quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Conheça Conceição das Pedras

Compartilhe:

Conceição das Pedras está na Região Sul de Minas, distante 423 km de Belo Horizonte e faz divisa com os municípios de Natércia, Jesuânia, Olímpio Noronha, Cristina e Pedralva. Sua população, segundo o IBGE em 2019, era 2.812 habitantes. (na foto acima de Fernando Campanella, a Cachoeira da Usina)
O município se destaca no Ecoturismo e Turismo Rural por suas belas paisagens, serras, montanhas rochosas, matas, cachoeiras e ótimas trilhas para caminhadas e cavalgadas. (na foto acima, enviada pela Francisca Floripes, vista parcial da cidade)
A Cachoeira da Usina (na foto acima de Fernando Campanella), formada pelas águas do Rio das Pedras, é um dos mais visitados pontos turísticos do município. Está apenas 5 km distantes do centro da cidade. Sua queda com 50 metros de altura, caindo em cinco quedas, forma um poço de 20 metros de apenas 30 cm de profundidade. Não molha o joelho, por isso seu poço é seguro para banhos e muito procurado para quem gosta de refletir, contemplar e meditar junto à natureza.
Outro atrativo muito visitado é Serra da Pedra Branca. São 1850 metros de altitude, onde no topo, os turistas tem uma espetacular e ampla visão da região, bem como das cidades vizinhas de Cristina e Pedralva. (na foto acima, de Sandra Walsh, o topo da Serra Branca vista de uma fazenda em Cristina MG)
Além de suas belas paisagens, Conceição das Pedras, como toda cidade mineira, preserva as tradições religiosas como a Festa da Padroeira de Nossa Senhora da Conceição e Santo Expedito, além das tradicionais festas de Nossa Senhora do Rosário, Natal, Folia de Reis, Carnaval, Festas Juninas e outros eventos. (na foto acima de Fernando Campanella, o casario da Cachoeira da Usina e abaixo, estrada rural do municipio)
Seu povo é hospitaleiro e a cidade transmite o típico estilo mineiro, na culinária, na arquitetura de seu casario e na simplicidade de seu povo que recebe os visitantes de braços abertos. Lugar ideal para quem procura sossego e vivenciar a natureza plenamente. (Por Arnaldo Silva)

Nenhum comentário:
Faça também comentários