domingo, 24 de junho de 2018

Vinho mineiro: conheça alguns dos nossos rótulos

Cachaça, queijo, café, cerveja, doces e, agora, vinho. Sim, vinho! Minas tem sabores tradicionais reconhecidos internacionalmente e está ingressando com muito sucesso no mundo dos vinhos. É lá no Sul do nosso estado, nas cidades de Andradas, Cordislândia, Três Pontas e Caldas que se encontram as vinícolas de maior fama, responsáveis por vinhos autênticos de alta qualidade.

Com pesquisas avançadas e tecnologia de ponta, a produção de vinhos segue em alta na região e promete esquentar bastante o mercado da bebida no Brasil. A seguir, separamos algunsrótulos de vinho mineiro que não vão decepcionar você!
Um sistema que deu certo

O sistema de produção utilizado pela vinícola Maria Maria e por outros produtores do Sul de Minas é um dos principais fatores que contribuem para a qualidade das uvas e do vinho da região, que vêm ganhando adeptos no Brasil e no mundo inteiro.

A técnica, chamada de “dupla poda” ou “poda invertida”, faz a inversão do ciclo produtivo da videira, alternando o período de colheita das uvas do verão para o inverno. Ela foi desenvolvida pelo pesquisador Murilo de Albuquerque Regina, da Epamig, e tem sido aplicada por mais de 20 produtores de vinho em Minas Gerais.

Com esse manejo diferenciado, foi possível chegar ao ponto ideal de maturação e de qualidade na produção de vinho.
Maria Maria Bel Sauvignon Blanc 2015

O vinho Maria Maria Bel Sauvignon Blanc 2015, produzido em Três Pontas, ganhou a categoria bronze do prêmio Decanter World Wine Awards (DWWA) em maio de 2017, em Londres.

A premiação foi organizada pela revista inglesa “Decanter”, uma das mais tradicionais publicações sobre vinhos no mundo, e avaliou mais de 17 mil rótulos, que foram julgados por 219 especialistas.

É um vinho que equilibra bem os aromas vegetais com frutas de leve acidez, como o maracujá. Ideal para degustar com os queijos mineiros, especialmente os de casca lavada. E quem gosta de se aventurar por sabores menos convencionais vai gostar de experimentar com um patê de fígado de galinha, incrementado com uma pequena dose de pimenta rosa.
-----------------------------------------------------
Maria Maria Syrah
Esse é um rótulo que traz tudo que um autêntico shiraz tem de melhor: aroma de fruta madura e aquele toque de especiarias que torna o vinho especial. No caso do Maria Maria, os sabores do vinho ainda se beneficiam do solo cafeeiro que imprime notas de café torrado em cada gole. É um vinho bem interessante e vai muito bem com pratos tradicionais da cozinha mineira, desde um franguinho ao molho pardo até um suculento feijão tropeiro.
Luiz Porto
A Luiz Porto, localizada no município de Cordislândia, tem duas linhas de produtos: a Luiz Porto e a Dom de Minas. Escolhemos um vinho de cada para você saber um pouquinho mais sobre o que a família Porto anda fazendo desde que transformou a paixão pelos vinhos em negócio.
Dom de Minas Merlot
Esse é um vinho bem equilibrado, tem presença marcante de café, tabaco e frutas negras em compota, como ameixa. É um belo rótulo para acompanhar embutidos, como uma linguiça de lombo, mais suave do que a de pernil, e pratos à base de carne, especialmente o cordeiro.
Luiz Porto Espumante Brut
Feito com as uvas chardonay e pinot noir, o espumante mineiro tem borbulhas persistentes e uma cor amarelo dourado que antecipa o sabor refrescante e, ao mesmo tempo, intenso. A presença de frutas cítricas e um aroma de pão tostado convidam para saborear alimentos delicados, como queijos mais frescos ou quem sabe um rolinho de taioba com franguinho caipira e molho de laranja.
-------------------------------------------------------------------------
E você, já provou algum rótulo de vinho mineiro e gostou? Conta pra gente nos comentários!
-------------------------------------------------------------------------
Fonte da matéria:http://minasgerais.com.br/maisgastronomia/blog/vinho-mineiro-conheca-alguns-dos-nossos-rotulos# IMAGEM NOSSA. AUTORIA DE ELIANE TORINO (BRUMADINHO MG)

Um comentário:
Faça também comentários