive, sendo famosa pela qualidade de seus queijos. Essa fama originou-se do Laticínios Skandia, de propriedade das família do Sr. Godfredson, de origem dinamarquesa. Começaram a produzir queijos em Seritinga da mesma forma que sua  família produzia na Dinamarca. Um queijo muita qualidade. Este laticínio foi desativado, mas a tradição do queijo dinamarquês foi preservada pelos produtores locais, mantendo a mesma qualidade do queijo produzido pela família dinamarquesa. É um queijo único e muito procurado pelos amantes de queijos de qualidade. 
          Seritinga é uma das mais atraentes cidades mineiras, chamando a atenção suas ruas tranquilas, limpas e arborizadas, bem como a Igreja de São Pedro (na foto acima de Dalton Maciel, a Igreja de São Pedro em Seritinga)com arquitetura em formato de navio. Além da Estação e da Igreja de São Pedro, a Praça Sete de Setembro é um dos pontos mais frequentados por seus moradores, bem como seu casario, com influência da arquitetura dinamarquesa e colonial português! Pra quem gosta de apreciar a natureza, no município tem as praias fluviais dos rios Aiuruoca e dos Franceses, bem com a Cachoeira do Galvão.
2ª ) Consolação - 1784 habitantes
          Com 1784 habitantes, em 2020, segundo o IBGE, Consolação (na foto acima de Fernando Campanella) é uma pacata e charmosa cidade, com uma ótima qualidade de vida, tendo a atividade econômica principal de seus moradores, a agropecuária e pequenos comércios. Os consolenses vivem num ambiente calmo e tranquilo, vivenciando um estilo de vida tipicamente do interior mineiro. A cidade tem uma ótima gastronomia, bem como belezas naturais encantadoras como a cachoeira do Urubu, a Gruta do Zé Teixeira, a Pedra da Independência e a belíssima serra do bairro Cascavel.
          A cidade oferece, como atrações, a Festa da Padroeira, com uma semana de quermesse, a encenação da Semana Santa, a Festa Junina e o Aniversário da cidade, com desfile de cavaleiros, gincanas e competições esportivas. No aniversário da cidade, 1º de março, acontece desfiles de cavaleiros, gincanas e competições esportivas. Duas festas são destaque na cidade: Festas Juninas e a tradicional Festa da Padroeira. A Semana Santa na cidade é marcada por muita religiosidade, fé e tradição.
1ª) Senador José Bento - 1.461 habitantes
          A história do município inicia-se a partir de 1922, com a criação de uma Colônia Agrícola Padre José Bento em homenagem ao sacerdote católico, jornalista, deputado e senador do Império entre 1834 a 1844, José Bento Leite Ferreira de Melo (São Gonçalo do Sapucaí, 6 de janeiro de 1785 — Pouso Alegre, 8 de fevereiro de 1844). O objetivo da Colônia era o de abrigar imigrantes de várias nacionalidades que chegavam em grande número ao Brasil, após a primeira Guerra Mundial. Com o passar do tempo, agricultores da região foram se juntando à Colônia, dando origem a um povoado que hoje, que se transformou em cidade, emancipada em 30 de dezembro de 1962, adotando o mesmo nome da Colônia, Senador José Bento. (fotografia acima e abaixo de Rildo Silveira)
          O município faz divisa com Borda da Mata, Ipiúna e Congonhal. Fica a 420 km de Belo Horizonte e contava em 2020, segundo o IBGE, com 1451 habitantes. A cidade é simples, muito acolhedora com belezas naturais como a Cachoeira das Tronqueiras e o Pico da Bela Vista. Sua economia gira em torno das atividades agropecuárias, pequenos comércios e artesanato. Na cidade existe a Casa do Artesão, com mostras dos trabalhos dos artistas locais. Um dos grandes eventos religiosos da cidade são as Festas de São Sebastião e São Benedito, que atraem grande número de turistas e devotos à cidade. 

54 comentários:

  1. Amo essas Serras Verdes! Consolação é minha terra natal.O meu presépio encantado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amo está cidade,passei MOMENTOS maravilhosos aí,os moradores são pessoas encantadoras e o céu é uma coisa de tirar o fôlego.

      Excluir
  2. Dessa lista, eu já estive em Consolação, a conheci percorrendo o Caminho da Fé, realmente muito pitoresca, Senador José Bento só vi de longe entre as montanhas quando passei por Poços de Caldas, faltou Tocos Do Moji, que também é muito pequena...

    ResponderExcluir
  3. Na verdade, nossa Minas Gerais, o viajante que quiser descobrir raridades, como belas cachoeiras e uma beleza indescritível de suas montanhas, a tradicional comidinha mineira e o jeito mineiro de ser, tem que percorrer essas citadas cidades e muito mais.

    ResponderExcluir
  4. Faltou a minha querida Delfim Moreira pequena e encantadoura. Cidade que amo muito muitóooooooo

    ResponderExcluir
  5. Nas informações de Wenceslau Braz a cidade também faz divisa com Pirangucu/MG.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wenceslau Braz não faz divisa com Pirangucu e sim Itajubá e Delfim Moreira. Pirangucu faz divisa com Itajubá e Campos do Jordão.

      Excluir
    2. Wenceslau Braz não faz divisa com Pirangucu e sim Itajubá e Delfim Moreira. Pirangucu faz divisa com Itajubá e Campos do Jordão.

      Excluir
  6. Amo sul de Minas .
    Moro em Monte Verde .
    Paraíso , este lugar !!!!!!
    Nada é igual . NADA .

    ResponderExcluir
  7. Eu acrescentaria a cidade de Gonçalves... Linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite meu povo.Sei não!, Alguém quiz fazer uma homenagem ao meu Tataravô,ou meu
      Avô,e fundou esse Bela Cidade próximo abaixo de Campos do Jordão,com o meu sobrenome 🙌🏾🙏🏽👏🏽👍🏽🤣 Abraços!

      Excluir
  8. Natércia!!!tbm uma cidade mto boa p visitar!!

    ResponderExcluir
  9. Eu colocaria S.José do Alegre .Uma cidade calma e acolhedora .

    ResponderExcluir
  10. Lindas e charmosas, mas será que tem infraestrutura? Hospitais, escolas?

    ResponderExcluir
  11. E não demora, o trem turístico entre S.Sebastião do Rio Verde e São Lourenço começa a circular(previsão até o fim desse ano) trazendo(e levando) mais mineirice para essas localidades, afinal em Minas tudo é trem.

    ResponderExcluir
  12. Adoro São Lourenço passear na Maria Fumaca.Pocos de Caldas esta moda no meu coração.Adoro as noite e manhãs de inverno.Afumaca saindo d xícara de café co leite o pão de queijo wuentinqu.Bom demais da conta!!!!!?

    ResponderExcluir
  13. Ainda quero conhecer serra da saudada.tomar um sorvete lá na praça

    ResponderExcluir
  14. Ainda quero conhecer serra da saudada.tomar um sorvete lá na praça

    ResponderExcluir
  15. Sou de Congonhal. linda pequena, pacata, rodeada de belas montanhas e muitas águas. Conheçam!

    ResponderExcluir
  16. Poderiam ter mencionado Itanhandu,Passa Quatro e Itamonte, três cidades fantásticas.

    ResponderExcluir
  17. Dessas a que conheço muito bem, na qual passei boa parte de minha infância foi Wenceslau Bras, antiga Bicas do Meio. Meus avós por parte da minha mãe moraram lá por muitos anos. Meu avô trabalhou na REPI. Meu pai e minha mãe se conheceram lá, namoraram e casaram em Itajubá. Que saudades.....

    ResponderExcluir
  18. Minas Gerais de infinitas belezas, infinitas riquezas, só encontradas aqui!!

    ResponderExcluir
  19. Eu pensei que Minduri entraria nessa turma porque lá e bem pequeno eu não sei qts habitantes em torno de 3mil a quatro eu acho

    ResponderExcluir
  20. Carmo de Minas,terra dos melhores cafés do mundo.

    ResponderExcluir
  21. Conheço senador José Bento, cidade dos aposentados, costumo ir no pesqueiro situado na referida cidade, muito boa a cidade.

    ResponderExcluir
  22. Silvianopolis a mais encantadora de todas.seu ponto turistico o lago dos bandeirantes.festa do rosario
    Maravilhosa

    ResponderExcluir
  23. Consolação minha terra natal, temos a mesma idade, pacata,nunca cresceu, talvez melhor assim. Ainda paira muita inocência, hospitalidade e qualidade de vida.

    ResponderExcluir
  24. Serranos nao nao tem pousadas. So tinha uma atras da igreja, nao sei se construiram no macota. Cidade parou no tempo, o ruim de ir p serranos e seritinga e pq nao existe ônibus. Se nao me engane o único que passa no trevo de seritinga e o juiz de fora x varginha. Como eu queria ir p serranos.😭

    ResponderExcluir
  25. Serranos nao nao tem pousadas. So tinha uma atras da igreja, nao sei se construiram no macota. Cidade parou no tempo, o ruim de ir p serranos e seritinga e pq nao existe ônibus. Se nao me engane o único que passa no trevo de seritinga e o juiz de fora x varginha. Como eu queria ir p serranos.😭

    ResponderExcluir
  26. Faltou a cidade de Grota MG próximo a Jequeri......

    ResponderExcluir
  27. Para quem gosta de tranquilidade, visite uma das 10 menores cidade do Sul de Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  28. Não sou mineiro, mas a cidadezinha de meus avós e minha não aparece na lista? DIVISA NOVA.MG, dá pra contar as casas..Uma igreja, uma casa pernambucana, uma farmácia, um boteco e uma zona..!

    ResponderExcluir
  29. Fama, cidade de bons carnavais nós anos 90, tinha a frase que falavamos
    Fui em fama e fiquei famoso. Kkkkkk.

    ResponderExcluir
  30. Minha cidade preferida é Lambari mg cascatas,parques ,agua mineral,fonte luminosacolorida na praça,gente acolhedora e hospitaleira, muitos hotéis e pensões, comida boa,piscinas públicas,charrete ,bicicletas,um lago maravilhoso com um cassino espetacular.e muito mais,para vc e família descontrair,passear e relançar.

    ResponderExcluir
  31. Em Olímpio Noronha conheci a única mulher que eu realmente queria ao meu lado pra construirmos algo juntos... Enfim, essa cidade não esquecerei jamais.

    ResponderExcluir
  32. Queria entender como cidades tão minúsculas conseguem pagar as contas...

    ResponderExcluir
  33. Não posso deixar de mencionar aqui, a cidade da minha infância e adolescência. A capital do pé de moleque, Piranguinho. Saudades da minha infância.

    ResponderExcluir
  34. Amo Minas Gerais! Amo mais ainda o sul de Minas! Cidades lindas e acolhedoras! Sou de Paraopeba, MG, cidades da saudosa cantora Clara Nunes.

    ResponderExcluir
  35. Minas Gerais enche nosso coracao de alegria amor e paz. Povo ordeiro e amado. Sou do Rio mas adoro Minas.

    ResponderExcluir
  36. SErranos, oh! serranos, com seu lindo ceu de anil, gravada num peito mineiro e num canto do Brasil, suas ruas espalhadas por essa mansa cidade, meninas professorinhas cheias de amor e felicidade.Eu sozinho com meu canto desperto pra relembrar, mas vem-me o sono novamente entao começo a sonhar.DALMY Cruzilia.mg versos que fiz em 05.05.1975.(tem mais)

    ResponderExcluir
  37. (continuaçao) Sua natureza e tao linda, os montes , os passarinhos, com suas belas plumagens vao procurar os seus ninhos.Serranos OH! serranos de meu agrado maravilhosa, so Deus poderia ter feito, linda, simples e formosa.Passando por suas estradas vejo o vento a balançar, suas lindas pastagens incolores com o luar.Ao levantar bem cedinho la do alto se sente o nascer misterioso, daquele sol ardente.E a Virgem do Bonssucesso la do alto Padroeira, assistindo dia-dia o subir e descer constante desa gente hospitaleira.Que beleza aquele rio com suas quedas brilhantes, subi e desci de canoa jamais esquecerei eses instantes.Escrever sobre Serranos gastaria a eternidade, fica aqui nesses versos toda pureza e verdade.DALMY DE OLIVEIRA CALHEIROS MAIO DE 1975.

    ResponderExcluir
  38. Como eu queria que minha cidade estivesse nesse rol, lembrando que se os dados são de 2020 são apenas estimativas, o último censo demográfico feito pelo IBGE foi em 2010.

    ResponderExcluir
  39. SOU DO RIO DE JANEIRO ESTAS PEQUENINAS CIDADES, TODAS COMENTADAS AQUI, FAZEM PARTE DO MEU PROJETO DE 3ª IDADE.

    ResponderExcluir
  40. Todos brasileiros deveriam se puder estas lindas cidades São lindas obras da natureza e de Deus !!!

    ResponderExcluir
  41. Olímpio Noronha pra mim, é a melhor cidade de Minas. Minha família por parte de mãe veio de lá, eu infelizmente, nasci em São José dos Campos-Sp, mas trago Olímpio Noronha como minha segunda cidade natal. Amo demais essa terra

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores