quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Goiabadas de Minas e a origem do Romeu e Julieta

Queijo com goiabada: Romeu e Julieta. Fotografia de Fernando Campanella
Entre Montecchios e Capuletos, que tinham tudo para rivalizar nos contrastantes sabores de doce e salgado, eles acabaram se apaixonando, criando um pacto Shakespeariano clássico onde os opostos se atraem.
Mas espere um momento! Você sabia que foi o desenhista Maurício de Souza, lá nos anos 60, o responsável pelo nome dessa combinação da goiabada com queijo? Segundo a pesquisa do blog da Valentina, uma campanha da marca de goiabada Cica tinha na sua embalagem a Mônica e o Cebolinha interpretando os personagens de Shakespeare, desde então o nome pegou, e a tradicional sobremesa mineira começou a ser chamada dessa forma.
Aqui separamos as melhores goiabadas de Minas que escolhemos para nossa loja, produzidas com pouco açúcar, muita goiaba, e modo artesanal de fazer no tacho de cobre. Veja as características de cada uma:

Goiabadas Zélia
 
A Goiabada Zélia mantém receita caseira e tradicional e é a mais antiga de Ponte Nova, a Capital Nacional da Goiabada. Os ingredientes levam apenas goiaba vermelha e açúcar, feita com a casca da goiaba Paloma, em tacho de cobre e no fogão à lenha. O doce fica cremoso na medida certa. Tem gostinho de goiaba natural, cremosa e pedaçuda, sem tanto açúcar assim. 

Goiabadas da Christy
A receita passou de geração a geração há cerca de 90 anos, até que a pequena produção caseira acabou se tornando um negócio de sucesso. Goiabada cascão 100% natural, feita com frutas de qualidade e muito bem selecionadas, e assim como a Zélia, tem nos formatos em latas cremosas ou em barras, e também é fabricada na região de Ponte Nova, cidade onde nascem as goiabas naturalmente mais doces do Brasil. 

Goiabadas de São Gonçalo
Essas goiabadas são em barra para corte. Produzido com goiabas frescas, e açúcar. A consistência é firme e viscosa.
Acompanha uma bela caixinha de madeira, como os doces de São Gonçalo eram armazenados antigamente e mantém a tradição até hoje.

Goiabadas Zero Açúcar
Essa é para aqueles que não podem com açúcar de jeito nenhum, tem consistência firme e pouco adoçada com Splenda. 

Goiabada na Marmitinha com Xitão
A melhor embalagem para presente, sem dúvida alguma, bem típico de Minas e bem acondicionada numa marmitinha de alumínio envolta no pedaço de xitão. O doce la dentro vem em barra mais firme e viscosa, para partir com a faca. 

Goiabada da Reserva de Minas
A Reserva de Minas fica bem no sul de Minas, na cidade de Machado, e já faz muitas variedades de doces. A goiabada é um dos carros chefes da empresa e tem tanto em compota cremosa e pura ou misturada com doce de leite, para comer de colher, quanto em barras no formato cascão pedaçuda, para partir com a faca.

A primeira foto é ilustração nossa - Matéria do site http://docesdeminas.com
http://docesdeminas.com/origem-do-nome-romeu-e-julieta/

Nenhum comentário:
Faça também comentários