Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 24 de novembro de 2022

A Serva de Deus e Beata Isabel Cristina

(Por Arnaldo Silva) A mineira Isabel Cristina Mrad Campos, filha de José Mendes Campos e Helena Mrad Campos será nova beata da Igreja Católica, a partir de 10 de dezembro de 2022. Nascida em Barbacena, Campo das Vertentes, a 172 km de Belo Horizonte, em 29 de julho de 1962, faleceu em Juiz de Fora MG em 1° de setembro de 1982, aos 20 anos de idade.
          Desde 2001, a leiga católica tem o título de Serva de Deus, ano que a Arquidiocese de Mariana MG, deu início seu processo de beatificação, junto ao Vaticano. Em 2009 seus restos mortais foram exumados e levados para o Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena MG. Nesse mesmo ano, no dia do aniversário de sua morte, a fase arquidiocesana de seu processo de beatificação foi concluído e encaminhado à Congregação para a Causa dos Santos do Vaticano. Inclusive, no documento da Arquidiocese, consta todo processo de martírio da Isabel Cristina, sofrido nas mãos de seu algoz. (na foto acima do José Roberto de Paula, a foto de Isabel em seu túmulo, no Santuário de N. S. da Piedade em Barbacena MG, na foto abaixo)
          Em 27 de outubro de 2020 o Papa Francisco deu parecer positivo, autorizando a promulgação do decreto de reconhecimento oficial das virtudes heroicas de Isabel Cristina in defensum castitatis (em defesa da castidade)

          40 anos após seu martírio, a cerimônia de promulgação da data de beatificação de Isabel Cristina foi autorizada pelo Papa Francisco. Ocorrerá no dia 10 de dezembro de 2022, em Barbacena MG, terra natal da futura beata. No evento, o Cardeal Marcello Semarro, então prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, representará o Papa.
Isabel Cristina Mrad Campos
          A beata Isabel era uma jovem de estilo de vida normal. Estudava, brincava com as amigas, namorava, passeava, uma típica vida de moça de família do interior mineiro. Era católica e muito religiosa, como sua família. Participava ativamente dos movimentos da Igreja, como por exemplo, os organizados pela Sociedade São Vicente de Paulo.
          Sonhando em ser médica pediatra, com o objetivo de ajudar crianças carentes, Isabel Cristina mudou-se para Juiz de Fora, na Zona da Mata, a 96 km de Barbacena, para preparar-se para o vestibular de medicina, no início dos anos 1980.
          No dia no dia 1° de setembro de 1982, morando em Juiz de Fora a apenas um mês, requisitou os serviços de Maurílio Almeida Oliveira, para montar os móveis no apartamento que morava com o irmão, Paulo Roberto Mrad Campos, no centro de Juiz de Fora.
Aproveitando da situação de estar sozinho com a moça no apartamento, tentou violentá-la. A jovem resistiu até a morte, lutando contra seu agressor com todas as forças.
          Diante da resistência da jovem e sem conseguir consumar o ato, agrediu-a com uma cadeira na cabeça, em seguida amarrou, amordaçou e rasgou suas roupas. Mesmo assim, Isabel resistia como podia, sendo por fim atingida com 15 facadas, sendo duas facadas na região vaginal, morrendo de forma violenta, cruel, brutal e impiedosa, em 1° de setembro de 1982, aos 20 anos de idade.
          Isabel Cristina morreu virgem e nesse dia, usava um terço em forma de anel em um de seus dedos. Será com o terço em forma de anel em sua mão que a imagem da beata será representa no dia de sua beatificação.
Santificada pelo povo
          A morte violenta de Isabel Cristina chocou e comoveu a toda sociedade mineira na época. Sua história de vida, martírio e sofrimento começou a atrair, muitos fiéis ao seu túmulo em Barbacena MG.
          À Isabel Cristina começaram a ser atribuídas graças e milagres através de sua intercessão o que atraiu e atraí até os dias de hoje, fiéis e devotos ao santuário, onde estão os restos mortais da beata. Neste templo, os féis rezam, fazem promessas e pedidos, além de agradecerem por graças alcançadas.
          A Igreja Católica está confeccionando relíquias feitas com pedaços da roupa de Isabel que serão distribuídas às paróquias e aos fiéis que já conta com hino e oração oficial. Além disso, Isabel terá uma capela, que está sendo reformada, dedicada a ela. Nessa capela ficarão seus restos mortais, além de ter um memorial com o acervo de vida da beata, com documentos e fotos, doados por sua família. (na foto acima do José Roberto de Paula (Zezim), o túmulo de Isabel Cristina no Santuário de Nossa Senhora da Piedade em Barbacena MG)
          Após a beatificação, o próximo passo será a canonização, o que a tornará santa. A santificação é um processo longo, necessitando da comprovação de um milagre obtido através de intercessão de Isabel e confirmado pela Igreja Católica, após rigorosos estudos religiosos e científicos.

0 comentários:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Facebook

Postagens populares

Seguidores