Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

15 pacatas e charmosas cidades do Sul de Minas

(Por Arnaldo Silva) O Sul e Sudoeste de Minas são formados por 146 municípios que se destacam em Minas por suas belezas naturais, forte economia e ótima qualidade de vida. Algumas se destacam no cenário estadual e nacional, como Poços de Caldas, Itajubá, Santa Rita do Sapucaí, São Sebastião do Paraíso, Pouso Alegre, Varginha e outras se destacam por serem charmosas, históricas, pitorescas e de grande importância para a região e Minas Gerais, como Campanha, a primeira cidade do Sul de Minas que ainda guarda em seus casarões, relíquias do tempo do Brasil Colônia, bem como as estâncias hidrominerais famosas no Brasil e também todo o mundo, como Caxambu, na foto abaixo do Thelmo Lins. Cidades que recebem turistas o ano inteiro, vindos de vários estados e países.
Nessa reportagem vamos passear por charmosas e pitorescas cidades do Sul e Sudoeste de Minas que mais parecem presépios de tão bem feitas que são.
01 - São Lourenço
Com mais de 45 mil habitantes, São Lourenço (na foto acima de Paulo Zacarias) é um dos destaques em Minas por sua beleza natura, misticismo, sua arquitetura em estilo barroco, eclética e alemã, o Trem das Águas que a liga a Soledade de Minas nos fins de semana, o passeio de balão, bem como seu maravilhoso Parque das Águas. Um lugar muito bem cuidado, com lagoa, jardins, fontes de águas minerais e seu famoso balneário. (foto abaixo de Thelmo Lins, arquitetura características de São Lourenço)
A rede hoteleira da cidade é ótima, bem como sua gastronomia, tipicamente mineira e sua produção artesanal de queijos e doces. A cidade recebe turistas do Brasil e do mundo inteiro. O turista pode conhecer as lojas do centro da cidade, o artesanato e o café, presente em sofisticadas e charmosas cafeterias da cidade. A região produz cafés especiais, tipo exportação, cafés de qualidade internacional.
02 - Caxambu
É uma das mais belas cidades da região. (foto acima de Wagner Cosse/Thelmo Lins) Têm pouco mais de 20 mil habitantes, destacando seu casario em colonial do século XIX e também eclético, do início do século XX. Um dos grandes atrativos de Caxambu é o Parque das Águas Doutor Lisandro Carneiro Guimarães, tombado pelo IEPHA/MG. É um dos mais belos e charmosos parques do Brasil, com belíssimas construções do início do século XX. Em Caxambu está o maior complexo hidromineral do mundo. São doze fontes de água mineral, cada uma com propriedades diferentes, estando à maioria dentro do parque. Outro destaque são para os plátanos, árvores de origem canadense plantadas na vida principal do Parque das Águas. São espécies lindas, que dão um ar mais charmoso ainda ao parque (na foto abaixo de Rafael Siqueira, a Alameda dos Plátanos). Além disso, o parque é todo arborizado, com monumentos, fontes com arquitetura esplêndida e jardins.
Já no Centro da cidade o bom é passear pelas lojas e restaurantes da cidade, muito aconchegantes. A cidade tem um atraente teleférico, num passeio de 15 minutos a 900 metros de altura, com uma ampla vista da cidade, unindo o Parque das Águas a um dos mais altos morros de Caxambu.
Bom também é conhecer seus templos religiosos muito atraentes, como a Igreja de Santa Isabel de Hungria (na foto acima de Thlemo Lins), cuja pedra fundamental foi inaugurada pela princesa Isabel, quando ela esteve na cidade para se curar de infertilidade, no século XIX. A princesa regente se tratou com as águas de Caxambu e se curou, tendo quatro filhos após o tratamento. 
03 - Soledade de Minas
Com cerca de sete mil habitantes e apenas 10 km de São Lourenço está Soledade de Minas. Uma pacata cidade, tranquila, destacando a beleza e riqueza do artesanato local, os doces e quitandas, sua Igreja Matriz com belos detalhes em seu interior e a charmosa e atraente Estação Ferroviária (na foto acima de Thelmo Lins), parada final do Trem das Águas, que sai de São Lourenço.
04 Cristina 
Quem sai de São Lourenço até Cristina, se impressiona com a beleza da Serra da Mantiqueira vista da estrada. É de parar para fotografar. Tem cada paisagem linda! (foto acima de Sandra Walsh)
Cristina tem esse nome em homenagem a Imperatriz Tereza Cristina, esposa de Dom Pedro II. Com pouco mais de 12 mil habitantes, a cidade conserva um charmoso casario colonial do final de século XIX e início do século XX. As praças e ruas são limpas e bem cuidadas, destacando a pracinha da Prefeitura com estátuas e enfeites interessantes (na foto acima de Thelmo Lins)  como uma fonte e um leão. Grande destaque de Cristina é o café, considerado um dos melhores do mundo na atualidade. Por isso é bom dar uma passadinha nos mercados locais conhecer e se puder comprar, um café de altíssima qualidade, tipo exportação. Além é claro, comprar nas charmosas da cidade.
05 - Maria da Fé
De Cristina a Maria da Fé, são apenas 19 km. (foto acima de Rinaldo Almeida) A cidade mais fria de Minas é um encanto. São 15 mil moradores que vivem numa cidade que se destaca em Minas e no Brasil não apenas pelo inverno rigoroso, abaixo de zero, mas pelo pioneirismo na produção de azeite, pela florada das cerejeiras e por suas belezas arquitetônicas como Matriz de Nossa Senhora de Lourdes, cujo interior possui obras dos artistas italianos Pietro e Ulderico Gentilli. 
As pinturas impressionam.(foto acima de Thelmo Lins)  Maria da Fé guarda na memória os bons tempos da Maria Fumaça, com sua estação de trem bem conservada e preserva suas tradições culturais, religiosas, bem como valoriza os produtos artesanais e o artesanato local como os trabalhos feitos pelo grupo Gente de Fibra, que produzem um artesanato excelente, feito com as fibras da bananeira. Na cidade foi construído um conjunto de casinhas para abrigar os artesãos locais. 
06 - Lambari
Merece ficar mais tempo. Contemplar o reflexo do Cassino na Lagoa Guanabara é de extasiar. Um espetáculo! (foto acima de Luiz Carlos) A cidade com pouco mais de 20 mil habitantes, com belíssimas paisagens naturais e arquitetônicas e ainda preserva tradições folclóricas como o Reinado de Nossa Senhora do Rosário. Possui uma ótima rede hoteleira e gastronômica. Por falar nisso, o requeijão Catupiry foi criado na cidade. Criado pelo imigrante italiano Mário Silvestrini e sua esposa Isaíra, em 1911. É uma estância hidromineral famosa no mundo inteiro por sua água, eleita no passado como a 3ª melhor do mundo e capaz de curar doenças. São sete fontes sendo a Nº 1 e Nº 2 compõem a maior fonte de água mineral naturalmente gasosa do mundo. Além de seu parque das águas medicinais e beleza arquitetônica, Lambari tem belíssimas paisagens naturais.
07 - São Bento Abade
Com pouco mais de 5 mil habitantes, vizinha a São Tomé das Letras, tem suas origens no século XVIII, com a chegada à região do Padre José Bento Ferreira de Toledo por volta de 1752. (foto acima da Fazenda Lavandas da Serra/Divulgação) Muito devoto de São Bento, o eremita construiu uma ermida em homenagem ao santo em sua fazenda. Com o passar dos anos em redor da pequena capela surgiu um povoado com o nome de Povoado de São Bento. Após ser distrito, o nome passou a ser São Bento do Abade, simplesmente para distingui-lo de outros municípios com o mesmo nome.  Em 30 de dezembro de 1962 o distrito é emancipado e torna-se cidade, preservando seu nome, São Bento do Abade.
 A cidade é calma, pacata, pitoresca, charmosa, bem cuidada. Um dos destaques do município é a fazenda Lavandas da Serra (na foto acima/Divulgação) que cultivam as belíssimas flores, um dos atrativos da região já que o visitante pode conhecer a fazenda, como a loja de produtos a base de lavandas, na vizinha São Tomé das Letras. 
08 - São João da Mata
Com menos de 3 mil habitantes, São João da Mata (na foto acima da Fernando Campanella) é uma pacata, tranquila, charmosa e aconchegante cidade do Sul de Minas, agraciada com belezas naturais incríveis como cachoeiras, trilhas, rampas para paraglider e asa delta, mirante, o Parque Pedra do Navio, que conta com impressionantes formações rochosas. Da estrada, pode ser admirada em sua simplicidade charme, destacando a Matriz de São João Batista. As festas de São João Batista, São Sebastião e as Congadas de Nossa Senhora do Rosário são eventos tradicionais na cidade.
09 - Jacutinga
Famosa por suas malhas e ótima qualidade de vida que oferece a seus moradores aos seus cerca de 28 mil habitantes, bem como excelentes opções gastronômicas e hoteleiras que oferece aos visitantes que vão à cidade para comprar malhas das centenas de indústrias de confecções, Jacutinga (foto acima de Thelmo Lins), é uma das mais bela cidades mineiras. Sua arquitetura é atraente, e a cidade tem grande potencial de crescimento turístico, por suas belezas, pela água mineral e sua arquitetura atraente. A economia gira em torno das malhas, que fomenta o turismo de negócios, gerando milhares de empregos diretos e indiretos. A cidade é muito bonita, aconchegante, confortável, com belas praças e um lago com ótima estrutura urbana. 
10 - Monte Sião
Uma das mais atraentes cidades do Sul de Minas. Por sua belas praças, destacando a Praça Mário Zucato (na foto acima de Marcos Pieroni), uma das mais belas de Minas, casario charmoso, ótima gastronomia e excelentes hotéis e pousadas, com boa estrutura para receber o turista. As ruas do centro da cidade possuem centenas de lojinhas com ofertas variadas. Nos fins de semana, centenas de turistas chegam à cidade para comprarem roupas. São cerca de 800 malharias, que geram milhares de empregos diretos e indiretos. Essa é Monte Sião, considerada a Capital Nacional do Tricô e uma referência em moda no Brasil. Durante o inverno, a cidade recebe um número enorme de turistas para o Festival de Inverno, Fenat entre outros. 
Outro destaque em Monte Sião são suas porcelanas azul e branca (na foto acima de Thelmo Lins), únicas no Brasil, cuja fábrica é aberta a visita. As águas de Monte Sião são de altíssima qualidade e com propriedades medicinais, se destacando as fontes Virtuosa e Virtuosinha, indicadas para quem tem problemas de pele.
Outra atração pouco conhecida em Monte Sião é o turismo religioso. Isso porque Monte Sião foi fundada no século 19 em torno de um santuário dedicado à Medalha Milagrosa de Nossa Senhora. 
A crença na Medalha surgiu na França, fruto de uma aparição da Mãe de Jesus à Catarina, que anos depois foi Canonizada pelo Vaticano como Santa, que visualizou a imagem de Maria de forma pouco comum do convencional, com corpo em curvas e cintura fina, trazendo um símbolo com a letra"M" e a cruz de Cristo. (na foto acima de Thelmo Lins) Com essa descrição feita por Santa Catarina, foi desenhada uma imagem da aparição e cunhada uma medalha, considerada milagrosa.  A crença na medalha foi se expandindo pelo mundo, chegando a Minas, tendo sido Monte Sião a primeira cidade no mundo a construir uma igreja dedicada a Medalha Milagrosa. (na foto abaixo de Thelmo Lins)
Todos os anos, milhares de fiéis chegam a Monte Sião em grandes grupos para agradecer ou pedir bênçãos.
11 - Bueno Brandão
Cidade tranquila, bonita, bem charmosa, com pouco mais de 12 mil habitantes, Bueno Brandão (na foto acima de W.J.D - enviada pelo Douglas Coltri/Divulgação) se destaca pelo turismo ecológico. Uma boa gastronomia, cultura e tradições religiosas, a cidade é um charme e seus moradores, educados, muito hospitaleiros e se orgulham de sua cidade.
Cidade turística, com belíssimas paisagens (como pode ver na foto acima de Thelmo Lins) e 33 cachoeiras de tirar o fôlego, sendo as mais bonitas a Cachoeira do Luis (na foto abaixo de Thelmo Lins), do Félix e do Machado. 
Boa parte das cachoeiras possuem uma boa estrutura, algumas até com restaurantes e pousadas. A rede hoteleira e gastronômica é muito boa e por suas belezas e boa estrutura, o turismo vem crescendo em Bueno Brandão. Não só por suas belezas naturais, mas a cidade, sua arquitetura, suas tradições religiosas eculturais, seu casario, seu artesanato e culinária merecem ser conhecidos também. A cidade é muito atrativa.  
12 - Andrelândia
Um charmosa cidade cidade histórica mineira do século XVIII, emancipada em 20 de julho de 1868 com cerca de 15 mil habitantes, formada por um conjunto arquitetônico colonial preservadíssimo, revelando o charme de uma das mais aconchegantes e turísticas cidades da região. Andrelândia, se destaca na região por suas belezas naturais e arquitetônicas, bem como pela valorização da cultura e tradições e folclore mineiro, presentes na música, no artesanato e em suas manifestações religiosas como as festas da padroeira, de Nossa Senhora do Porto, de São Sebastião, Semana Santa, Festa de São Benedito, Corpus Christi e Folia de Reis. Um dos eventos mais valiosos da cidade é o Desfile de Carros de Bois, no Centro Histórico da cidade, um dos mais tradicionais da região, sendo considerado um dos mais bem organizados eventos do gênero no estado. (na foto acima de autoria de Cláudio Alves Salgado, feita da janela da Matriz).
13 - Bocaina de Minas 
Com pouco mais de 6 mil habitantes, Bocaina de Minas (Foto acima de Jerez Costa) é uma das mais importantes cidades turísticas de Minas, isso porque, o município concentra a maior parte do Parque Nacional do Itatiaia. 60% da área total do parque está concentrada em Minas, nos municípios de Itamonte e Bocaina de Minas. Os outros 40% no Rio de Janeiro, nas cidades de Resende e Itatiaia. Além do turismo ecológico, a cidade é um charme, se destacando a Paróquia de Nossa Senhora do Rosário, com suas torres em estilo castelo, pintada em azul e branco. Outro destaque é seu casario simples, singelo e atraente, entre ruas calmas, arborizadas e tranquilas. 
14 – Tocos do Moji
Com cerca de 5 mil habitantes, Tocos do Moji faz parte do Caminho da Fé e do Circuito Turístico Serras Verdes do Sul de Minas. (foto acima da Prefeitura/Divulgação) Se destaca pelas montanhas presentes em seu território, chegando até a 1600 metros de altitude, o que faz do município um dos mais procurados pelo amantes da natureza. São cachoeiras, maciços rochosos e belas vistas do alto do topo das montanhas. A cidade é pacata, tranquila, bem organizada,  seu povo é simples, muito bom e hospitaleiro. A cidade vive de pequenos comércios, da produção artesanal de queijos e doces e da produção agropecuária, se destacando a pecuária leiteira, o cultivo de café  e principalmente, de morango, cuja produção é comercializada nos mercados de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. 
15 – Campanha
Terra natal de personagens importantes de nossa história, como do cientistas Vital Brazil. (foto acima de Rildo Silveira) Foi o primeiro ponto de parada dos bandeirantes paulistas quando chegaram a Minas, pelo sul do estado, formando um arraial, distrito e por fim cidade, em 1737, sendo a primeira cidade a ser fundada no Sul de Minas Gerais. Campanha conta hoje com cerca de 16 mil habitantes, com belas paisagens e cachoeiras e ainda uma rica história par contar, sendo a porta de entrada para turistas que visitam o Circuito das Águas de Minas Gerais e para conhecer a cidade, com seus belos casarões coloniais, cultura, folclore e gastronomia.
A cidade é ainda a sede da Academia Sul Mineira de Letras. (foto acima de Fernando Campanella) Campanha se orgulha de ter sido o local onde o escritor Euclides da Cunha escreveu os primeiros capítulos de seu mais famoso livro Os Sertões, cidade em que nasceu um de seus filhos.
Entre seus pontos turísticos urbanos se destacam o Museu do Sul de Minas, em cujo prédio esteve hospedado a Princesa Isabel e seu esposo Conde d´Eu, quando visitaram a cidade em 1868. O variado e rico artesanato local, como tapetes e imagens religiosas em madeira, é um grande atrativo turístico, bem como casarões em estilo colonial onde grandes nomes da literatura, cultura e política viveram. A Catedral de Santo Antônio, uma das mais antigas de Minas, datada de 1787 é um dos marcos da fé dos campanenses. O Colégio Sion, construído por freiras e padres franceses, é um dos marcos da educação na região. Foi em Campanha que nasceu Padre Victor, beatificado pelo Vaticano em 2015. Na cidade encontra-se sua igreja construída em estilo barroo e obras talhadas em ouro.

25 comentários:

  1. Faltou a cidade de Fama.
    Um paraíso.

    ResponderExcluir
  2. Ainda falta o triangulo mineiro e estou espertando ver Monte Carmelo que tanto amoooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as Regiões de Minas terão matérias especiais. Aos poucos irão aparecer.

      Excluir
  3. Show. Encontrei todas as cidades próximas à minha que amo tanto Bocaina de Minas.

    ResponderExcluir
  4. Faltou a cidade de Carvalhos lugar lindo e pacato

    ResponderExcluir

  5. A lista ficou muito aquém do esperado. Entre Poços de Caldas e Pouso Alegre, não exite só Caldas. Tem algumas outras cidades que contribuem e muito para o desenvolvimento da região. Uma região rica na produção de batatas, queijo e doces. Poços de Caldas é um centro turístico por excelência. Temos ainda Andradas, Sta Rita de Caldas, Ipuiuna... Senador José Bento - encravada no meio da serra - Congonhal e por fim Pouso Alegre que, mesmo com toda industrialização, não perdeu o jeitinho mineiro de ser. Sul de Minas não é só isso que foi apresentado na reportagem.

    ResponderExcluir
  6. Nesta lista de belas cidades não está Poços de Caldas com várias fazendas de café, tenho a impressão que sinão é está entre as maiores produtoras de café do Brasil. Mais obrigado por publicar está linda região da qual eu pertenço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O título da matéria é Pacatas e Charmosas. Poços é sim charmosa, linda, mas não é pacata, é uma grande cidade. Listamos apenas algumas pacatas, mas Poços e outras grandes cidades do Sul de Minas estão no site. Temos mais de 800 postagens e poderá encontrar matéria exclusiva sobre Poços de Caldas e outras cidades Mineiras, especiais, linda e importantes para minas.

      Excluir
  7. Parabéns Calu pelo excelente trabalho. Falar de cada cidade do Sul de Minas é muito difícil, são muitas cidades ricas e aconchegantes com um povo maravilhoso, educado e aconchegante.E pensar que poucos sabem que a sua origem está na cidade da Campanha, terra natal de tantas figuras importantes como Vital Brazil Mineiro da Campanha, Padre Francisco de Paula Victor, Maria Martins, Jarbas Bela Karman, José Pedro da Veiga Miranda, João Pedro da Veiga Miranda, Bernardo Saturnino da Veiga, Américo Lobo Leite Pereira, Sérgio de Almeida Oliveira, Adolpho Lion Teixeira, e mais uma lista interminável. Se nunca ouviram falar dos nomes acima, é só da uma olhadinha no Google para saber de quem se trata.

    ResponderExcluir
  8. Faltou Monte Santo de Minas, terra da minha querida mãe.

    ResponderExcluir
  9. Não esqueça a minha progressista Manhuaçu.

    ResponderExcluir
  10. Muito boa a matéria. Mas sem querer ser chato, sugiro que ela seja revisada porque tem alguns erros de digitação, principalmente com relação à população das cidades. Quanto à nave do ET, tem no mínimo 10 metros de diâmetro ao contrário dos 5 citados na matéria. Pelo jeito o autor do texto é de Itajubá, e é muito religioso, pois sabe tudo das igrejas e até dos oratórios!!!

    ResponderExcluir
  11. Respostas
    1. Muitos pensam que Lavras é Sul de Minas ou até querem que seja, mas segundo a geografia oficial do Estado de Minas, nas divisões regionais, Lavras está no Campo das Vertentes. E na matéria que fizemos sobre a região do Campo das Vertentes, está Lavras.

      Excluir
  12. Parabéns!Um belo "apanhado" de tudo o que há de bonito e gostoso no Sul de Minas:sua gente,sua paisagem,suas comidas e as belíssimas festas que o povo mineiro tanto sabe preservar.Valeu!


    ResponderExcluir
  13. Faltou Nepomuceno Bom Sucesso Itutinga Ijaci Nazareno e Carrancas e Campo Belo

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é boa? Andrelândia no Campo das Vertentes? Pesquise na Wikipédia e claro, em quem pode te dar informação oficial, o Governo de Minas meu caro. Andrelândia é Sul de Minas. Pela internet mesmo você encontra o mapa das regiões mineiras, no site do Governo Estadual que é a fonte oficial no caso.

      Excluir
  15. Oh! Minas Gerais! Quem te conhece não esquece jamais!

    ResponderExcluir
  16. Três Pontas, com Beato Padre Vitor, com Miltom Nascimento, não pertence a Minas?

    ResponderExcluir
  17. Gostaria que a minha cidade, Monte Santo de Minas, fosse retratada.

    ResponderExcluir
  18. A minha também. S. G. do Sapucaí

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores