domingo, 3 de fevereiro de 2019

Somos todos Brumadinho

Compartilhe:

Brumadinho está localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte e sua população estimada em 2018 era de 39.520 habitantes, segundo o IBGE. Faz divisa com os municípios de Ibirité, Sarzedo, Mário Campos, São Joaquim de Bicas, Igarapé, Itatiaiuçu, Rio Manso, Bonfim, Belo Vale, Moeda, Itabirito, Nova Lima e Belo Horizonte, estando apenas a 51 km de distância da capital. (fotografia acima de Sônia Fraga)
Etimologia
O nome "Brumadinho" deriva-se do nome do povoado que deu origem à cidade. A região do vale do Paraopeba foi ocupada por bandeirantes no fim do século XVII. Nessa época, foram fundados os povoados de São José do Paraopeba, Piedade do Paraopeba, Aranha e Brumado do Paraopeba, também conhecido como Brumado Velho. Este nome deve-se às brumas comuns em toda a região montanhosa em que se situa o município, especialmente no período da manhã. (Entre Brumadinho e São Joaquim de Bicas às margens do Rio Paraopeba vive a tribo dos índios Pataxós Hã, Hã, Hãe. O portal de entrada da cidade tem um monumento em homenagem ao índio vaqueiro. Na foto ao lado do Barbosa) Segundo informações do Portal Uai/Jornal O Estado de Minas de 29/01/2019As famílias pataxós vivem à margem do Rio Paraopeba há cerca de um ano e meio, boa parte deles provenientes do Sul da Bahia. A Funai fez a qualificação fundiária, que é o passo inicial para que a área seja reconhecida como pertencente aos pataxós hã-hã-hãe."
Geografia

O município de Brumadinho é cortado pelas rodovias BR-381 (São Paulo-Belo Horizonte) e BR-040 (Rio de Janeiro-Belo Horizonte), sendo possível chegar à sede municipal a partir de ambas as rodovias. O acesso mais curto da capital à cidade de Brumadinho é pela rodovia MG-040, a chamada Via do Minério, uma estrada mais direta que sai da região do Barreiro, na parte sudoeste da capital, e atravessa os municípios de Ibirité e Mário Campos antes de chegar a Brumadinho. Há uma curta divisa direta de Brumadinho com o município da capital, localizada entre uma remota área montanhosa, de difícil acesso. (na foto acima, do Barbosa, a chegada à cidade)
Apesar de sua pequena população, Brumadinho se destaca na Região Metropolitana de Belo Horizonte por causa de seus grandes mananciais de água, possibilitados pela extensão relativamente grande do município e pelo relevo montanhoso. (na foto acima do Barbosa, paisagem de Casa Branca) Um quarto da água que abastece a região metropolitana vem dos mananciais de Brumadinho e dos municípios vizinhos, através dos sistemas Rio Manso e Catarina, operados pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA).
Ainda no município, há uma grande lavra de água mineral, explorada pela empresa Hidrobrás e comercializada sob a marca "Ingá". Segundo o jornal Estado de Minas, "a maior fonte de água mineral do mundo" estaria localizada na serra que separa os municípios de Brumadinho e Mário Campos.
Distritos e bairros rurais

Brumadinho possui 4 distritos: Aranha, Conceição de Itaguá, Piedade do Paraopeba (na foto acima do Barbosa), São José do Paraopeba
Bairros rurais e povoados: Aranha, Águas Claras, Casa Branca, Coronel Eurico, Córrego do Feijão, Córrego Fundo, Eixo Quebrado, Encosta da Serra da Moeda, Marinhos, Melo Franco, Monte Cristo, Palhano, Parque da Cachoeira, Quilombos do Sapé, Retiro do Brumado, Suzana, Toca e Tijuco (na foto acima do Barbosa)
Economia
A mineração é a principal atividade econômica, responsável por cerca de 65% da arredação do município. A cidade tem um comércio variado, com pousadas, hotéis, restaurantes, bares, etc para atender um fluxo grande de turismo que todos os dias vem à cidade para conhecer suas belezas naturais e o Inhotim (na foto acima de Sônia Fraga). Graças às suas belas paisagens, o turismo ecológico é muito forte em Brumadinho.
Circundado por pelo menos quatro serras, entre elas a do Rola-Moça e a da Moeda, Brumadinho começou a explorar, sobretudo recentemente, as paisagens naturais. O número de leitos de hotelaria saltou de 300 em 2008 para 1300 no levantamento de 2016. (na foto acima do Barbosa)
Embora o turismo no município ainda seja considerado recente e contribui com uma pequena parcela das receitas municipais, centenas de empreendedores dependem do setor em Brumadinho, que possuía até então, inúmeros atrativos turísticos, turismo cultural e ecológico que também movimentam a economia local, a exemplo: 
o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça (na foto acima de Eliane Torino), a Serra da Moeda (local de prática de esportes radicais), o circuito turístico de Veredas do Paraopeba, que engloba vários conjuntos paisagísticos e que são considerados patrimônios históricos tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, onde incluem edificações construídas no século XVIII, a exemplo da Fazenda dos Martins, o povoado  histórico de Piedade do Paraopeba,  
a histórica tri-centenária Igreja Nossa Senhora da Piedade inaugurada em 1713 (na foto ao lado do Barbosa) com ricos elementos artísticos e sacros, a Igreja Nossa Senhora das Dores na localidade de Córrego do Feijão, o distrito de Casa Branca, vilarejo rodeado por montanhas, abrigando pousadas e uma gastronomia baseada na culinária tradicional mineira, e o Instituto Inhotim (na foto abaixo de Sônia Fraga), o maior museu a céu aberto da América Latina, com uma das mais expressivas coleções de arte contemporânea do Brasil, no distrito de mesmo nome; que atraem muitas pessoas pela quantidade de belezas locais e regionais.
A Corporação Musical Banda São Sebastião, fundada em 13 de maio de 1929 por Tarcílio Gomes da Costa, é uma atração à parte e é inclusive mais antiga que a própria instalação do município de Brumadinho, tendo completado 80 anos de existência em 2009.
Principais pontos turísticos:
Instituto Inhotim - Centro de Arte Contemporânea, Mansão Matosinhos, Estação de Marinhos, Fazenda dos Martins (na foto acima do Barbosa), Topo do Mundo Bar e Restaurante, Arvorismo em Casa Branca, Clube de Voo Livre, Safári Rural, Serra da Moeda, Serra do Rola Moça, Mirante dos Veados,
Templo Budista (na foto acima do Barbosa), Forte de Brumadinho, Túnel do Sapê.
Principais eventos Culturais
Rodeio de Brumadinho; Dezembrega; Folia Sertaneja; Festa de São Sebastião, Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, Festa da Cachaça, Festa da Mexerica, Festa do Milho, Festa da Jabuticaba

Fonte parcial: https://pt.wikipedia.org/wiki/Brumadinho - Ilustrações nossa

3 comentários:
Faça também comentários
  1. Parabéns!Brumadinho não acabou,lindae magestosa cidade.

    ResponderExcluir
  2. Em 2017 fui em Inhotimm fiquei muito encantada com o que vi.
    Agora espero que Brumadinho consiga superar essa tragédia e se reerguer.

    ResponderExcluir
  3. estou pensando em passar um fim de semana em brumadinho...ainda tem muita beleza natural..

    ResponderExcluir