quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Capela do Rosário: uma das primeiras de Minas

Compartilhe:

A Capela de Nossa Senhora do Rosário na Quinta do Sumidouro, A "Casa de Fernão Dias", a Lagoa e a Lapa do Sumidouro formam um importante conjunto arquitetônico, arqueológico e paisagístico, tombado em Fidalgo, distrito de Pedro Leopoldo MG a 46 km de Belo Horizonte. Foi tombada pelo IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais), através do decreto nº 17.729 de 27 de janeiro de 1976. 
A Capela foi erguida pelas irmandades do Rosário e do Santíssimo Sacramento e pelas mãos dos escravos que trabalhavam na mineração no Vale do Rio das Velhas.
A área onde se localizam a Capela e a Casa de Fernão Dias constituiu-se de pouso para da expedição Bandeirista de desbravamento do território mineiro no final do século XVII. Esses pousos, embora de caráter temporário, evoluíram e tornaram-se os primeiros núcleos urbanos e marcos da formação da cultura e do território mineiro.
A Capela está entre as primeiras das Gerais que se vinculam ao período minerador. De proporções modestas, possui ornamentação interna de grande valor artístico, sendo o retábulo-Mor a peça de maior representatividade do conjunto, confeccionado em meados do século XVIII, o retábulo é filiado estilisticamente ao modelo D. João VI, segunda fase do nosso barroco.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
(Esse texto foi extraído da placa que fica em frente a Capela, no Sumidouro). Fotografias de Arnaldo Silva

Nenhum comentário:
Faça também comentários