terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Minas entre os 10 destinos mais acolhedores do mundo

Compartilhe:

 Imagine um destino com características parecidas com as de Campos do Jordão, em São Paulo, ou às famosas cidades suíças, só que em Minas Gerais. Assim é Monte Verde, distrito de Camanducaia, na região Sul do estado. Localizada a 484 quilômetros da capital Belo Horizonte, a vila está a mais de 1,5 mil metros de altitude, em plena Serra da Mantiqueira.

     Fundada por imigrantes letões em 1938, Monte Verde (foto acima de Mônica Milev) se tornou famosa pelos atrativos naturais, pela arquitetura inspirada em vilas europeias, pelo frio: lá, mesmo durante o verão a temperatura não chega aos 25º C e, nos meses mais frios (junho e julho), não ultrapassa os 5º C, com registro de temperaturas negativas, geadas e até episódios de neve durante a madrugada e o começo da manhã.
 Vocação turística
     Não por acaso, a vila adotou vocação turística, com a criação de programas e passeios que exploram cenários de tirar o fôlego e atrativos naturais, um sofisticado parque hoteleiro (que inclui desde pequenas e charmosas pousadas até spas de alto luxo) e gastronomia de qualidade.
     A Secretaria de Turismo de Camanducaia informa que a vila recebe, em média, 300 mil visitantes por ano. A secretária municipal, Carolina Cerrato, destaca que os meses de mais movimento ainda são os de inverno (fim de maio, junho, julho e começo de agosto). Mas lembra que o Natal também tem atraído público significativo.
     Cerrato afirma que as visitas aos atrativos Pedra Redonda, Chapéu do Bispo, Platô, Pedra Partida, Pico do Selado, passeios de quadriciclos, a cavalo, além de trilhas, cachoeiras e a gastronomia local, famosa pelo fondue e pelas trutas da região, são programas imperdíveis.
     Além das baixas temperaturas, ela ressalta atrativos relacionados ao turismo de charme, romântico, de lazer, bem-estar, natureza, ecoturismo e gastronômico. "Monte Verde é um destino encantador não só pelas suas belezas naturais, ou seu romantismo, aqui há uma essência, uma energia que poucos lugares no mundo possuem. A beleza de Monte Verde não é só visível aos olhos, é sensorial em outros sentidos", descreve.
     A secretária informa que, fora da alta temporada, as diárias custam, em média, de R$ 250 a R$ 300, valor que salta de R$ 400 a R$ 600 na alta.
Prêmio
     Esta semana, Monte Verde ganha fama internacional ao ser eleita pelo Booking.com (site turístico) na lista dos dez destinos mais acolhedores do mundo. Na seleção, realizada com base nas experiências de viajantes do mundo inteiro, o distrito é o único destino brasileiro contemplado.
Com a indicação, a vila mineira passa a fazer parte do Traveller Review Awards 2020, prêmio anual da Booking.com que homenageia os parceiros de acomodação. Além de Minas Gerais/Brasil, a premiação contemplou destinos na Alemanha, Irlanda, Itália e em Taiwan, entre outros países. 
"Recebemos a notícia da premiação de nossa Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verde (AHPMV) e ficamos todos muito felizes pois este é o resultado de um trabalho árduo e de muita dedicação de todos que aqui vivem e trabalham diariamente para desenvolver e fomentar o turismo, de forma sustentável e organizada", comemorou a secretária. "Quer ser bem recebido? Se sentir em casa? Nós podemos dizer que estamos entre os 10 destinos mais acolhedores do mundo! Venham!", convida. 
Conheça os dez destinos mais aconchegantes do mundo: 
1. Goreme (Turquia)
2. Tatranska Lomnica (Eslováquia)
3. Phong Nha (Vietnã)
4. Kobarid (Eslovênia)
5. Cochem (Alemanha)
6. Doolin (Irlanda)
7. Taitung City (Taiwan)
8. Schenna (Itália)
9. Monte Verde (Brasil)
10. Lake Tekapo (Nova Zelândia)
---------------------------
(Com informaçõesAgência Minas/http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticia/monte-verde-esta-entre-os-dez-destinos-mais-aconchegantes-do-mundo - Fotografias de autoria de Ricardo Cozzo/Ilustrações nossa)

Nenhum comentário:
Faça também comentários