Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

domingo, 26 de maio de 2019

Locomotiva fará ligação de Caeté à Serra da Piedade

(Por Arnaldo Silva) Elaborado pela Arquidiocese de Belo Horizonte, o projeto prevê trem de passageiros ligando Belo Horizonte a Caeté, com estação nesta cidade e os turistas e romeiros, completando o percurso, até o Santuário da Serra da Piedade, em uma locomotiva. O objetivo é ligar a fé ao turismo e facilitar a vida dos 500 mil peregrinos que visitam o Santuário de Nossa Senhora da Piedade anualmente. Além disso, reduzirá o tráfego na BR 381, reduzindo o número de acidentes nessa perigosa via. A viagem propiciará aos turistas a vista de belas passagens ao longo do caminho. O trajeto total do percurso de trem, será feito por etapas. 
          A primeira etapa, que seria a ligação de Caeté ao topo do Santuário por uma locomotiva, teve início em 2019 e concluída em junho de 2021. A previsão de entrar em funcionamento, é para este mês de julho ou no máximo, até setembro desse ano. (na foto acima de Padre Miguel Ângela - Arquidiocese de Belo Horizonte/Divulgação, o topo da Serra da Piedade)
           Os romeiros que vem à Serra da Piedade, chegarão até o Santuário de Nossa Senhora da Piedade, de locomotiva. A composição sairá da estação, construída na Praça Antônio da Silva Bracarena (Praça da Cavalhada) e seguirá até o topo da Serra da Piedade, onde está o Santuário. O percurso, dessa primeira etapa, será de 2,5 km. (na imagem acima de Raphael Calixto/Arquidiocese de Belo Horizonte/Divulgação, a Estação de onde a locomotiva sairá, em Caeté, até o topo da Serra.
          Chamada de Locomotiva da Piedade, o novo transporte, facilitará a vida dos turistas e romeiros, que terão mais facilidades para subir à Serra, além de poderem contemplar toda a beleza em 360 graus.
          Trata-se de um transporte sustentável, ecologicamente correto e que permitirá a preservação de um dos mais belos patrimônios naturais de Minas, além da conservação do patrimônio natural e arquitetônico da Serra da Piedade.
          Isso porque, o acesso até próximo ao topo do maciço rochoso, onde está o Santuário de Nossa Senhora da Piedade, era feito de carro ou van, por uma estrada sinuosa e estreita.
          É no topo da Serra que está a pequena ermida construída no século 18, que guarda relíquias de nossa história, como a imagem de Nossa Senhora da Piedade, obra do Mestre do Barroco Mineiro, Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1738-1814). A pequena ermida, foi elevada a basílica pelo Papa Francisco. É atualmente, a menor basílica do mundo.
          Agora será pela Locomotiva Piedade, uma composição, com motor de um cavalo mecânico, movida a diesel e com 5 vagões, que vieram do Rio Grande do Sul. A capacidade de transporte é de até 100 passageiros por viagem. A locomotiva não é um trem, literalmente falando. Usa pneus e não trafega sobre trilhos. Isso devido a longa subida, até o topo da Serra da Piedade. Da estação em Caeté, até o topo, são 1746 metros de altura. Uma subida e tanto.       
          A construção da Estação Locomotiva da Piedade, foi aprovada pela Superintendência em Minas do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), devido ao valor cultural, ambiental e turístico para Minas Gerais, além de contribuir com a preservação da Serra. Foram gastos R$ 1,07 milhão na obra, com recursos obtidos através de acordo entre Arquidiocese de Belo Horizonte e o Governo Mineiro, através da Secretaria de Cultura e Turismo. (na foto abaixo do John Brandão/@fotografo_aventureiro, mostra a Serra da Piedade e abaixo, ao fundo, Caeté. Agora, com a locomotiva, ônibus, vans e carros, ficarão na Estação em Caeté e os romeiros e turistas, subirão a Serra de locomotiva)         
          As etapas seguintes seria a ligação até Belo Horizonte, já com trem, mesmo, trafegando sobre trilhos. Da Capital à Caeté, são cerca de 55 km. (na imagem acima com arte de Lelis/Arquidiocese de BH/Divulgação, todo o trajeto e pontos turísticos do percurso do Trem que ligará Caeté a Belo Horizonte)
          O projeto, elaborado por uma equipe técnica da Arquidiocese de Belo Horizonte, foi apresentado à Secretaria de Turismo e Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iehpa) e Governo de Minas Gerais. Está na fase de contatos com futuros parceiros e estudos. É um processo longo, demorado, mas a possibilidade de se concretizar existe. 
          Os envolvidos no projeto estão empenhados e engajados na luta para que saia do papel, já que ligará a Belo Horizonte, a um dos mais importantes centros de turismo do Brasil, que recebe cerca de 500 mil visitantes, em média, por ano.
          Pelo projeto, o trem sairia da Praça da Estação em Belo Horizonte, passando pela cidade histórica de Sabará (na foto acima do Thelmo Lins), onde os passageiros poderão contemplar belas paisagens pelo caminho e na cidade, conhecer o Santuário de Santo Antônio de Roça Grande, a Igreja de Santo Antônio em Pompéu, as belezas da arte barroca que a cidade oferece e as igrejas de Nossa Senhora do Ó, de Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora do Carmo.
          De Sabará o trem seguirá até a Estação Nossa Senhora da Piedade, na Praça Antônio da Silva Bracarena em Caeté, onde o turista poderá conhecer as relíquias da arte barroca da cidade, principalmente a Igreja de Nossa Senhora do Bom Sucesso. (na foto acima do Clésio Moreira, Caeté vista do topo da Serra da Piedade)
          Da estação de Caeté, os turistas e romeiros embarcarão na locomotiva, até o topo da Serra da Piedade. Chegando ao Santuário, além do espetáculo da visão, o visitante conhecerá a Basílica de Nossa Senhora da Piedade, cujo altar-mor guarda a imagem da Santa, padroeira de Minas Gerais, obra do Mestre Aleijadinho.
          Um dos maiores defensores desse projeto, é o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor de Oliveira Azevedo, até pouco tempo, Cardeal arcebispo da Arquidiocese de Belo Horizonte.
          Em declaração ao Jornal O Estado de Minas, em 2019, dom Walmor disse: “A Região Metropolitana de Belo Horizonte guarda tesouros que precisam ser apreciados e valorizados. A arte barroca das cidades coloniais, muitas belezas naturais pouco conhecidas, patrimônios da religiosidade e da história de Minas. É preciso investir para que a fé e o turismo contribuam ainda mais para o desenvolvimento sustentável do estado, da capital e da Grande BH”. Para o religioso, ligar Belo Horizonte ao Santuário da Piedade “é retomar a tradição das viagens feitas sobre trilhos, oportunidade para contemplar paisagens, conhecer regiões a partir de novas perspectivas”.      

16 comentários:

  1. Nossa... que maravilha ! Fiquei toda animada.. tomara que não demore !!!

    ResponderExcluir
  2. Aguardando ansiosamente, a chegada desse trem. Minas merece!

    ResponderExcluir
  3. Achei ótimo,vou sempre a Serra da Piedade e vai ser ótimo andar de trem,será que vou conseguir ver está maravilha?

    ResponderExcluir
  4. Noticias como essa deveriam estar diariamente na grande midia de Beagá,para fortificar e agilizar a implantação desses excelentes acessos e permitir à população visitar, a baixo custo e com segurança, os Santuários de Minas Gerais, especialmente, da Padroeira da Região Metropolitana, Nossa Senhora da Piedade. Dom Walmor, com sua grande sabedoria, carisma e vontade de fazer, certamente conseguirá êxito em mais essa sua grande obra (Santuário da Serra da Piedade). Parabéns a todos e que venha logo esse acesso tão importante para os turistas e mineiros.

    ResponderExcluir
  5. Que maravilha! Tomara que saia logo do papel e torne realidade. Será sucesso absoluto. Eu quero!!!

    ResponderExcluir
  6. Que a semente lançada germine, cresça e frutos generosos sejam produzidos para que todos se fartam de fé, alegrias, lazer !...

    ResponderExcluir
  7. ACHO ÓTIMO DESAFOGAR A BR 381, MAS ESPERO QUE POR NÃO TER SUAS PEÇAS FABRICADAS AQUI NO BRASIL, O TELEFÉRICO NÃO TENHA O MESMO DESTINO DOS DAQUI DA CAPITAL CARIOCA/FLUMINENSE, COMO O DO COMPLEXO DO ALEMÃO QUE POR FALTA DE PEÇAS ESTÁ HÁ MUITO TEMPO PARADO, E TAMBÉM POR CULPA DOS ÚLTIMOS GOVERNADORES DO RJ QUE ESTÃO TODOS PRESOS.

    ResponderExcluir
  8. Acho vou morrer sem ver esse projeto realizado.

    ResponderExcluir
  9. Eu fiz um belo passeio no trem turístico da Vale, que sai as 7:00 da manhã com destino a Vitória ES. Amei o passeio! 13:30 hs de viagem. Agora se fizer este outro projeto, com certeza irei. Ideia genial. Gostei.

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores