domingo, 16 de setembro de 2018

Cidades místicas mineiras atraem turistas

Compartilhe:

Pessoas místicas são aquelas que buscam conhecimento espiritual e procuram aprofundamento para evoluírem espiritualmente. O contato e convívio com a natureza é primordial nessa busca. Cachoeiras, rios, paisagens, montanhas, lagos... tudo que leva a paz e sossego. O que vem da terra também, acreditam, que emanam energias, como cristais, pedras, rochas, etc. (fotografia acima de Jerez Costa em São Tomé das Letras MG)
Por isso místicos e esotéricos buscam lugares que tenham essas características e encontram em Minas Gerais um campo propício para vivenciar seus conhecimentos e aprimorar seu processo de evolução em busca de realização pessoal e felicidade.(fotografia acima de aviso na porteira de entrada para uma fazenda em Aiuruoca. Dá para perceber que o proprietário é místico. Fotografia de Jerez Costa)
Essa busca por felicidade e o contato com o sagrado, vem desde que o homem passou a existir na face da terra. No nosso tempo, essa ideia começou a virar tendência a partir dos anos 1960 com surgimento da cultura hippie, o aumento de adeptos das terapias e medicinas orientais, práticas de yoga, meditação, artes marciais, alimentação natural e práticas e estudos voltados para o esotérico.
Nesse contexto, algumas cidades de Minas, basicamente da região Sul do Estado, na Serra da Mantiqueira, vem sendo as cidades preferidas dos místicos, esotéricos, hipies, roots e curiosos 
contatos com o sagrado, com as montanhas, com as águas, com anjos, fadas, gnomos, duendes e até com Et´s. Muitos também vão nessas cidades  para desfrutares da paz e da beleza natural da Serra da Mantiqueira. Vamos conhecer um pouco das cidades místicas de Minas Gerais.(na imagem acima, de autoria de Rinaldo Almeida, ponto de ônibus em São Tomé das Letras)

São Tomé das Letras

É a preferida dos mais jovens e adeptos da cultura hippie. Este andam pela cidade com seus trajes típicos, muitos cantando, dançando e tocando instrumentos musicais. Quem anda pela cidade percebe logo o clima diferente nas ruas. Sentir cheiro de incensos é normal. Lojas com artesanato esotérico tem aos montes na cidade,  com tudo que envolve o mistico e o sobrenatural. Bares, pousadas e restaurantes sempre tem decorações voltadas para o misticismo. (fotografia acima de Eudes Cerrado)
O povo da cidade também gosta de contar histórias, principalmente místicas. É bom parar pra ouvir, são histórias interessantes de aparições de Ets, gnomos, fadas, fenômenos sobrenaturais, etc.
A cidade tem uma boa estrutura hoteleira e gastronômica. Localizada a 304 km de Belo Horizonte, no Sul de Minas, Santuma, como é chamada,  recebe turistas de todos os cantos do pais e do mundo, durante o ano todo. Ao chegar em São Tomé o visitante é rapidamente envolvido por um clima místico e um estilo alternativo. (fotografia acima de Eudes Cerrado)
O que chama a atenção em São Tomé das Letras é a sua arquitetura. As construções são feitas em pedras sobrepostas. Acreditam que as pedras tem energia muito boa e emanam essa energia. São Tomé é conhecida como a cidade das pedras. (fotografia acima de Vânia Pereira)
Os mais místicos acreditam que São Tomé (na foto acima de Jerez Costa) é o coração magnético do Brasil. Essa ideia é reforçada pelos fenômenos que acontecem na Ladeira do Amendoim, onde os carros parados se movimentam, desligados e sozinhos. Tem que jure que na cidade está uma passagem secreta que vai direto para a cidade sagrada dos Incas, no Peru, a famosa Machu Picchu.
São Tomé das Letras tem 30 pontos turísticos e conta com guias de turismo para orientar os turistas. Além da área urbana, a paisagem em redor atrai os visitantes, como grutas e cachoeiras. A mais famosa e mais procurada pelos místicos é a do Vale das Borboletas (na foto acima de Renato Borin). Tem esse nome porque no local encontra-se diversas espécies de borboletas. 
A noite é mágica em São Tomé. Olhar as estrelas é prática comum dos visitantes que sobem até a Pirâmide (na foto acima de Jerez Costa), que é uma antiga construção abandonada, toda em pedra, onde oferece uma visão panorâmica das montanhas em redor. Acreditam ainda que desse local, disco voadores aparecem e levam as pessoas para outras galáxias.

São Lourenço
São Lourenço fica no Sul de Minas (foto acima de Gislene Ras), a 387 km de Belo Horizonte. É a mais famosa cidade do Circuito das Águas de Minas. A fama das águas terapêuticas e medicinais sempre atraiu pessoas de vários lugares. E muitas dessas pessoas fixaram moradia na cidade, formando irmandades e movimentos religiosos voltados para a cura, meditação e contato com a natureza, fazendo com que a cidade passasse a atrair pessoas ligadas ao misticismo. 
Foi em São Lourenço que foi criada a Sociedade Brasileira de Eubiose uma instituição Cultural Espiritualista, fundada em 1924 e consideram São Lourenço a Capital Espiritual do mundo. A doutrina da Eubiose propõe a vivência do homem em perfeita harmonia com todas as leis universais. A Montanha Sagrada, que fica no município, é um dos locais mais visitados pelos adeptos dessa doutrina. Chama atenção também arquitetura do templo da sociedade. É uma mistura da arquitetura grega com a egípcia (na foto acima/Divulgação).

A cidade é sede da Fundação Cimas onde suas pesquisas sobre ervas medicinais são reconhecidas no mundo inteiro. Na área da fundação existe uma exposição permanente do artista plástico Salvador Dali. Uma das curiosidades do local é a cápsula do tempo que guarda objetos de nossa época e que só será aberta no ano de 2126.
A cidade é predominantemente católica, sendo a Matriz de São Lourenço um dos mais belos templos de Minas e a gruta de Nossa Senhora dos Remédios, no Parque da Águas, é uma das mais visitadas, para orações e pedidos à Nhá Chica. Esse parque é o maior atrativo da cidade e um dos mais belos do Brasil, com mais de 400 mil metros de área verde. (na foto acima de Rinaldo Almeida)

Aiuruoca
 Aiuruoca é uma bucólica cidade do Sul de Minas a 427 km de Belo Horizonte.Sua paisagem é deslumbrante, com mais de 80 cachoeiras, montanhas e picos que variam de 1300 a 2357 metros de altitude. O mais famoso é o Pico do Papagaio. Essas maravilhas naturais favorecem muito a prática de ecoturismo, trilhas e caminhadas. (fotografia acima de Marlon Arantes)
Tanta beleza natural (fotografia acima de Vanessa Legramandi) e oportunidade de desfrutar uma vida sossegada, atraiu e atrai muitas pessoas para a cidade. Muitos fixaram residência no município e optaram por morar no Vale do Matutu, onde algumas comunidades alternativas se formaram. O local é agradabilíssimo, com pousadas e restaurantes por perto, o que facilita para as pessoas que vem de outros lugares em busca de descanso, sair do estres, vivenciar a cultura, a arte, a vida hippie e o amor à natureza.
Aiuruoca é considerada pela Eubiose, uma das 7 Cidades Sagradas, mantendo por isso um templo na cidade. Essa comunidade tem como objetivo a medicina do futuro, conectada com anjos e devas. Tem um ótimo trabalho na pesquisa de ervas medicinais. (na foto acima, Templo no Matutu fotografado pelo Marlon Arantes) 
O Santo Daime também está presente no município, bem como diversos grupos praticantes de yoga e meditação. 
Existe uma simbiose de Aiuruoca com a cidade sagrada de Sri Nagar na Índia. Pela crença, as vibrações dessas cidades são expandidas para todo o mundo.

Varginha 
Varginha fica a 320 km de Belo Horizonte, no Sul de Minas. Ficou famosa no mundo inteiro a partir de 1996, quando 3 meninas afirmaram ter presenciado a aparição de Extra Terrestres. A partir de então, o ET de Varginha ganhou fama e atraiu olhares de ufólogos e místicos de todo o mundo. Existem versões diferentes para esse caso, mas nenhum conclusivo. Até hoje a cidade atrai turistas, curiosos e ufólogos de todo o Brasil e do mundo. 
A cidade incorporou a fama de "cidade do ET" e por todos os cantos podemos ver caixas d´água em forma de disco voador, pontos de ônibus, pinturas e estátuas de Ets.(fotos acima de Carias Frascoli)

Maria da Fé
A cidade fica no Sul de Minas a 432 km de Belo Horizonte. (na foto acima cerejeiras floridas, em Maria da Fé, de Leonardo Bueno) É cidade mais fria do Estado, segundo os meteorologistas. No inverno as temperaturas sempre ficam próximas ou abaixo de zero grau.Seu clima frio e altitude de 1258 metros, possibilita a produção de oliveiras. A cidade é a pioneira no cultivo de olivais e na produção de azeite, sendo hoje uma referência mundial em termos de azeites de qualidade. 
Maria da Fé (foto acima de Rinaldo Almeida) tem pouco mais de 15 mil habitantes. É muito bem organizada e estruturada. Sua natureza é exuberante e seu clima propício para adaptação de árvores de climas frios, como as cerejeiras, que são atrativos da cidade, na época da florada, em junho. Por todo o município matas nativas de araucárias são vistas e dão mais beleza à paisagem montanhosa e fria de Maria da Fé. 
Por essas características, foi criado na cidade um campus da Universidade Holística do Brasil que funciona numa bela fazenda, cercada por montanhas e araucárias. (fotografia acima de Rinaldo Almeida) A UNB é referência nacional e internacional na arte do desenvolvimento humano, ministrando cursos que elevam o conhecimento, desenvolvendo talentos e dons naturais dos interessados. São vários cursos ministrados no local como acupuntura, florais de bach, benzimento, plantas medicinais, meditação, xamanismo, dentre outros. É um local muito bem estruturado, totalmente harmonizado com a natureza e todos são muito bem acolhidos. Quem quiser saber mais sobre a UNB pode acesar o site www.unb.com.br e entrar em contato.
--------------------------------------------------------------------------------
Caso você tenha mais algumas informações a mais sobre o misticismo nessas cidade, pode nos passar as informações e se conhecer outras cidades de Minas, místicas e esotéricas, nos informe que pesquisaremos e acrescentaremos na matéria.
------------------------------
Por Arnaldo Silva
AVISO LEGAL:Este conteúdo pode ser publicado livremente, no todo ou em parte, em qualquer mídia, eletrônica ou impressa, desde que contenha um link remetendo para o site http://www.conhecaminas.com

Nenhum comentário:
Faça também comentários