Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Igreja de Santa Rita no Serro


(Por Arnaldo Silva) A igreja de Santa Rita e o conjunto arquitetônico colonial do século XVIII em seu entorno, compõem uma das mais belas e originais paisagens coloniais de Minas Gerais, sendo ainda maior símbolo do Serro MG, cidade histórica no Vale do Jequitinhonha, distante 325 km de Belo Horizonte. Foi erguida no topo de uma colina, de onde se tem uma bela vista de toda a cidade, inclusive o todo do Pico do Itambé, um dos pontos mais altos da região, com 2044 metros de altitude. (foto abaixo de Arnaldo Quintão)
          Erguida no início do século XVIII, a singela e atraente ermida se destaca por sua fachada em traços poligonais, com apenas um torre e um relógio, pilares em madeira, 5 janelas e 3 portas frontais, além dos 57 degraus da escadaria de acesso ao templo. 
Sua ornamentação interior começou em meados do século XVIII, constando campanhas entre a comunidade para arrecadar fundos para custear a ornamentação da igreja por volta de 1745. Em seu interior, impressiona a beleza das talhas douradas do altar-mor, muito bem trabalhadas e suas paredes revestidas com belíssimas pinturas de marmorizados e motivos florais, datados de meados do século XIX.
          Foi no século XIX, que a Igreja de Santa Rita passou por várias reformas em seu exterior e principalmente em seu interior, definindo assim suas características arquitetônicas, tanto na sua fachada chanfrada, quanto em sua ornamentação interna. (foto acima de Elvira Nascimento)  
          O conjunto arquitetônico do Serro (na foto acima de Tiago Geisler), incluindo a Igreja de Santa Rita, foi tombado em abril de 1938, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores