Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

O pastel de fubá de Machado

(Por Arnaldo Silva) Cidade charmosa, tradicional e acolhedora, Machado, no Sul de Minas, conta atualmente com cerca de 43 mil habitantes. Distante 381 km da capital Mineira, e a menos 100 km de Varginha, Pouso Alegre e Poços de Caldas, o município faz divisa com Alfenas, Carvalhópolis, Poço Fundo, Serrania, Campestre, Turvolândia, Paraguaçu e Cordislândia.
          A cidade de Machado tem origem no início do século XIX com a formação de um pequeno povoado. Ao longo dos anos, o povoado foi crescendo, sendo elevado a freguesia, vila, distrito e por fim, à cidade emancipada em 13 de setembro de 1881.
          Machado se destaca em Minas Gerais pela produção de café desde as primeiras décadas do século XIX, pela festa de São Benedito, na foto acima, pelas Congadas e pelo pastel de fubá.
Da senzala para a Casa Grande
          O pastel de fubá de Machado tem origens no final do século XIX nas fazendas cafeeiras de famílias de origens lusitanas. Saiu das senzalas para a cozinha das casas grandes.
          Diferente dos pasteis portugueses, a base da massa do pastel de fubá não era o trigo e sim o fubá e o polvilho. Era preparado pelas escravas e chegou às mesas dos senhores das casas grandes.
          A iguaria agradou o paladar da grande colônia de imigrantes italianos que chegaram à cidade nas últimas décadas do século XIX e início do século XX, para trabalharem nas fazendas de café. Foram os italianos os responsáveis pela preservação e difusão do modo de fazer do pastel de fubá.
Patrimônio cultural imaterial
          O pastel de fubá surgiu junto com a formação social, política, econômica e cultural de Machado, sendo um bem de grande valor para a cidade (na foto acima).
          De tão tradicional e importante que a iguaria é para a cidade, foi reconhecida como patrimônio cultural imaterial do município.
          Além disso, está em discussão na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, projeto de lei que reconhece o pastel de fubá de Machado, como bem imaterial de relevante interesse cultural e gastronômico do Estado de Minas Gerais.
Identidade única
          O pastel de fubá de Machado não tem nada a ver com o pastel de angu de Itabirito MG, que usa o angu já pronto em seu preparo e nem com pastel de farinha de Milho de Pouso Alegre MG, que usa a farinha de milho como base em sua receita.
          O ingrediente principal do pastel de fubá de Machado é o fubá puro, com polvilho azedo, água, sal e o recheio, tradicionalmente de queijo e carne moída.
          Já o modo de preparo é um segredo guardado a sete chaves, desde o final do século XIX, há mais de 130 anos. Consiste em saber a temperatura exata do óleo quente para iniciar a fritura, a proporção de um a um dos ingredientes para evitar que a massa venha a rachar e o pastel perder sua crocância.
           Você pode até encontrar um pastel parecido com o de Machado, mas não será igual ao original. O pastel de fubá de Machado é único, não tem igual em lugar algum no Brasil. Pode encontrar um parecido, mas igual, nunca.
          Mesmo sendo encontrado em grandes mercados do Brasil, como no Mercadão de São Paulo e de Brasília, o bom mesmo é experimentar o pastel de fubá em sua origem, nas cozinhas das fazendas, casas, Mercado Municipal, lanchonetes e padarias da cidade Machado.
          E vale a pena. Sabor único, inconfundível e especial.
Informações fornecidas pelo professor João Alexandre, secretário de Cultura e Turismo de Machado MG. Fotografias: Arquivo Público Municipal/Casa da Cultura/Secretaria de Cultura e Turismo de Machado.

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores