quinta-feira, 25 de julho de 2019

Trem de passageiros ligará Divinópolis à Bom Sucesso

Compartilhe:

As ferrovias foram substituídas a partir de 1950, como política do Governo do presidente Juscelino Kubitscheck em benefício das rodovias, que na visão de KK, significava rapidez e modernidade. (a primeira foto, de Jad Vilela, mostra Divinópolis, a segunda, de Gilson Nogueira, Pedra Negra, povoado de Bom Sucesso MG) E assim, aos poucos, os ramais ferroviários foram sendo desativados, abrindo estradas e no lugar das estações ferroviárias, foram surgindo rodoviárias. No final da década de 1980, praticamente todos os ramais de linha de trem de transporte de passageiros já estavam desativados. 
     Com os índices altos de acidentes, estradas ruins, violência urbana, congestionamentos e o alto custo de manutenção das rodovias, vêm despertando a conscientização do brasileiro sobre os efeitos da decisão tomada em décadas atrás. A malha ferroviária do Brasil encolheu sobremaneira, ao contrário dos países desenvolvidos, que desenvolveu e foi modernizada. (na foto ao lado a Matriz da cidade de Carmo do Cajuru, de autoria de Wilson Fortunato) Na Europa, os trens são meios prioritários para transportes de passageiros. Aqui fizeram a opção errada e o povo vem tomando consciência disso e reivindicando a volta dos trens de passageiros nos trilhos, como transporte de massa. Os trens hoje são modernos, tem velocidade compatível a dos ônibus, confortáveis e muito seguros. Não se reivindica a volta das velhas “marias-fumaça” e sim os trens modernos, como o novo trem Vitória Minas, com locomotiva e vagões importados da Europa. É um investimento necessário diante de um país de dimensões continentais como o Brasil. (na foto abaixo de Aender Mendes, a cidade de São Francisco de Paula)
     Essa consciência e necessidade da volta dos trens de passageiros no Brasil vêm cada dia crescendo, principalmente em Minas Gerais, onde o trem é tradição até no sotaque. 
     É o que aconteceu recentemente, em Divinópolis, no dia 23/07/2019, numa reunião entre uma representante do Ministério do Turismo, prefeitos do Centro Oeste de Minas e pessoas ligadas ao turismo na região.       A reunião foi convocada para discutir a reativação de uma antiga linha férrea que transportava passageiros até a década de 1980, tendo sido extinta no início da década de 1980, quando a Rede Ferroviária Federal foi privatizada. Inicialmente, funcionará como turismo, operando nos fins de semana e feriados, lingado Divinópolis, passando por outras cidades, até a estação final, que seria em Bom Sucesso, num trajeto de ida e volta. 
     A reivindicação da reativação dessa linha foi feita pelos prefeitos da região do Circuito Turístico Campo das Vertentes composto pelos municípios de Divinópolis, Carmo da Mata (na foto acima de Jad Vilela, com a torre da igreja em detalhes), Carmo do Cajuru, Carmópolis de Minas, Itapecerica, Cláudio e São Francisco de Paula e entregue ao representante do Ministério do Turismo presente na reunião. 
     O prefeito de Itapecerica, Wirlei Reis (PHS) declarou à imprensa presente no local que "É muito importante esse projeto que estamos encampando junto ao Ministério do Turismo. Um projeto que vai ligar a cidade de Divinópolis a Bom Sucesso. O trem passará por várias cidades, onde vamos ter atrações turísticas, culturais, o patrimônio e artesanato. Tudo isso para alavancar a economia da região Centro-Oeste, gerar emprego e renda para a nossa população". 
     Nem Campos, representante do Circuito Turístico Campo das Vertentes disse aos presentes que o objetivo do Circuito, com a apresentação da proposta, é o de angariar verbas federais para recuperar totalmente a antiga linha férrea, ainda desativada e com muitos danos em sua estrutura. Nem Campos salientou a importância do apoio do Governo Federal e da sociedade em geral para a implantação do projeto. (na foto ao lado, de Jad Vilela a Igreja de Nossa Senhora do Rosário em Itapecerica) Afirmou ainda que não depende apenas do Governo Federal mas de "pessoas, parceiros, empreendedores querendo fazer esse tipo de gestão. A gente precisa dessa força do Governo para possibilitar a linha. Para que a linha possa ser usada, que ela seja consertada nos pedaços em que ela. Infraestrutura mesmo". 
     Todos os municípios por onde o trem passará, oferecem diversos atrativos como belezas naturais (na foto acima de Rogério Salgado, Macaia, distrito de Bom Sucesso, banhado pelas águas da Represa do Funil) ao longo do percurso e nas paradas do trem nas estações, o turista poderá conhecer cidades históricas e com belíssimas arquiteturas urbanas, rico artesanato, atividades culturais variadas, gastronomia, bem como o turismo de negócios, isso porque Divinópolis é um dos polos da moda em Minas Gerais. 
     A iniciativa é ótima e todas as cidades envolvidas devem se empenhar e acreditar nesse empreendimento. Unindo as forças sociais, políticas e populares, o projeto sai do papel. Ainda não há previsão da implantação do trem, mas os presentes na reunião saíram com a convicção que é viável e vão lutar para conseguir os recursos para reativar essa linha. (Por Arnaldo Silva)

Nenhum comentário:
Faça também comentários