sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Conheça Cássia

Conhecida como "Cidade Música" de Minas, Cássia é uma linda cidade do Sudoeste de Minas, fronteiriça com o estado de São Paulo. Faz limite com cidades de Ibiraci, Capetinga, Passos, Delfinópolis, Pratápolis e Itaú de Minas. Dista 392 km da capital Belo Horizonte e 719 km de Brasília. Sua população em julho de 2017 foi estimada em 18 057 habitantes. (foto acima extraída do site tv.cancaonova.com/Divulgação) Sua história têm início com a procura do ouro nas regiões dos rios Sapucaí e Verde, por volta do século XVIII. Cássia, situada no vale do rio Grande, foi um povoado, que com o passar dos anos, o antigo pouso de tropeiros foi aos poucos recebendo à sua volta moradores fixos, até se transformar em pequeno arraial.O levantamento de uma capela em homenagem a Santa Rita, em 1846, teve o papel de reunir em torno de um mesmo culto e de uma mesma fé aquela gente do nascente povoado. A cidade era conhecida por Santa Rita de Cássia, hoje apenas, Cássia.

Na hidrografia, destaca-se a bacia do Rio Grande que banha a Usina Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes e o local de travessia por balsa para a cidade de Delfinópolis.
O clima é tropical de altitude e ameno. (foto acima de Amauri Lima) No verão o clima é úmido, quente e agradável. A temperatura média anual é de 20,6 graus. A precipitação média anual é de 1690 mm concentrando-se principalmente entre os meses de dezembro e fevereiro.

Na área da literatura é destaque a Biblioteca Municipal Dr. Octávio Augusto Borges que reúne milhares de obras para o acesso livre aos cidadãos. O artesanato também é uma das formas mais espontâneas da expressão cultural cassiense. Em várias regiões do município se encontram oficinas e galpões responsáveis pela confecção de vasos, tijolos e filtros de água. Normalmente, essas peças são vendidas em feiras, exposições, lojas e exportadas para outras cidades.

Espetáculos de teatro e cinema são de grande importância da memória cultural da cidade. O clássico Cine Teatro Santa Cruz, inaugurado em 1949, ainda recebe público em diversas apresentações. Como cinema, atraiu no passado um público mensal de aproximadamente 90 mil espectadores. Hoje se encontra preservado com todo o aparato da sala de projeção originais da época e em algumas ocasiões ocorrem sessões para a população.

Há também o Coral dos Pequenos Cantores, fundado em 1972 pelo Maestro Heitor Combat. Em 1994 o coral se transformou em um centro musical atendendo centenas de jovens. O coral é conhecido nacionalmente e se apresenta em festas, cerimônias religiosas e congressos.

O carnaval de Cássia é considerado um dos mais famosos do interior do estado. A praça Barão de Cambuí se transforma num sambódromo e recebe por noite cerca de 15.000 pessoas. No passado, blocos competiam entre si por premiações, entanto, a partir da década de 1980 os Carnavalescos foram perdendo o desejo de competição. Também no fim dessa década, a população se concentrava em clubes como o famoso Clube Cassiense onde eram realizados bailes. Atualmente os desfiles acontecem com o princípio básico de divertir os foliões que por eles desfilam. Ocorrem shows todas as noites do eventos que é fechado e seguro.

A Casa da Cultura merece ênfase, lá é possível encontrar fotos, documentos, objetos antigos e doados pela população. Um verdadeiro e completo acervo responsável pela história da cidade. (na foto abaixo de autoria de Kairo Aristides Salgado, a Praia da Bela)
Pontos turísticos de Cássia: Boulevard Shoppin; Colina de Santa Rita de Cássia; Santuário de Santa Rita; Casa da Cultura; Beira do Lago Náutico Club; Porto (Represa de Peixotos); Praça Barão de Cambuí; Torre da Rádio Cultura AM; Estádio Municipal Pinto Neto; Cine Santa Cruz. (fonte parcial: Wikipédia)

Nenhum comentário:
Faça também comentários