quarta-feira, 9 de maio de 2018

Doce de mamão assado

Fotografia de Beto Magalhães/Jornal O Estado de Minas
Ingredientes:
- 1 kg de massa de mamão verde
- Meio quilo de açúcar cristal
- 2 colheres (sopa) de farinha de trigo e um pouco para polvilhar no tabuleiro
- 1 colher (sopa) de manteiga, mais o suficiente para untar
- 200 g de queijo de minas ralado
- 5 ovos batidos
- 50 g de coco ralado
- Canela e açúcar refinado para finalizar
- 1 gema batida com um pouco de café, para pincelar
- Sal e açúcar cristal para esfregar na casca do limão
Material
- 1 saco de pano (algodão)
Como fazer Doce de mamão assado:Antes de descascar e pesar o ma­mão, esfregar sal e açúcar em vol­ta da fruta, e, em seguida, ralar no ralo grosso. 
À medida que for ra­lando, pôr a massa de mamão em um saco branco de algodão. 
Lavar em água corrente, até que a água saia cristalina. 
Levar o saco com o mamão ao fogo, em um tacho de cobre, coberto com água. 
O saco pode ser amarrado nas pon­tas ou apenas dobrado para cima. 
Deixar ferver por 20 minutos.
Retirar do fogo e deixar esfriar. 
Lavar em água corrente e expre­mer bem o saco de pano, para que toda a água seja eliminada. 
Reti­rar a massa do mamão do saco, pesar e misturar, no tacho, com um litro de água e meio quilo de açúcar para cada quilo de massa.
Levar ao fogo e deixar, mexendo algumas vezes, até que a calda esteja quase totalmente seca. 
Deixar esfriar e misturar o doce, em uma vasilha, com os demais ingredientes, exceto a canela e a gema. 
Mexer bem e despejar no tabuleiro untado e polvilhado com farinha de trigo. 
Pincelar a gema batida com o café e levar ao forno médio, até dourar. 
Cor­tar em quadradinhos e passar no açúcar com canela.

Doce combinação da felicidade
Nas festas de casamento, da decoração ao bufê, pequenos mas pre­ciosos detalhes surgem para fazer toda a diferença, mesmo aos mais despercebidos olhares. Nesse espetáculo, os doces são capítulos à par­te. Como verdadeiras obras de arte, provocam admiração, curiosidade e encanto, nas mais diversas combinações entre sabores mirabolantes e formatos inusitados. Em Joaquim Felício, eles também chamam a atenção nos enlaces, desde tempos remotos, mesmo com maior simpli­cidade na apresentação.

Na sociedade feliciana, em casório que se pre­zava não podiam faltar iguarias como o doce de mamão assado, uma joia gastronômica que ainda valoriza os tachos de Geralda Pereira da Cruz. Moradora da Lagoinha, Geralda provou da iguaria pela primeira vez quando tinha apenas 12 anos. Desde então, não só se tornou fã do docinho, como uma especialista no preparo.

Com paladar que mistura doce e salgado e textura que desencadeia uma série de indescritíveis sensações, o doce é uma perdição. Receita mais que perfeita para selar um momento tão especial.

Receita fornecida por Geralda Pereira da Cruz, de Joaquim Felício MG

Nenhum comentário:
Faça também comentários