Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 10 de novembro de 2020

Conheça Santana do Riacho

(Por Arnaldo Silva) Considerada a porta de entrada para a Serra do Cipó, a 750 metros acima do nível do mar, está Santana do Riacho, distante 120 km de Belo Horizonte, ao norte da capital, na região Central, com acesso pela MG-010. 
          O município faz divisa com Congonhas do Norte, Santana do Pirapama, Baldim, Jaboticatubas, Conceição do Mato Dentro e Morro do Pilar. Conta atualmente com cerca de 4.500 habitantes apenas, que vivem da agricultura, além de contar com um comércio variado, da mineração e extração de pedras preciosas, como o mármore, e de ter uma rede de prestação de serviços muito abrangente e eficiente. (na foto acima de Raul Moura, a prática de canoagem no Rio Cipó, tendo Santana do Riacho ao fundo. Abaixo, também de Raul Moura, a entrada da cidade)
          A cidade é charmosa, elegante, com ótima estrutura para receber os turistas, com uma excelente rede hoteleira e gastronômica, além de contar com boa estrutura urbana e atividades culturais, religiosas e folclóricas durante o ano.
          Entre essas atividades, destaque para o Carnaval, a Festa de Santa Ana, em 26 de julho, as Festas Juninas, a Festa de Santa Terezinha. Além disso, no mês de julho acontece tradicionalmente, o Festival Gastronômico Sabores do Cipó, uma mostra da culinária apresentada pelos restaurantes locais, além da cultura, turismo e tradições da região do Cipó, mostrando a maravilhosa cozinha mineira, acompanhada de cervejas e vinhos artesanais. Tudo de primeira. 
          O artesanato é outro atrativo para os turistas. Rico e variado, além de muito criativo, expressa a vida e sentimento do povo riachense, através do bordado, trabalhos com couro, arte em materiais recicláveis, bijuterias, artesanato em madeira, além de outras criações dos artesãos locais. (foto acima de Suelen Rezende)
          Santana do Riacho tem origem no século XVIII, tendo se desenvolvido na agricultura desde essa época, por suas terras férteis. Para trabalhar na agricultura, foram chegando gente de várias regiões, dando origem a um povoado a partir de 1744. O povoado cresceu, foi elevado a freguesia à distrito no século XIX e por fim, à cidade emancipada em 30 de dezembro de 1962. (na foto abaixo de Tom Alves/tomalves.com.br a Cachoeira Grande)
          Com vocação para a agricultura, Santana do Riacho desenvolveu a vocação para o turismo ecológico, já que a cidade está situada na Serra do Cipó, uma das mais espetaculares e deslumbrantes paisagens naturais de Minas Gerais. Sua vegetação é formada por 84%  de campos rupestres,  8% do bioma Cerrado e também, 8% do bioma Mata Atlântica. (foto abaixo de Tom Alves/tomalves.com.br) 
          Conta com diversas nascentes, rios como o Parauninha e Cipó, cânions, cachoeiras, trilhas, montanhas e uma impressionante e rica flora nativa, como sempre-vivas, bromélias, copaíbas, limãozinho, quaresmeiras, pau-pombo, canelas-de-ema, samambaiaçus, cactos, dentre outras variedades e diversos animais de nossa fauna como como o lobo-guará, cachorro-vinagre, tamanduá-bandeira, veado-campeiro, onça-parda, gato-maracajá, sagui, jaguatirica, sanhaço, sapo-de-pijama, râ-diurna, dentre outros. Para proteger todas essas belezas naturais, foi criado em 1972, o Parque Nacional da Serra do Cipó. 
          Além das belezas naturais da Serra do Cipó, do charme e elegância da cidade, do lendário Juquinha, que dá “boas vindas” ao visitantes com sua estátua na entrada da cidade e no topo da Serra do Cipó, os distritos de Serra do Cipó e Lapinha da Serra, são outros grandes atrativos de Santana do Riacho.
          Lapinha da Serra é uma charmosa vila colonial do século XVIII, com seu cume, o Pico do Breu, que está a 1.687 metros de altitude, sendo esse um dos grandes atrativos do distrito, além das cachoeiras em redor, como da Conversa, do Rapel, do Paraíso, do Jurutu, do Lajeado, do Soberbo, do Bicame, além da beleza do Rio Cipó que serpenteia a região. (foto acima do Tom Alves/tomalves.com.br e abaixo de Marcelo Santos, distrito de Lapinha da Serra)
          Já a vila Serra do Cipó é a principal porta de entrada para o Parque Nacional da Serra do Cipó. Além do charme da pequena vila, o visitante encontra lugares propícios para escaladas, como morros e montanhas, além de cânions, cachoeiras que formam piscinas de águas cristalinas, como as cachoeiras do Sobrade de Cima, das Andorinhas, do Gavião, de Congonhas, do Tombador e do Travessão. No distrito Serra do Cipó, o turista conta com uma ótima estrutura, com pousadas e restaurantes de primeira, além de áreas para camping. 
          Conhecer Santana do Riacho, os distritos de Serra do Cipó e Lapinha da Serra, além de desfrutar todo o aconchego que a cidade oferece, tem as belezas e atrativos naturais da Serra do Cipó. Sem dúvida, um lugar que vale a pena conhecer, estar e vivenciar. Quem vem á Santana do Riacho, volta, não uma vez, mas várias vezes. A região é incrível, com belezas impactantes.

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores