sábado, 29 de dezembro de 2018

A Matriz de Nazaré e a cidade de Antônio Dias

Compartilhe:

Antônio Dias pertence ao colar metropolitano do Vale do Aço e se localiza a leste da capital do estado, distando desta cerca de 170 km. Sua população em 2018 era de 9363 habitantes, segundo informações do IBGE. (na foto acima de Elvira Nascimento, o interior da Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré)
Vista parcial de Antônio Dias. Fotografia de Elvira Nascimento 
Atrativos e eventos
Dentre os principais eventos realizados regularmente em Antônio Dias, que configuram-se como importantes atrativos, destacam-se a Festa de São Benedito, celebrada com missas e procissões pelas ruas da cidade, sendo realizada anualmente no Ano-Novo; o CarnaDias, que é um Carnaval fora de época realizado em março ou abril; as celebrações da Semana Santa, em março ou abril, com missas, encenações e procissões em homenagem à vida, paixão e ressurreição de Jesus; e as festividades do aniversário da cidade, que apesar de ser comemorado em 1º de junho, tem sua programação estendida por alguns dias com espetáculos musicais e atividades esportivas, de lazer e entretenimento abertas à população.
Os principais atrativos arquitetônicos situados no município são a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré (na foto ao lado, seu interior, fotografado pela Elvira Nascimento), construída pelo bandeirante Antônio Dias de Oliveira, que foi sepultado em seu adro em 1736, após sua morte aos 90 anos de idade; a Igreja de São Geraldo, construída pelo Tenente-coronel Fabriciano Felisberto Carvalho de Brito (sendo onde estão seus restos mortais), fundador do município de Coronel Fabriciano; a Igreja do Arraial Velho, que foi a primeira do município e serviu de residência a Antônio Dias; e o prédio antigo do primeiro Colégio Estadual antoniosiense, que também já foi sede da Companhia Vale do Rio Doce (atual Vale). Também há atrativos naturais, tais como as trilhas, matas, lagoas e cachoeiras existentes na zona rural do município, muitos abertos à visitação. São alguns deles as cachoeiras da Prainha, Serra Negra, do Salto, Caxambu e Cascatinha; a Gruta de São Joaquim da Bocaina e a Lagoa do Teobaldo.
Na foto acima de Elvira Nascimento, o cotidiano da cidade.
História, Cultura e Economia
A exploração da área do atual município teve início no século XVIII, sendo Antônio Dias de Oliveira o responsável por fundar um núcleo de bandeirantes em 1º de junho de 1706. O desenvolvimento da agricultura atraiu novos habitantes e em 1832, foi criado o distrito subordinado a Itabira, emancipado em 1911. Na década de 1930, teve início o desenvolvimento industrial no então distrito de Melo Viana, que, no entanto, veio a se transformar no município de Coronel Fabriciano em 1948. Este, por sua vez, deu origem às cidades de Ipatinga e Timóteo, que juntamente a Fabriciano correspondem a um dos maiores pólos urbanos do estado, a chamada Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA).
O território é banhado por vários pequenos rios e córregos, sendo os principais o Rio Piracicaba (na foto acima de Sérgio Mourão/Encantos de Minas) e o Ribeirão Água Limpa, os quais fazem parte da Bacia do Rio Doce.
A manutenção da atividade siderúrgica nos municípios da RMVA contribuiu para que o município se tornasse um dos principais fornecedores de mão-de-obra e matéria prima. O artesanato e os grupos teatrais, de manifestação tradicional popular e música configuram-se como principais manifestações culturais, juntamente com os eventos festivos tais como o Carnaval de Antônio Dias (CarnaDias), as comemorações do aniversário da cidade e as celebrações tradicionais religiosas da Festa de São Benedito e das homenagens à Semana Santa.
Há existência de equipes artísticas de teatro, grupos de manifestação tradicional popular, equipes de dança, bandas musicais, corais e grupos de capoeira, de acordo com o IBGE em 2012. O artesanato também é uma das formas mais espontâneas da expressão cultural antoniodiense, sendo que, segundo o IBGE, as principais atividades artesanais desenvolvida em Antônio Dias são o bordado e trabalhos envolvendo fibras vegetais. 
(fonte parcial das informações: Wikipedia)

Nenhum comentário:
Faça também comentários