Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Conheça o Jacarandá de Minas

(Por Arnaldo Silva) Das cerca de 100 espécies de Jacarandás existentes no mundo, o Jacarandá Cuspidifolia, popularmente chamado de Caroba ou Jacarandá-de-Minas, se destaca no Estado por ser nativo de Minas Gerais. É uma espécie genuinamente mineira, predominante em campos abertos do Cerrado Mineiro, com expansão para outras regiões como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. O bioma Cerrado ocupa 57% do território mineiro. 41% do bioma Mata Atlântica e os outros 2% do bioma Caatinga e áreas de transição.
          O Jacarandá Cuspidifolia é uma espécie rústica, como a maioria das espécies do Cerrado são. A espécie cresce rápido no Cerrado e lento em outras regiões, de Mata Atlântica por exemplo. Não se adapta bem a solos encharcados, mas no Cerrado mineiro, pega bem fácil e com crescimento rápido, uma média de 1 a 2 metros por ano. 
          A planta não possui raízes agressivas, suas raízes não crescem para os lados, sendo uma árvore ideal para arborização urbana, já que suas raízes não danificam calçadas e não prejudicam a fiação elétrica, por ter galhos espaçados. Sua altura é entre 8 a 10 metros, na fase adulta. 
          A árvore acima tem mais de 100 anos e fotografei em Bom Despacho MG, Centro Oeste de Minas. Por seu porte e beleza, foi preservada por gerações. Nesta cidade, também tem espécies de Jacarandá Mimoso, bem como, conheço a planta, pelas viagens que faço por Minas Gerais e vários estados do Brasil.
Diferenças entre Cuspidifolia  e o Mimosifolia
          O Jacarandá Caroba Cuspidifolia é muito semelhante ao Jacarandá mimoso (Jacarandá mimosifolia), planta nativa do Norte da Argentina e Bolívia, muito usada na ornamentação urbana no Brasil e vários países do mundo. Embora sejam parecidas, tem suas diferenças.
          O Cuspidifolia atinge na fase adulta no máximo 10 metros de altura, já o mimosifolia, 15 metros.
          Outra diferença é no tronco. No mimoso, o tronco tem o tom cinza claro e liso. Já no Cuspidifolia o tronco é bem rústico, casca áspera, acinzentada e escamosa, típico das espécies do Cerrado.
          Os frutos do Cuspidifolia, em forma de cápsulas, são ocráceas, na cor dourada. Já do Mimosofilia, já é crasso, apresentando uma densa espessura.
          O Mimosifolia apresenta floração na presença de folhas. Tem folhas e flores ao mesmo tempo, embora, em algumas regiões, há perda total de folhas e ocupação total de flores durante a florada, dependendo da adaptação da planta, já que não é nativa. O normal, durante sua florada de setembro são folhas e flores ao mesmo tempo. Como podem ver na foto acima, folhas e flores na cor violeta do Jacarandá Mimoso. 
          As folhas do Mimoso caindo por completo ou se mantendo em parte, pode variar de ano para ano. Em Minas Gerais, a florada ocorre junto com as folhas, que não caem totalmente. 
          As folhas do Cuspidifolia são menores em relação às folhas do Mimosifolia e tem a ponta mais alongada, terminando no que a botânica chama de "cuspidado", que seria o termo usado para designar o ápice ou a ponta de uma forma curta, dai a origem do nome "cuspidifolia".
          Já o Cuspidifolia floresce sem as folhas, que caem totalmente entre agosto e setembro. A espécie fica sem uma única folha sequer e assim surgem as flores no início da primavera, formando uma copa mais densa, que o jacarandá mimoso. 
          As flores do Cuspidifolia tem a coloração violeta intenso, enquanto o Mimosifolia, a coloração azul-anil, mais suave.
Características do Jacarandá Cuspidifolia
Nome popular: Jacarandá-de-Minas, Jacarandá-preto, Caroba, Caroba-branca.
Folhas: Imparipinadas, 20 a 50 cm, foliolos 1 cm.
Fruto: Seus frutos são em formato de cápsula, 5 a 7 cm que se abre na primavera, liberando sementes que são disseminadas pelo vento e germinam facilmente.

Utilidades: Melífera e Ornamental
Própria para paisagismo. É adequada à arborização urbana. Suas raízes não danificam as calçadas e nem provocam danos à rede elétrica já que não é uma planta de grande porte e nem possuem raízes agressivas.
Época de floração e frutificação: Floresce no início da primavera, com duração de 30 dias. Caem as folhas, surgem as flores e os frutos que se abrem e suas sementes levadas ao vento. 

É também útil para plantio em áreas degradadas e recomposição de áreas de preservação permanentes. 

4 comentários:

  1. Lindo! Eu o conhecia como ipê roxo.
    Ou estou enganada?
    Será que me confundir?
    Alguém me explica?
    Grata, bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jacarandá nada tem a ver com ipê-roxo, que na verdade não é roxo, é rosa escuro. Essa é outra espécie, outra árvore e por ser roxa, muita gente pensa ser o ipê-roxo mesmo, mas é jacarandá As flores do ipê-roxo são em cachos e tem a coloração rosa escuro, nada a ver com a coloração genuinamente roxa ou azul escura do jacarandá. São plantas diferentes.

      Excluir
  2. Muito lindo. Como faço pra adquirir as sementes? Você vende sementes?

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores