domingo, 3 de março de 2019

Bosque Mãe D´Água e o Chafariz de São José de Botas

Compartilhe:

A água que jorra das três fontes do Chafariz de São José, em Tiradentes MG, vem do Bosque Mãe D´Água (na foto acima e abaixo de César Reis), uma reserva ambiental que fica atrás do chafariz. No bosque existe uma trilha entre uma densa mata nativa. Nessa trilha, em 1749, foi construído por escravos um aqueduto em pedras, com 1 km de extensão, no nível do solo. A obra foi feita para levar água de uma nascente do bosque para a cidade. 
Nesse período foi construído o Chafariz de São José. A água que saia da fonte, passava pelo aqueduto e chorrava no chafariz  de São José.
O Chafariz de São José  (na foto ao lado autoriade de Wilson Fortunato) fica bem no Centro de Tiradentes. É uma grandiosa obra do período colonial todo construído em quartzito. A beleza arquitetônica do chafariz é considerada uma das mais belas obras de arte de Minas Gerais. Sua arquitetura tem traços do barroco, com inspiração na fachada de igrejas do século XVIII.
No centro do chafariz tem um oratório com a imagem de São José de Botas, padroeiro dos bandeirantes e desbravadores. (como pode ver na foto ao lado)
Abaixo do oratório tem três faces que jorram água. Por que três faces? Porque simbolizam o amor, a fortuna e a saúde. Cada face tem uma função específica. (na foto abaixo, de Wilson Fortunato você pode ver as três faces e a água jorrando)
A água que sai da primeira face é consumo humano. A segunda face seria para os escravos lavarem roupas e a terceira, para dar aos animais. Até hoje funciona como antigamente com água potável, vinda diretamente da nascente. 
O Bosque Mãe D´Água recebe visitantes. (foto acima de César Reis) Um passeio tranquilo, entre a sombra das árvores onde o visitante pode conhecer a fauna e flora da reserva, bem como um pouco da história de Tiradentes. (Por Arnaldo Silva)

Nenhum comentário:
Faça também comentários