Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

17 de Agosto: Dia Nacional do Pão de Queijo

(Por Arnaldo Silva) Não se sabe ao certo a origem dessa quitanda mineira. Acredita-se que sua origem é do século XVIII e começou na região Sul de Minas. Há quem diga que a origem é na região do Serro, na Serra do Espinhaço. A única certeza é que o pão de queijo é criação genuinamente mineira.
         A invenção dessa quitanda foi mais por necessidade, já que comida à época era bastante escassa, numa terra ainda em povoamento. Não existia trigo no Brasil à época da Colonização e trazer de Portugal ficava muito caro e demorava muito para chegar. Numa região em povoamento, a necessidade de comida era urgente. A mandioca era um tubérculo nativo do nosso país bastante apreciado pelo índios.
          Os escravos passaram a comer mandioca cozida e a partir de então foram criando novos alimentos e ingredientes a base de mandioca, como a farinha. Ralavam a mandioca bem fininha e peneiravam. Torravam a farinha também às vezes. As escravas, nas cozinhas das fazendas, começaram a amassar a mandioca, até que ficasse com textura de goma. Colocavam para ressecar ao sol. Desidratada virava um pó branco.
          Descobriram que sem fermentar, o sabor era meio adocicado.
 Fermentado, o sabor era azedo. Assim, das senzalas e cozinhas dos casarões, pelas mãos das escravas, no século XVIII, surgiu o polvilho doce e azedo.

          Os portugueses que aqui viviam, careciam de uma alimentação melhor. Necessitavam de pão e outros alimentos que consumiam na Europa. Mas para fazer o pão, não tinha trigo aqui à época. Da necessidade de se fazer pão, o polvilho começou a ser usado como substituto do trigo e dai foi se desenvolvendo o nosso próprio pão.Diferente do que era comido na Europa, mas era pão.    
          Não tinha trigo, tinha polvilho e para melhorar o sabor, acrescentavam queijo. Daí surgiu o nosso pão de queijo e também o biscoito de queijo. Antes um ingrediente não muito nobre, hoje é finíssimo, encontrado em todos os supermercados do nosso país e do mundo. Polvilho doce não é fermentado. Polvilho azedo é fermentado. Ai a diferença entre um e outro.
          Foi então, da necessidade urgente de comida, que surgiu boa parte de nossas receitas, como o nosso pão de queijo, hoje popularíssimo, apreciado por todos. Mas foi somente a partir da década de 1950 que o Pão de Queijo começou a ser conhecido em todo o Brasil e hoje é famoso até no mundo.
O dia do Pão de Queijo
          No dia 17 de agosto, comemora-se oficialmente, o Dia do Pão de Queijo. Como citei no texto acima, pão de queijo surgiu no século XVIII, isso é fato, mas precisar o dia exato que foi feita o primeiro pão de queijo em Minas é impossível devido a falta de dados época. Comidas eram criadas, e não havia muita preocupação naquela época em registrar o fato.
          Pela importância do Pão de Queijo para a gastronomia e identidade mineira, criaram uma data específica para comemorar o dia do Pão de Queijo, como existe também o dia do queijo, que é em 20 de janeiro. 
          Dia de pão de queijo para os mineiros é todo dia, mas essa data surgiu em 2007, num concurso nacional para eleger o melhor pão de queijo do Brasil, lançado pela apresentadora Ana Maria Braga. O concurso reuniu incontáveis receitas com todos os tipos possíveis de pães de queijo, de gente de todo o Brasil, cuja finalíssima foi em 17 de agosto. Pelo sucesso do concurso e variedades de pães de queijos apresentados, o dia 17 de agosto ficou como o Dia do Pão de Queijo e desde então é comemorado.  
          O pão de queijo está presente nas mesas mineiras há 300 anos. O pão de queijo feito em Minas Gerais é imbatível, não tem igual em lugar algum do mundo, mesmo usando a receita original. Mineiro sabe sovar a massa e preparar um autêntico pão de queijo, famoso no mundo inteiro, já que existem empresas que exportam nosso pão de queijo para vários países europeus, Estado Unidos e até para a China.  
          A partir dos anos 80 o pão de queijo tradicional passou por variações. Hoje existe o pão de queijo com recheios (que podem ser doces ou salgados) e até pão de queijo light, à base de soja. Alguns estados como a Bahia e Goiás criaram seus pães de queijos, baseados na receita original de Minas. Mas pão de queijo autêntico e de verdade é o original, o Pão de Queijo de Minas Gerais e não tem outro.É patrimônio Imaterial de Minas, do povo mineiro. Pão de Queijo é identidade do povo de Minas Gerais!
VIVA O PÃO DE QUEIJO! NOSSA IDENTIDADE!
Confira a seguir algumas receitas dessa maravilha:
Pão de Queijo Tradicional
Você precisa de:
.5 ovos
.1 xícara de óleo
.1 xícara de leite
.1 xícara de água
.1 Kg de polvilho azedo
.1 colher de chá de sal
.500 gramas de queijo Minas meia cura ralado
Modo de preparo:
- Esquente o leite juntamente com o óleo. 

- Em outro recipiente, misture o polvilho com o sal e um pouco de água, até que vire uma espécie de farelo. 
- Despeje aos poucos o preparado de leite com óleo no farelo, amasse e adicione os ovos. 
- Coloque um pouco mais de leite até que a massa fique com uma consistência boa, sem estar grudenta demais. 
- Junte o queijo e faça bolinhas com as mãos. 
- Espalhe por cima dos pãezinhos queijo ralado. Ficará mais gostoso ainda.
- Coloque os pães num fôrma untada e leve ao forno pré-aquecido a 200º C por aproximadamente, 30 minutos ou até que fiquem dourados.

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores