Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

sábado, 7 de outubro de 2017

Raposos e a Igreja de Nossa Senhora da Conceição

(Por Arnaldo Silva) Mesmo estando apenas 30 km de Belo Horizonte, uma mas maiores capitais do Brasil, Raposos é uma pequena cidade, com menos de 20 mil habitantes, com características típicas das cidades do interior. A cidade é charmosa, atraente, com belezas naturais incríveis, além de muita história para contar. Põe história nisso. É uma das primeiras povoações de Minas Gerais. O início de seu povoamento começou  em 18 de fevereiro de 1690, com o descobrimento de minas de ouro na região do Sabarabuçu.
          Raposos (na foto acima de Andréia Gomes) guarda relíquias dessa época, com sua Igreja Matriz, dedicada a Nossa Senhora da Conceição, erguida no lugar de uma pequena capela de pau-a-pique construída no final do século XVII. Com a chegada constante de novos moradores, devido a descoberta de ouro nas redondezas, a pequena capela estava pequena para tanta gente, havendo assim a necessidade de construir um novo templo, maior e mais espaçoso. 
          A capela foi demolida, no início do século XVIII e erguida outra em seu lugar, a atual igreja, que se manteve preservada em sua arquitetura ao longo dos séculos. A nova igreja contrasta com a riqueza das igrejas erguidas no auge do Ciclo do Ouro. Sua arquitetura é simples, sem muitos detalhes trabalhados em sua fachada e com ornamentação interna singela, com poucos adornos. 
             A simplicidade e singeleza permanece até os dias de hoje, sendo esse um dos atrativos da igreja. Foi erguida sobre uma colina e por isso se destaca imponente na paisagem urbana de Raposos, podendo ser vista ao longe, por quem passa pela cidade. (foto acima e abaixo de Andreia Gomes)         
          Em 1954 passou uma uma restauração e finalmente, em 2018, nova restauração com pinturas novas, preservando suas características originais. Foi erguida no início do século XVIII no estilo Chão e passando pelo estilo Joanino (esses dois estilos foram os primeiros a surgirem na Colônia, sendo os precursores do estilo Barroco Mineiro). Posteriormente, o templo recebeu detalhes da arquitetura Barroca e talhas interiores no estilo Rococó, nas primeiras décadas do século XIX, quando foi feita uma necessária reforma externa e interna no templo. Não há registros da data precisa da construção da nova igreja que substituiu a antiga. A única certeza é que foi nos primeiros anos do século XVIII, por volta de 1704. O fato concreto é que é uma das mais antigas igrejas de Minas Gerais.
          A primeira igreja erguida no Estado foi a de Nossa Senhora da Conceição, em Matias Cardoso, no Norte de Minas. A segunda, foi a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, em Brejo do Amparo, distrito de Januária, no Norte de Minas e a terceira, a de Nossa Senhora do Rosário, na Quinta do Sumidouro, em Pedro Leopoldo, na Grande Belo Horizonte. A Matriz de Raposos poderia ser considerada a mais antiga de Minas, mas pelo fato de ter sido construída após a demolição de uma capela, conta-se como data de sua construção, não a da antiga capela demolida e sim a nova, já no início do século XVIII. (na foto acima e abaixo, de autorias de Andréia Gomes, o interior da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição)
          A Matriz de Raposos é bem simples e modesta para as construções de sua época, mas é uma obra única, romântica, se destaca na paisagem da cidade, tendo o suave movimento das águas do Rio das Velhas podendo ser ouvido no alto de seu adro, além de possibilitar uma linda vista de seu entorno. (foto acima de Andréia Gomes)
          Além da Matriz e do Rio das Velhas, Raposos oferece como atrativos:
- O Poço Azul ou Poço das Pedras: às margens do Rio das Velhas, local muito frequentado por banhistas, principalmente em dias quentes de verão; 
- A Mina de Morro Velho: descoberta em 1814 e explorada pelos ingleses a partir de 1834. É  atualmente a mina mais profunda do mundo, com 2500 metros de profundidade e 4 mil metros de extensão; 
- A Ponte Dom Pedro II: fazendo parte da Estrada de Ferro Dom Pedro II com a sigla E.F.D.PII, a primeira linha férrea construída no Brasil, com os trilhos sendo assentados em 1869 e finalizada em 1891. (foto acima de Andréia Gomes) Com a Proclamação da República em 1889, foi alterado para Estrada de Ferro Central do Brasil. A Ponte Dom Pedro II, veio da Inglaterra e foi construída sobre o Rio das Velhas, com 300 metros de cumprimento. Fica a 1 km da estação Honório Bicalho e preserva ainda a sigla original de seu primeiro nome, E.F.D.PII;
- A Serra do Gandarela: uma das mais importantes áreas verdes de Minas Gerais, transformada em Parque Nacional em 13/11/2014. (foto acima de Andréia Gomes) Está situada no coração do Quadrilátero Ferrífero com uma área de 31.270,82 hectares, abrangendo os municípios de Raposos, Rio Acima, Nova Lima, Caeté, Santa Bárbara, Itabirito, Ouro Preto e Mariana, guarda relíquias da nossa fauna e flora com vegetação formada por fragmentos contínuos de Mata Atlântica, Cerrado e Campos Rupestres e ainda com nascentes, córregos e rios que alimentam as bacias do Rio das Velhas e do Rio Doce. Lugar de rara beleza, uma ótima opção para os amantes do ecoturismo.
          A cidade conta ainda com bons restaurantes, pousadas, hotéis, além de possibilitar passeios pela história e sua natureza em redor.

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores