quinta-feira, 10 de maio de 2018

Frango assado com farofa


Fotografia de Paulo Filgueiras/Jornal O Estado de Minas
Ingredientes:
- 1 frango
- Tempero a gosto
- Manteiga para untar
Para a farofa
- 500 g de moela
- 1 copo (americano) de óleo
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 1 cebola picada
- Tempero a gosto e sal a gosto
- Aproximadamente 1 kg de farinha de mandioca
Como fazer Frango assado com farofa:
Limpar o frango, retirando os miúdos. 
Passar tempero, sem esquecer da parte interna, deixando na geladeira de um dia para o outro. 
Untar o tabuleiro com manteiga e levar o frango ao forno, coberto com papel alumínio, por 40 minutos. 
Retirar o papel e deixar no forno até ficar corado. 
Para a farofa, lavar a moela e limpar com uma faca, retirando as gorduras. 
Levar ao fogo em uma panela de pressão, com tempero e coberta com água.
Deixar cozinhar por cerca de 20 minutos após a pressão. 
Escorrer e bater em um multiprocessador ou passar em um moedor de carne. Aquecer a manteiga e dourar a cebola. 
Pôr óleo, a moela e o tempero. 
Quando os ingredientes estiverem refogados, retirar do fogo e, aos poucos, pôr a farinha, misturando bem.

Da brasa para a mesa
Se fosse para descrever o domingo com a família em um sabor, certamente este seria o de frango assado. Seja ele preparado em casa ou comprado fora, nas chamadas "televisões de cachorro", o frango é pedida simples, mas capaz de despertar suspiros e alegrias em volta da mesa. O Bar Galo, em Teófilo Otoni, há 18 anos é ponto certo para quem quer encomendar a iguaria aos domingos. Preparados por Maria das Dores Martins, a Dôra, os frangos encantam pelo famoso gostinho caseiro, que se mantém ao longo de todos esses anos.

A cada domingo, a casa vende cerca de 100 frangos, mas o segredo para a fama da iguaria é mantido a sete chaves. "Não posso revelar o meu tempero, senão perde a graça", fala Dôra. Para acompanhar o assado, a cozinheira prepara uma saborosa farofa de moela, esta sim revelada aos curiosos. Além do frango assado, o Bar Galo é famoso pela galinha caipira, servida aos sábados e por encomenda. Junto com Dôra, o marido Carlos Roberto, o Cal, contribui para mais um requisito que atrai a grande clientela: simpatia de sobra no atendimento.

Receita fornecida por Maria das Dores Martins, de Teófilo Otoni MG

Nenhum comentário:
Faça também comentários