quarta-feira, 15 de maio de 2019

Alpinópolis e o Monte das Oliveiras

Compartilhe:

Alpinópolis (foto acima de Cristina Pimenta Kraus) está na Região Sul/Sudoeste de Minas Gerais, distante 320 km de Belo Horizonte. Sua emancipação política e administrativa se deu em 17 de dezembro de 1938. Faz divisa com os municípios de São João Batista do Glória, Passos, Bom Jesus da Penha, Nova Resende, Carmo do Rio Claro, São José da Barra. Quem nasce em Alpinópolis é alpinopolense. É mais conhecida pelo seu antigo nome "Ventania" que ainda é o nome preferido de todos os habitantes desta encantadora e hospitaleira cidade, e também como ela é identificada em toda a região. Está situada a uma altitude de 900 m, ao sopé da serra. Daí o nome Alpinópolis. De acordo com o IBGE, sua população estimada em julho de 2018 era de 19 745 habitantes. (fotografia abaixo de Cristina Pimenta Krauss)
Com uma população em torno dos 18 mil habitantes e uma área territorial de 459 quilômetros quadrados, a cidade de Alpinópolis tem o privilégio de estar numa das regiões mais prósperas do Estado. Além de ter uma economia bastante diversificada. A cidade tem se tornado cada vez mais conhecida nacionalmente através do Monte das Oliveiras, que é um espaço construído a céu aberto destinado à meditação, apresentações e excursões com finalidade religiosa (ecumênica).
Atrativos:
Monte das Oliveiras: construído como uma réplica do Monte das Oliveiras em Jerusalém, é onde, são encenadas as cerimônias religiosas da Semana Santa, com artistas da região. Em dias normais, é visitado pelos moradores e turistas que vem à cidade. Do alto do Monte das Oliveiras, tem-se uma bela vista do município.É um dos 
principais atrativos de Alpinópolis. (nas fotos acima e ao lado de autoria de Cristina Pimenta Krauss)
Cachoeiras da Serra da Ventania: lugar de lazer, contudo, no momento recebe a rede de esgoto de parte do município, impossibilitando o uso de suas águas pela população local.
Serras em torno da cidade: lugares muito frequentados principalmente por jovens para a prática de camping.
Parque Água Viva.
Fazenda Quilombo: Construída por escravos, às margens direita da rodovia BR-265 km 538, entre as cidades de Alpinópolis e Carmo do Rio Claro. 

(Fonte parcial das Informações: Wikipédia. Fotografias de Cristina Pimenta Krauss)

Nenhum comentário:
Faça também comentários