Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Mineiridade que corre nas veias

(Por Arnaldo Silva) Em Minas quem chega é logo convidado para entrar e ir pra cozinha pra tomar um cafezinho passado na hora. Seja na hora do almoço ou no jantar, chegou visita, vai logo pra cozinha. (foto acima de Juarez Teixeira em Andradas MG)
          Se quiser, pode ficar, pode pousar. Sempre tem uma cama sobrando para receber as visitas. (na foto abaixo, de Glauco Umbelino, casa em Catas Altas MG)
 Mineiro é assim, recebe as visitas tão bem que impressiona.
Se conhece, trata bem demais, se não conhece, desconfia um pouco mas logo se solta e o visitante já é de casa, quase compadre e vai logo para a cozinha tomar uns goles de café e jogar uma boa prosa fora, ouvindo os nossos melhores causos.Casa de mineiro não tem sala, tem cozinha.
          O maior prazer do mineiro é levar sua visita para cozinha comer queijo, pão de queijo, biscoitos, bolos, broas, rosquinhas e claro, tomar muito café, feito na hora, no coador de pano. (na foto acima do Cantinho de Minas em São João Batista do Gloria MG)
         Mas tem gente que não entende o nosso mineirês e o nosso jeito de ser. Não falamos errado, falamos do nosso jeito. É um sotaque, um dialeto falado desde o povoamento de nossas Minas Gerais, há uns 300 anos e valorizamos muito as nossas tradições e origens. Nas 12 regiões geográficas de Minas, mesmo com algumas diferenças, nosso sotaque, tradições, história e cultura são valorizadas e passadas de geração a geração.
          Aqui não tem mar e nos perguntam o que fazemos num lugar sem mar. Se Minas não tem mar, o problema é do mar que não tem Minas. Nós vivemos super bem entre nossas montanhas, nossas cachoeiras, rios, cidades encantadoras, históricas e com nossa vasta e riquíssima culinária. (na foto acima de Marcelo Santos a Cachoeira do Telésforo em Conselheiro Mata, distrito de Diamantina)
          Quem não é mineiro, não entende isso. Nós não estamos em Minas, somos Minas Gerais. Minas faz parte da gente. Minas é o nosso sangue, é um trem que corre em nossas veias.
          O que nos diferencia é que somos parte integrante de nosso Estado, de nossas belezas, de nossa cultura, de nossa riqueza gastronômica.
          O mineiro, mesmo que não viva em Minas, sabe com, certeza que Minas Gerais vive nele. 
          Mineiro tem orgulho de Minas porque ser mineiro é bom demais!

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores