Tecnologia do Blogger.

domingo, 2 de agosto de 2020

Uma viagem pelos encantos de Minas

(Por Arnaldo Silva) Quem vem à Minas, tem como “porta de entrada” milhares de cachoeiras, lagos, rios e montanhas que formam paisagens de extasiar, daquelas que te fazem parar e simplesmente admirar, como esta da foto acima dp Anthony Cardoso em Monte Verde MG, Sul de Minas.
Tem ainda as charmosas cidades históricas, como Ouro Preto, Mariana, Congonhas, Catas Altas, Diamantina, Serro, Grão Mogol e outras tantas, além pequenas e pitorescas cidades, como Serra da Saudade, Alagoa, Tocos do Moji, Jacutinga, na foto do André Daniel, Passa Quatro, Soledade de Minas, Sapucaí-Mirim, Leandro Ferreira e outras nem tanto pequenas, cidades grandes, com ótima infraestrutura, como por exemplo Divinópolis, Uberlândia, Juiz de Fora, Uberaba, Teófilo Otoni, Montes Claros, Belo Horizonte, Ipatinga, dentre tantas outras.
Quem busca aventuras radicais ou simplesmente pedalar pelos 400 km de trilhas da cidade de Carvalhos no Sul de Minas e tomar banho nas belíssimas cachoeiras mineiras como a Cachoeira da Fumaça em Nova Ponte, preferida pelos amantes de esportes radicais, as belíssimas cachoeiras de Delfinópolis, o Paraíso Perdido em São João Batista do Glória, bem como as impressionantes cachoeiras da Serra do Cipó, como esta, a Véu da Noiva, na foto do Vinícius Barnabé. Tem ainda a Cachoeira do Sumidouro em Felício dos Santos, dos Garcias em Aiuruoca, a Cachoeira do Crioulo em São José do Rio Preto, a Cachoeira da Bicame e do Cânion das Bandeirinhas em Jaboticatubas, da Farofa e da Taioba, na Serra do Cipó, a Cachoeira as Irmãs em Araguari, dentre outras milhares.
Além de pedras e picos, ótimos para a prática de voo livre, como o Ibituruna em Governador Valadares, a Pedra do Elefante em Andradas, do Pedrão em Pedralva, Serra da Bocaina em Lavras, Serra da Moeda, o Pico do Itacolomi em Ouro Preto, o Pico da Bandeira em Alto Caparaó, na foto acima do Sairo Guedes, em dia de temperatura negativa. Além disso, pode aproveitar e fazer sobrevoos de balão sobre Tiradentes, Delfinópolis e São Lourenço.
Andar pelas montanhas de Minas é se impressionar, ainda mais passando pela Serra de Carrancas, pela Serra do Espinhaço, a Serra da Saudade, a Serra do Cipó ou mesmo, pelas estradas rurais mineiras, com suas fazendas centenárias e paisagens impressionantes, de fazer a pessoa parar, sair do carro, sentar e contemplar, como esta imagem Maria da Fé, no Sul de Minas ou mesmo o emocionante visual dos campos floridos de girassóis, lavandas, rosas e lírios, como na foto abaixo do Ernani Calazans, em Itinga MG, Vale do Jequitinhonha.
A beleza do Lago de Furnas, tornou as aconchegantes cidades de Capitólio, Pimenta, Boa Esperança, Guapé, Fama, e outras tantas, mais encantadoras ainda, bem como o Lago de Três Marias, na Região Central, como a pacata e bela Morada Nova de Minas, banhada pelas águas do Rio São Francisco e Represa de Três Marias. Temos ainda as charmosas estâncias hidrominerais, como Araxá, Caxambu, São Lourenço, Poços de Caldas, além de pitorescas cidades históricas, como Santana dos Montes, Barão de Cocais, Pedra Azul, Estrela do Sul no Triângulo Mineiro, na foto abaixo de Djacira Antunes, dentre outras mais, espalhadas por todas as regiões de Minas Gerais.
Rios são atrativos naturais imperdíveis em Minas Gerais que formam belas praias fluviais em suas margens, muito procuradas por banhistas e turistas, além de suas belezas e importâncias como o Rio das Velhas, Rio São Francisco, Rio Doce e Rio Grande, na foto abaixo de Luís Leite, entre Passos e São João Batista do Glória MG, no Sudoeste de Minas.
Além dos rios, grutas e cavernas com pinturas rupestres são atrativos especiais para quem gosta de descer às profundezas da terra, conhecendo um pouco da nossa história paleontológica como as grutas da Lapinha em Lagoa Santa (na foto abaixo de Arnaldo Silva, Rei do Mato em Sete Lagoas, Maquiné em Cordisburgo, Cavernas do Peruaçu em Januária,.
Além das grutas, tem as belezas naturais que afloram da terra, formando belíssimas paisagens com maciços rochosos impressionantes, em destaque nas regiões do Vale do Mucuri, Rio Doce e Jequitinhonha, como podem ver na foto da Márcia Porto em Santa Maria do Salto, no Vale do Jequitinhonha.
Em Minas, visitar as pacatas e charmosas vilas é um passeio maravilhoso. São pequenos vilarejos que mais lembram presépios como, São Bartolomeu, Glaura e Lavras Novas, distritos de Ouro Preto, Lapinha da Serra, distrito de Santana do Riacho, Córregos, distrito de Conceição do Mato Dentro, São José do Buriti, distrito de Felixlândia, Monte Verde, distrito de Camanducaia, Santo Hilário, distrito de Pimenta, Penha de França, distrito de Itamarandiba, São José das Três Ilhas, distrito de Belmiro Braga, Lavras Novas, distrito de Ouro Preto, Martins Guimarães, distrito de Lagoa da Prata com seu casario colonial charmoso, bem cuidado e colorido, lembrando a cidade italiana de Murano, na foto abaixo do Arnaldo Silva, entre outras tantas vilas e povoados encantadores por toda Minas. 
Além dos destinos citados acimas, Minas tem encantos especiais como a Serra da Canastra, em São Roque de Minas, com a beleza da nascente do Rio São Francisco e sua primeira e maior queda, a Cachoeira da Cascadanta.  
A região é destaque no mundo inteiro pelo seu famoso queijo, reinando absoluto como um dos melhores e mais premiados queijos do mundo, com seus produtores trazendo, recentemente, 17 medalhas no 4º concurso mundial de queijos “Mondial du Fromage et des Produits Laitiers”, na França, em 2019. Um desses queijos é o da foto acima, feito pelo Roberto Soares da Queijaria Rancho 4R em São Roque de Minas.
Ainda na Serra da Canastra temos a Cachoeira do Zé Carlinhos, em Delfinópolis, na foto acima do Wallace Melo, um verdadeiro convite ao sossego. Tem ainda a Cachoeira da Maria Augusta, na charmosa e acolhedora São João Batista do Glória, a Cachoeira do Fundão e a Cachoeira da Parida, destaques da Canastra. Para conhecer esses lugares na Serra da Canastra e seus municípios, recomenda-se de veículo 4x4 e acompanhado por guias, disponíveis nas cidades da região, principalmente em Delfinópolis, São Roque e São João Batista do Glória.
Outro atrativo natural e imperdível em Minas Gerais é a Cachoeira do Tabuleiro, na cidade histórica de Conceição do Mato Dentro, na Serra do Espinhaço. É a maior cachoeira de Minas, com 273 metros de queda livre e a terceira maior do Brasil. Suas águas despencam de um enorme e impressionante paredão, visto de longe, como na foto acima de Elvira Nascimento. A cachoeira é tão impactante que foi eleita uma das sete maravilhas da Estrada Real.
Carrancas é um passeio imperdível. O município é completo. Pacato, charmoso, aconchegante, com origens que remonta o século XVIII, culinária típica, charmoso casario, belezas naturais de tirar o fôlego, digno de cenário de filmes e novelas. O que de fato é. Carrancas é um dos cenários naturais no Brasil mais utilizados pela Rede Globo na produção de suas novelas. É uma beleza atrás da outras, com vários complexos com cachoeiras, quedas d´água, trilhas e matas nativas de Cerrado e Mata Atlântica como por exemplo, o Complexo da Zilda, com destaque para o escorregador, na foto acima do PauloZaca. Tem ainda os complexos do Tira Prosa, da Vargem Grande, da Ponte Alta, da Fumaça, dentre outros.
Em todos esses lugares citados, o que não vai faltar é a tradicional comida mineira. Seja no mais rústico restaurante, aos mais finos, bem como nossa tradicional cachaça, licores, queijos, doces e quitandas diversas, seja no melhor hipermercado ou nas simples vendas espalhadas por Minas, como esta da foto acima do Arnaldo Silva, no povoado da Garça em Bom Despacho. 
Em todas as 853 cidades mineiras, o turista encontrará lugares charmosos, atraentes, pitorescos com arquitetura singular e em muitos, sentirá que o tempo parou no lugar. São tradições, construções, antigas vendas, hábitos de reunião em família e amigos nas praças, após a missa, andar pelas ruas calmas das cidades, conhecer rústicos e também sofisticados restaurantes com comidas típicas, o artesanato, festas folclóricas, lagos e cachoeiras, se não tiver na cidade, tem nas redondezas, picos, serras, montanhas, opções para prática de esportes radicais, belas praças, charmosas pousadas e hotéis fazendas, queijarias, docerias, igrejas majestosas como a Basílica de Lourdes em Belo Horizonte, na foto acima da Andréia Gomes, arquiteturas coloniais, ecléticas e contemporâneas, além de povo bom, hospitaleiro e que te receberá de braços abertos. 

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores