Grrrrr, que frio!!! 22 cidades de intenso frio em Minas.

Maria da Fé é a terra das cerejeiras, do azeite de oliva e do frio. É a mais fria do Estado. No inverno os termômetros oscilam entre 5 e 8 graus ABAIXO de zero. Fotografia de Edison Zanatto
 Minas Gerais tem frio, e como tem! Nosso Estado é muito grande e algumas cidades se destacam pelo intenso frio, muitas vezes, abaixo de zero grau. São centenas de cidades que podemos dizer "congela até os ossos" no inverno. Como por exemplo citamos Diamantina, Bom Repouso, Poços de Caldas, Ouro Preto, Delfim Moreira, Bom Jardim de Minas, Itajubá, Conceição dos Ouros, Serro, Barbacena, Tiradentes, Mariana, Sapucai-Mirim, Carvalhos, Alto Caparaó, etc. Itamonte, no Sul do Estado, que em 1985 até nevou e outras tantas cidades. Não tem como postar todas, seria um post enorme e cansativo, por isso listamos apenas 22 charmosas, tranquilas e geladas cidades mineiras.

1 - Maria da Fé
Dia de geada em Maria da Fé. Fotografia de Cássia Almeida que fez questão de registrar a temperatura. ¨6 graus negativos.
É sem dúvida a cidade mais fria de Minas Gerais. O inverno é rigoroso e constantemente as temperaturas ficam abaixo de zero nos meses de junho e julho.
Maria da Fé. Fotografia de  William Siqueira de Campos Ribeiro
 Sua população estimada em julho de 2016 era de 14 502 habitantes. A sede do município está a 1 258 metros de altitude.O município está localizado em plena Serra da Mantiqueira bem próximo à estância paulista de Campos do Jordão e às mineiras do chamado Circuito das Águas. 
Maria da Fé. Fotografia de Elizabeth Christina Vasconcellos
Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1976 a menor temperatura registrada em Maria da Fé foi de -8,4 °C em 21 de julho de 1981, e a maior atingiu 34,4 °C em 19 de janeiro de 2015. O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 173 mm (milímetros) em 3 de janeiro de 2000. Outros grandes acumulados foram 125 mm em 14 de outubro de 1995, 103,4 mm em 26 de novembro de 2006 e 100,2 mm em 25 de fevereiro de 1995. O índice mais baixo de umidade relativa do ar atingiu apenas 15%, na tarde de 20 de agosto de 2005.

2 - Marmelópolis
Fotografia de Jair Antônio Oliveira - Marmelópolis MG
No inverno a verde paisagem da terra do marmelo dá lugar ao branco das geadas. Frio intenso, abaixo de zero grau no ápice do inverno fazem da cidade uma das mais frias do Estado. Marmelópolis lembra muito as pequenas vilas Portuguesas no inverno. Segundo o Censo IBGE/2016, a população é de 2.918 habitantes, com densidade demográfica de 27,51 hab/km². Quem nasce nesta cidade é marmelopolense.

3 - Alagoa
Sente só o clima em Alagoa. Fotografia de Júlio Monteiro
Alagoa fica no Sul de Minas e é uma típica cidade mineira, pequena, pacata ,tranquila e linda. Além, claro, de fria demais. A temperatura média no inverno fica entre 0ºC a 10ºC, sendo registrados temperaturas abaixo de 0ºC. Quem gosta de frio, de maio a início de julho, pode ir para Alagoa, lá é seu lugar.
De acordo com a estimativa do IBGE, sua população em julho de 2016 era de 2 756 habitantes.
Alagoa é conhecido pelo queijo parmesão produzido pela população que vive na Zona Rural, sendo considerada a "Terra do Queijo Parmesão". O clima e topografia são determinantes no diferencial do sabor dos queijos alagoenses.

4 - Gonçalves
Geada em Gonçalves. Foto extraída do site enxadaneles.com.br
Sua população em 2016 era de 4.401 habitantes, segundo o IBGE. Gonçalves é atualmente um dos pólos turísticos em forte desenvolvimento na Serra da Mantiqueira, fazendo parte do circuito turístico Serras Verdes do Sul de Minas.É linda, aconchegante, tranquila e oferece uma ótima qualidade de vida a seus moradores. E claro, no inverno é fria mesmo. Quem passar inverno lá, irá se deleitar com geadas e frio próximos ao 0º C e as vezes bem abaixo de zero.

5 - Virginia

Virginia MG. Fotografia de Márcia Souza
A origem do nome de Virgínia é pela devoção à Virgem Nossa Senhora da Conceição. Virginia é uma singela, pacata, tranquila e aconchegante cidade do Sul de Minas.Com vocação agrária, a cidade se destaca na produção de frutas e pelas lindas paisagens. A exposição Agropecuária da cidade é uma das mais importantes do Sul de Minas. Sua população, estimada em 2016 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 8 868 habitantes.No inverno as temperaturas no município oscilam entre 0ºC  a 10ºC.

6 - Monte Verde
Monte Verde MG. Fotografias acima de Ricardo Cozzo
Monte Verde registrou menor temperatura do país, segundo Inmet (Foto: Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verde)
 O charmoso distrito da cidade de Camanducaia, no Sul de Minas, atrai turistas não só pelo chocolate, cerveja artesanal, arquitetura e belezas naturais, mas pelo frio que é sem dúvida alguma principais atrações de Monte Verde. Temperaturas congelantes, que lembra o inverno Europeu é um convite ao romantismo e alegria. Quem gosta do isolamento nas montanhas e estar num local todo cercado por vasta natureza Monte Verde é o lugar ideal. O distrito tem ótima estrutura para receber turistas como vários restaurantes, pousadas e hotéis etc.

7 - Paraísópolis
Geada em Paraísópolis MG. Fotografia de José Milton/VCRepórter
Como toda cidade da Serra da Mantiqueira, Paraisópolis é gelada no inverno, com temperaturas baixíssimas e geadas congelantes. A cidade tem 20.850 habitantes, segundo o censo de 2016. 
No relevo, Paraisópolis se encontra localizada em área muito acidentada, nos contrafortes da Serra da Mantiqueira. Do lado sul da cidade encontramos o Pico do Machadão, com 1815 metros de altitude, onde se encontram a represa do Brejo Grande, lago artificial mais alto do Brasil (1411m alt.) e também a pedra do Machadão, local este onde se situam os repetidores do sinal de TV da cidade. De lá é possível a visualização de toda a região, inclusive com a vista da cidade de Pouso Alegre, em dias de boa visibilidade. A altitude favorece também a visualização de outros pontos turísticos desta região da Mantiqueira, como a Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí, Pedra de São Domingos, Pedra do Forno, em Gonçalves, Pico dos Marins, em Delfim Moreira, etc. À leste da cidade se localiza a Serra dos Pereiras, onde a Embratel possui uma antena repetidora de sinais, na divisa com o município de Brazópolis e pouco mais a sudeste, a Serra do Cantagalo, na divisa com São Bento do Sapucaí. Sua altitude mínima é de 963 m acima do nível do mar, na foz do ribeirão das caveiras, e seu ponto culminante é a Pedra de São Domingos com 2050 metros de altitude, monumento natural que divide os municípios de Paraisópolis, Camanducaia e Córrego do Bom Jesus, seguido do Pico da Embira Branca com 2.039 metros de altitude, que por sua vez situa-se a oeste da serra do Machadão.

8 - Bom Jardim de Minas
Imagem:henis.paulo (Panorâmio)
Localiza-se a sul da capital do estado, distando desta cerca de 295 km. Ocupa uma área de 412,021 km², sendo que 1,7197 km² estão em perímetro urbano, e sua população em 2016 era de 6 648 habitantes.A sede tem uma temperatura média anual de 21,2 ºC e na vegetação do município predomina a Mata Atlântica. Com 85% da população vivendo na zona urbana, a cidade contava, em 2009, com cinco estabelecimentos de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,673, considerando como médio em relação ao estado.
O inverno em Bom Jardim de Minas costuma ser rigoroso. A partir de maio começa a esfriar e geadas são constantes, temperaturas próxima a 0 grau e abaixo são comuns. Faz frio, muito frio mesmo.

9 - Lavras Novas
Dia de freio em Lavras Novas. Fotografia de Zedu Monte
Romantismo e clima bem frio é uma das atrações de Lavras Novas, distrito de Ouro Preto, dista 19 km da sede. O distrito data de aproximadamente 1716 e sua comunidade é de maioria negra, cercado por esplêndidas paisagens de montanha. Iniciando na década de 1990, foi descoberta por turistas, que procuram o local em busca da cultura local, da paz, da natureza e da aventura. A população chega a sextuplicar durante feriados. Antes disso, foi cenário de um conto de Bernardo Guimarães, "A Garganta do Inferno" (1871).
As atrações naturais ainda são mal sinalizadas e algumas oferecem perigo, como a cachoeira do Rapel. Com mais de 200 metros de queda - contando todos os seus degraus - não é recomendada para turistas inexperientes. Mesmo assim é possível chegar perto da queda, passando por outra atração: os pocinhos. São ideais para um refrescante banho.
Tem mais: cachoeira dos Namorados, cachoeira Três Pingos, represa do Custódio… A mais bela cachoeira, cabeceira da represa, leva o nome da padroeira do local, Nossa Senhora dos Prazeres. O acesso é demorado, o carro vai até certo ponto. Depois são mais ou menos quarenta minutos de caminhada. Contudo o sacrifício é recompensado pela força da queda. Uma chuva fina, formada pelo bater ruidoso das águas, refresca o cansaço.


10 - Barbacena
Fotografia de Tatty Pires
Sua população estimada em julho de 2016 era de 135.829 habitantes.É um grande produtor de frutas e de flores. Se destaca como centro de ensino, com expressiva influência regional, tendo também um comércio diversificado. Barbacena fica na Serra da Mantiqueira. Dista 169 quilômetros da capital do estado, Belo Horizonte e está na região do Campo das Vertentes. Barbacena possui um clima tropical de altitude tipo Cwb ou literalmente um Clima Oceânico Cwb, com invernos frios e verões amenos. A temperatura média anual é de 18 ºC, com mínima de 14 ºC e máxima de 24 ºC. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 1985 e a partir de 1990, a menor temperatura registrada em Barbacena foi de 0,3 ºC em 1 de junho de 1979, e a maior atingiu 35,1 ºC em 17 de outubro de 2007. Quem conhece Barbacena e vive lá, garante que a sensação térmica em Barbacena, nos dias de intenso frio, e abaixo de zero grau.

11 - Diamantina
Fotografia de Roberval Cruz 
Sua população estimada em 2016 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística era de 48.095 habitantes. A cidade está na região do Jequitinhonha. É a terra natal do ex-presidente da República Juscelino Kubitschek de Oliveira, de Francisca da Silva de Oliveira, a famosa Chica da Silva, e de Domingos José de Almeida. Segundo dados da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a temperatura mínima registrada em Diamantina foi de 2,8 °C, ocorrida no dia 31 de julho de 1972. Já a máxima foi de 35,8 °C, observada dia 8 de outubro de 1987. Segundo os moradores, no inverno o frio é intenso e varia entre 3 a 7 graus.

12 - Aiuruoca
Fotografia de Marlon Arantes
Sua população é de 6.224 habitantes (IBGE/2016). Localiza-se no sul de Minas Gerais na Serra da Mantiqueira, a 989 m de altitude, ao pé do Pico do Papagaio, numa região de topografia bastante acidentada. Seu nome deriva do tupi e significa "casa de papagaio", através da junção das palavras aîuru ("papagaio") e oka ("casa"). Clima: corresponde, na classificação de Köppen, ao tipo "CWB" (Tropical de Altitude de Verões Suaves) e apresenta as seguintes temperaturas: do mês mais quente 32 °C, do mês mais frio 3 a 0 °C e média anual de 20 °C.

13 - Delfim Moreira
Fotografia de Marcus Augustus
Delfim Moreira se destaca no cenário turístico pelas suas belas cachoeiras e paisagens. Além de diversas pousadas, das mais simples a mais sofisticada. Foi fundado em 17 de dezembro de 1938. Sua população segundo o censo realizado pelo IBGE em 2016 é de 8.203 habitantes. A altitude é de 1 200 metros e a área, 409,2 km²; a densidade demográfica resulta em 19,84 habitantes por quilômetro quadrado. Destaca-se pelas suas belíssimas cachoeiras que têm atraído diversos turistas de todos os estados brasileiros.
O município de Maria da Fé está a norte, Virgínia a nordeste e Marmelópolis a leste. Os paulistas Cruzeiro e Piquete ficam a sudeste, Guaratinguetá a sul e Campos do Jordão a sudoeste. A oeste está Wenceslau Braz e a noroeste, Itajubá.
O clima de Delfim Moreira é Tropical de Altitude, tipo Cwb, com invernos secos e frios suscetíveis à fortes geadas devido à altitude da Serra da mantiqueira, (no inverno as temperaturas chegam a 0 graus, as vezes abaixo de 0) e verões amenos suavizados pela altitude e da alta pluviosidade de seus verões. O outono e a primavera são suaves e são estações de transição entre o verão e o inverno e vice-versa.

14 - Passa Quatro
Fotografia de Frederico Bustamante
De acordo com o censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2016, segundo o IBGE sua população era 16.413 habitantes. É uma estância hidromineral e região turística.A cidade possui um Clima tropical de altitude, com estações bem marcadas.
A temperatura média na cidade é baixa no inverno e relativamente amena no verão. A média anual de chuva na cidade é de 1.577 milímetros. As maiores temperaturas registradas na cidade são nos meses de dezembro e janeiro e as menores, entre junho e julho. Passa Quatro possui um clima Tropical de Altitude tipo Cwa, apresentando verões quentes, porém amenizados pela altitude da Serra da Mantiqueira e pela alta pluviosidade da estação. Seus invernos são secos e frios, (submetidos a forte geadas), devido à redução de chuva ocorrida durante o outono entre o fim de março até o fim de junho. O outono e a primavera são estações de transição entre o inverno e o verão e vice-versa.

15 - Poços de Caldas
Parque de Poços de Caldas tomado pela geada (Foto: Carlos Picolli/G1)
Segundo estimativa do IBGE para 1º de julho de 2016, é o 15º município mais populoso do estado com 164.912 habitantes.
Duas estações climáticas típicas são mais sentidas ou definidas: o inverno de abril a setembro, com temperaturas mais baixas e menores índices pluviométricos (temperatura média de 15 °C e total de 315mm de chuvas) e o verão de Outubro a Março com temperaturas mais elevadas e maiores precipitações (temperatura média de 21 °C e total de 1430mm de chuvas). A média pluviométrica anual é de 1745mm e a temperatura média é de 17,6 °C. As temperaturas mínima e máxima absolutas registradas foram de -7.2 °C e de 35 °C, respectivamente.
A umidade relativa média é de 79%, e o número de dias de chuva de aproximadamente 190. Ocasionalmente ocorrem geadas, principalmente durante os meses de Maio, Junho e Julho.
Os ventos se apresentam como moderados, na direção Nordeste e com velocidade de 10 a 15 km/h. Com a entrada de frentes frias no Planalto a direção dos ventos pode se inverter passando a Sudoeste-Oeste. Chuvas de granizo não são muito comuns na cidade. Uma das mais recentes ocorreu em 27 de dezembro de 2012

16 - Senador Amaral
Foto: Dalvam Aparecido Salles
A população de Senador Amaral era de 5.429 habitantes, em 2016, segundo o IBGE. A cidade é das mais frias do estado de Minas Gerais e do Brasil, podendo superar ou ser igualada, em condições térmicas, às conterrâneas: Maria da Fé, Marmelópolis, Delfim Moreira, Bueno Brandão, Gonçalves, Alto Caparaó e Barbacena. Geadas são relativamente comuns no inverno, principalmente no mês de julho. A ocorrência de neve, apesar do registro de temperaturas negativas, é muito rara, haja vista o frequente bloqueio de frentes frias por massas de ar seco que predominam no período mais frio. Caracterizadas pela baixa umidade, tais massas dificultam a ocorrência de precipitações, inviabilizando o fenômeno.
O clima de Senador Amaral é Tropical de Altitude tipo Cwb, ou literalmente um Clima Oceânico tipo Cwb, com verões úmidos caracterizados por dias mornos e alguns dias quentes e noites muito frescas. Os invernos são secos e relativamente frios, principalmente durante à noite, apresentando dias ensolarados com temperatura amena e névoa úmida durante as manhãs.
Sua paisagem é marcada pelos campos de altitude, ponteada por resquícios da Mata Atlântica original e plantações, em sua maioria de morangos e brócolis. Destaca-se a significante presença de araucárias e outras árvores de clima temperado. Há forte a presença de roedores, como os esquilos e capivaras na fauna local.
Apresenta clima temperado e úmido, com temperaturas máximas e mínimas variando, em média, entre 22°C e 11°C, e índice pluviométrico de 1758 mm. A temperatura média anual é de 15°C, apresentando verões amenos e chuvosos e invernos frios e secos, com a ocorrência eventual de temperaturas próximas de 0°C e as vezes, até abaixo de 0°C.


17 - Carvalhos
Carvalhos. Fotografia de José Siqueira
Sua população em 2016, segundo o IBGE era de 4.625 habitantes. Seu nome é uma homenagem a família Carvalho, família de origem judaico-marroquina cujo nome original era Nahom. Esta família se assentou na região, construindo uma igreja dedicada a Nossa Senhora Aparecida, em um terreno doado pela dona de uma fazenda na região.
Possui inúmeras cachoeiras distribuídas por todo o município (em torno de 70 quedas) e mais de 400 km de trilhas para a prática de Off-Road. Além disso, possui um pico chamado Pico do Muquém de altitude aproximada de 1800m acima do nível do mar. Também encontra-se no município o Pico do Calambau e dos Três Irmãos, que juntamente com o do Muquém, formam a Serra dos Três Irmãos. Há também o Pico do Quilombo (Serra do Quilombo), a Serra da Aparecida e a serra do Grão-Mogol
.

18 - Bueno Brandão
Bueno Brandão, Sul de Minas, vista do alto do Cristo. Fotografia de Léo Brito
Bueno Brandão está localizado na Serra da Mantiqueira, com altitudes de até 1600m (sede municipal a 1200m). Possui clima tropical de altitude, com média anual de 16,5°C, com máxima no verão de 32°C e mínimas de até -4°C nos invernos mais rigorosos.
Sua população segundo o censo realizado pelo IBGE em 2016 era de 11.228 habitantes. Sua principal atração é o turismo ecológico, principalmente por suas cachoeiras. Entre elas as consideradas mais bonitas são: do Luís, do Félix e do Machado II.
19 - Alto Caparaó
Alto do Pico da Bandeira em Alto Caparaó. Congela tudo. Fotografia de Naiara Cler/junho 2016
Sua população segundo o Censo realizado pelo IBGE em 2016 é de 5.748 habitantes. Ocupa uma área de 104,571 km², situando-se a 997 metros de altitude. A cidade apresenta clima tropical de altitude, com temperatura média anual entre 19 °C e 22 °C, sendo, Fevereiro mais quente, e julho mais frio. A pluviosidade está em torno de 1.000 mm anuais, e as maiores ocorrências de chuvas estão entre os meses de novembro a janeiro. No inverno ocorrem geadas na Serra do Caparaó com temperaturas próximos de 0º C.

20 - Itamonte
Chegando em Itamonte. Fotografia de Paulo Santos
Nevou em Minas Gerais no ano de 1985 e foi em Itamonte, no alto do Parque do Itatiaia, situado no município na divisa com o Rio de Janeiro. A temperatura naquele ano chegou a -15º C. De lá pra cá não nevou mais, mas as temperaturas são sempre baixíssimas no inverno, muitas das vezes, abaixo de zero.
Fotografia de Paulo Santos
Sua população estimada em 2016 era de 15.267 habitantes.Tem clima característico das regiões serranas do Sudeste brasileiro. Classificado como Tropical de Altitude, tipo Cwb, possui inverno frio (registrando temperaturas mínimas normalmente entre 0°C e 10°C na zona urbana e ocorrências de geadas) com estiagem no mesmo período; verão ameno e com pluviosidade superior aos níveis de inverno, portanto caracterizando a época mais chuvosa.O município de Itamonte é cortado pela Serra da Mantiqueira, onde se encontram alguns dos pontos mais altos da região, destacando-se a Pedra do Sino de Itatiaia com 2.670 metros, localizada no Parque Nacional de Itatiaia, e a Pedra do Picu com 2.151 metros, além de várias cachoeiras, dentre elas, as cachoeiras da Fragária, do Escorrega, da Conquista e da Usina dos Braga

21 - Bom Repouso
Fotografia de Jussan Lima
Sua população estimada em 2016 era de 10.771 habitantes. Seu relevo é montanhoso e está a uma altitude média de 1371 metros acima do nível do mar, chegando a atingir uma altitude máxima de 1680 metros em seu ponto mais alto. Seu clima é ameno e úmido durante o verão e seco e frio durante o inverno. A temperatura média anual é de 19 °C. No inverno as temperaturas aproximam do 0º C.  Pelo fator climático de sua região, o mesmo favorece culturas de frutas silvestres como o morango.

22 - Pouso Alto
Fotografia de Sérgio Mourão
Pouso Alto é um município na Microrregião de São Lourenço, no estado de Minas Gerais, no Brasil.
Pouso Alto já foi pouso de princesa e príncipe, como a princesa Isabel e o príncipe dom Pedro, que vieram inaugurar a antiga estação de trens, hoje instalada na cidade de São Sebastião do Rio Verde. Muitos poetas também pousaram por aqui: Júlio Ribeiro, Ribeiro Couto (autor de A Cabocla), Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade.
De acordo com o censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2016, sua população era estimada em 6. 210 habitantes. O clima na cidade é ameno no verão e bastante frio no inverno, com ocorrências de geadas com temperaturas variando de 0º C a 10º C durante os meses de inverno.

Fonte de algumas informações extraídas da Wikipédia.

AVISO LEGAL
Este conteúdo pode ser publicado livremente, no todo ou em parte, em qualquer mídia, eletrônica ou impressa, desde que contenha um link remetendo para o site www.conhecaminas.com

33 comentários:

  1. Parabéns pela matéria! Mostrou todas as cidades de forma muito carinhosa e com informações reais. Gostei de ver minha foto ilustrando a matéria! E adorei conhecer as outras colegas de frio. Já estou compartilhando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Te agradeço a mensagem. Aceito sugestões de outras matérias desse tipo. Suas imagens são bem vindas sempre e vamos sempre divulgar o que Minas tem de bom, de melhor e lindo claro.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Faltou Senador Amaral a segunda cidade mais alta do brasil e primeira de minas, uma das mais frias

      Excluir
    4. Senador Amaral tá na lista

      Excluir
  2. Respostas
    1. Barbacena ta na lista, é a 10ª cidade

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Busco cidadezinhas mineiras com verão ameno.Amo frio!

    ResponderExcluir
  4. Faltou Antônio Carlos Cidade que fica ao lado de Barbacena e que é ainda mais fria que lá(principalmente no distrito de Curral Novo), mas a matéria é ótima vlw por essas dicas de cidades, já quero conhecer todas

    ResponderExcluir
  5. Poderia ter entrado nessa lista a cidade de alto Caparaó

    ResponderExcluir
  6. Barbacena, a Princesa dos Campos e Cidade das Flores, é muito fria, mormente no inverno. Temperaturas abaixo de 5ºC são comuns em junho e julho, com mínimas que às vezes caem perto de 0ºC nas madrugadas. Há relatos fotográficos de neve nas décadas de 30 e 40.

    ResponderExcluir
  7. Faltos Ritapolis e São João Del Rei que ambas a temperatura mínima chega em junho e julho a 2 graus

    ResponderExcluir
  8. São thomé das Letras, 4ª cidade mais alta do Brasil, também é muito fria.

    ResponderExcluir
  9. Muzambinho no sul é comum fazer 0 grau no inverno por conta da altitude. Parabéns pela página.

    ResponderExcluir
  10. São Tiago, chega a 1°, conhecida como a terra do café com biscoito. Está entre Oliveira e São João del Rei.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Excelente reportagem e também gostei da colocação das cidades. Minas Gerais é a meu ver um dos melhores lugares do Brasil para se morar e trabalhar. Eu adoro o inverno mineiro: frio mas sem exagero!

    ResponderExcluir
  13. Barbacena realmente faz frio de doer os osso, e aquela garoazinha gostosa que te da vontade de ficar na cama debaixo dos cobertores!!! Na rua o frio faz com que todos se vistam de forma mais elegante , com botas e cachecóis, Adoro o friozinho da daquela cidade.

    ResponderExcluir
  14. Sou paranaense, mas tenho paixão por Minas, suas histórias, seu encantos naturais. Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiz aquele passeio de Morretes. Muito lindo também.

      Excluir
  15. Muito legal. Minas é abissal e muitas gerais e outras minas. Minha terra natal já foi mais fria. S G do Sapucaí, família do sul de Minas. conheço e curto sempre que vejo algo... Matérias fantásticas sobre as Minas Gerais. Vamos explorar mais o triângulo, o norte e o vale do Jequitinhonha, antes que reclamam... risos...

    ResponderExcluir
  16. Faltou Extrema-MG morei lá é muito frio com montanhas lindas, trilhas cachoeirais, 3º melhor rio para Rafting, duas pistas para pular de asa delta entre outras atrações e muito charmosa também.

    ResponderExcluir
  17. As fotos não estão aparecendo e Paraisópolis não tem 120 mil habitante, deve ser em torno de 20 mil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paraisópolis tem 20.850 habitantes segundo o IBGE e está certinho na postagem.

      Excluir
  18. Faltou Cristina que também é muito frio e tem geada

    ResponderExcluir