terça-feira, 8 de maio de 2018

Frango com quiabo e angu de banana

Fotografia de Marcos Michelin/Jornal O Estado de Minas
Ingredientes:
- 1 frango caipira cortado em pedaços
- Meia xícara (chá) de óleo, mais o suficiente para fritar o quiabo
- Tempero caseiro (alho e sal) a gosto
- 1 colher (sopa) de colorau
- 250 g de quiabo picado
- Cheiro-verde a gosto
- 10 bananas-caturra verdes
- 2 colheres (sopa) de óleo
- Água
- Sal gosto
Como fazer Frango com quiabo e angu de banana:
Em uma panela de pressão, aquecer a meia xícara de óleo e fritar o frango. Retirar quando começar a dourar. 
Retirar o óleo da panela, deixando apenas o equivalente a duas colheres (sopa). 
Refogar o tempero, o colorau e acrescentar a carne. 
Cobrir com água, tapar a panela e deixar cozinhar por 20 minutos depois de levantar pressão. 
Em uma panela, aquecer óleo suficiente para cobrir o quiabo. 
Pôr o quiabo e deixar fritar até diminuir a baba.
Retirar o quiabo, escorrer a gordura e misturar com o frango. 
Salpicar cheiro-verde. Para o angu, descascar as bananas e cortá-las em rodelas. 
Bater no liquidificador, com água suficiente para cobrir. 
Aquecer um pouco o óleo, despejar a mistura e pôr o sal. 
Mexer até engrossar e começar a soltar do fundo da panela. 
Servir como acompanhamento para o frango.

Frutos de sabedoria
Sempre em agosto, Penha do Cassiano fica mais alegre e colorido. É quando ocorre a Festa do Folclore, uma comemoração regada a muita música, dança e saborosas iguarias. Na celebração da cultura popular das Gerais, não poderiam faltar receitas típicas, entre elas o frango com quiabo. Para acompanhar, a experiente cozinheira Marlete Pereira dos Santos prepara o angu de banana, uma receita capaz de despertar curiosidade em alguns e arrancar suspiros da maioria.

A combinação é servida em uma barraquinha que Marlete e sua família montam, todos os anos, durante a festividade. Cantineira em uma creche do distrito, há sete anos, Marlete encantou-se com a arte de educar e decidiu ingressar na faculdade de pedagogia. Mãe de três filhos, sempre passou para a família preciosos ensinamentos. Um deles é o de aproveitar ao máximo cada fruto que a terra produz. "Muita gente que mora na roça não tem plantação, não cria uma galinha.

As pessoas estão muito preguiçosas", diz. Lição aprendida? É hora, então, de largar a preguiça e ir direto para o fogão.

Receita fornecida por Marlete Pereira dos Santos, de Governador Valadares MG

Nenhum comentário:
Faça também comentários