quarta-feira, 4 de julho de 2018

A Igreja de São Francisco de Paula em Ouro Preto

É a igreja mais pobre em detalhes de Ouro Preto. (fotografia acima de Fabinho Augusto) Sua construção iniciou-se no ano de 1804, sendo a última erguida no período Colonial, em plena decadência do ouro. Por isso o contraste em termos de riquezas nos detalhes, em comparação com as outras igrejas de Ouro Preto, erguidas no auge do Ciclo do Ouro. Devido a falta de recursos, sua conclusão foi longa, terminada em 1898. Foram 94 anos para ser concluída.
O projeto da igreja é de autoria do Sargento-mor, Francisco Machado da Cruz e seu estilo arquitetônico foi fiel ao Barroco mineiro e ao Rococó, estilos predominantes na arquitetura mineira do período colonial. Mesmo com o fim do período colonial, com a independência do Brasil em 1822, o projeto original da Igreja não foi alterado e concluído conforme o original. (por ter sido construído no local mais alto da cidade, é vista em todos os ângulos da parte histórica de Ouro Preto como podemos vê-la à direita, na foto acima  de Arnaldo Silva)
A igreja foi construída onde era a antiga Ermida de Nossa Senhora da Piedade que foi doada à Irmandade da Ordem Terceira que tinham como patrono, São Francisco de Paula. Nessa capela foi colocada uma imagem de São Francisco de Paula talhada pelo Mestre Aleijadinho.  (na foto acima, podemos ver o interior da Igreja de São Francisco de Paula. Imagem de autoria de Cláudio Tebaldi/via Flikr) Por ser pequena e com o aumento do número de fiéis, a Irmandade viu a necessidade de construir uma igreja maior. No lugar da pequena Ermida, foi erguida a Igreja dedicada ao patrono da Ordem, São Francisco de Paula. As relíquias da pequena Ermida, como a imagem de São Francisco de Paula, foram transferidas para a nova igreja, sendo retiradas e transferidas para o Museu da Inconfidência, atualmente. Ao lado da igreja, foi construído um cemitério para os membros da Irmandade, já que a partir de 1810, a Igreja Católica proibiu sepultamentos dentro dos tempos, prática comum na época.
Quatro estátuas dos evangelistas, João, Marcos, Lucas e Matheus em louça importadas do Porto, em Portugal, ornamentavam a mureta da escadaria de acesso ao templo, se destacando na paisagem em torno da igreja, mas como a imagem do padroeiro, também foi retirada (como podemos ver na foto acima, de Arnaldo Silva). O motivo, creio eu, por segurança, para evitar depredação ou furtos,  já que a igreja fica num local mais afastado, isolado, rodeado por mata nativa, com pouca iluminação, o que motivaria e facilitaria a ação de marginais.
Apesar de não ser uma igreja rica em detalhes, tanto no exterior quanto no seu interior, foi construída num local privilegiado, o Morro da Piedade que é uma área montanhosa de Ouro Preto. Isso faz a igreja se destacar, sendo vista  em todos os ângulos da cidade. Fica a alguns metros da Rodoviária, sendo então a porta de entrada para os turistas, que quando chegam à cidade, vão direto para o o adro da Igreja, contemplar a vista, já que a a cidade fica completamente à vista. (fotografia acima de Fabinho Augusto e abaixo de Arnaldo Silva)
A igreja de São Francisco de Paula não é aberta a visitação. Abre suas portas somente aos domingos, as 10 horas, quanto são realizadas missas. (Por Arnaldo Silva)

Um comentário:
Faça também comentários
  1. Não é mais o Morro da Piedade. Este nome foi junto com a santa para a localidade de Piedade. lado oposto da cidade. Localidade hj em dia é conhecida como Veloso.

    ResponderExcluir