quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Conheça Cristina

Cristina é uma pequena, pacata e linda cidade no Sul de Minas Gerais. Fundada em 19 de junho de 1850. A cidade é conhecida como cidade imperatriz. Quem nasce em Cristina é cristinense. Está a 1025 metros de Altitude e 416 km de Belo Horizonte. Sua população estimada em 2017 era de 10 482 habitantes.

Cristina é uma pequena, pacata e linda cidade no Sul de Minas Gerais. Fundada em 19 de junho de 1850. Cristina é conhecida como cidade imperatriz. Quem nasce em Cristina é cristinense. Está a 1025 metros de Altitude e 416 km de Belo Horizonte. Sua população estimada em 2017 era de 10 482 habitantes.
Localização
A cidade está localizada no sul do Estado. Faz divisa com os municípios de Maria da Fé, Dom Viçoso, Carmo de Minas, Olímpio Noronha, Pedralva, Conceição das Pedras.
Topônimo
O topônimo é uma homenagem à imperatriz Teresa Cristina, esposa de Dom Pedro II. (na foto acima, Dom Pedro II e sua esposa Teresa Cristina) O nome foi sugerido por um filho do município, o conselheiro Joaquim Delfino Ribeiro da Luz. Por esta razão, em 1° de dezembro de 1868, a Vila Christina (que se denominava "Espírito Santo dos Cumquibus"), recebe a visita da Princesa Isabel e seu esposo, o Conde D' Eu, a convite do conselheiro, para conhecer a terra que recebera o nome de sua mãe.
Visita da Princesa
A visita da Princesa Isabel e seu esposo Conde D’Eu (na foto ao lado), a Cristina deu-se em sua viagem às estâncias hidrominerais de Água Virtuosas da Campanha, hoje Lambari e Caxambu, pertencente à época a Baependi. Sua breve estadia na Vila de Cristina, já estava sendo preparada pela Câmara Municipal desde 26 de novembro daquele ano, conforme foi registrado em ata de sua Sessão Extraordinária.Os preparativos teriam sido feitos pelo então Presidente da Câmara Joaquim Delfino Ribeiro da Luz, tendo, também ocupado os cargos de Vice-presidente e Presidente Interino da Província de Minas Gerais e o de Deputado Geral do Império. A chegada da Princesa à Vila ocorreu no dia 1º de dezembro, hospedando-se na residência do Joaquim Delfino Ribeiro da Luz, situada na Rua Direita(atual Governador Valadares).
 
Indústria
Hoje o muncípio conta com diversas fábricas de luvas e outros equipamentos de couro (EPI) para o comércio intermunicipal e interestadual. Além destas, a cidade conta com uma fábrica de batata palha, e outra de fabricação de produtos derivados do leite (Natalac).
Agricultura
Cristina se destaca na produção de café, destacando-se a produção de café especial na fazenda do agricultor Sebastião Afonso da Silva, ganhador duas vezes seguidas do Cup Of Excellence, que consagra os melhores produtores de café do mundo.
Pecuária
O município produz hoje em torno de 7,3 milhões de litros de leite/ano, com rebanho composto de aproximadamente 3,5 mil animais, pertencentes a 200 produtores.A criação de pequenos animais é uma atividade realizada praticamente por todas as famílias rurais com objetivos principais de consumo familiar e pequena comercialização.
Turismo
O município integra o Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas e é servido pelas rodovias AMG-1905, MG-347 e MGC-383. A cidade conta com várias cachoeiras, dentre elas a da Gruta que fica a poucos metros da praça central da cidade, além de belos casarões antigos dos séculos XIX e XX. Cultura e natureza
Cristina é a terra natal de Delfim Moreira, 10º presidente da República. 
Cristina conta com um museu, o "Museu do Trem" (local onde são guardados equipamentos, utensílios da extinta ferrovia, inclusive uma locomotiva restaurada), monumentos, como o busto e cripta do Dr. Silvestre Dias Ferraz Júnior, a estátua do Leão (foto abaixo) e do Peixinho, o famoso chafariz, o túmulo do "Conselheiro Joaquim Delfino Ribeiro da Luz" (logo na entrada do cemitério). Além de diversas praças, casarões antigos, inúmeras cachoeiras, rios, chácaras, fazendas históricas e montanhas.
Entre os casarões, podem ser conhecidos:
Casarão dos Noronha Kauage (hoje transformado em pousada);
Casarão da família Fonseca (Nilo Fonseca);
Casarão da família Azevedo (João de Azevedo ("João Gastão");
Casarão da família Barcelos (propriedade da família Noronha);
Casarão da família Alves Ribeiro (descendentes de Cornélio Alves Ribeiro);
Prédio centenário da Estação Ferroviária (hoje, transformado em Terminal Rodoviário).

Fonte das informações: Wikipédia. 
Todas as fotos (exceto as duas dos imperadores) na matéria, são de autoria de Sandra Walsh

5 comentários:
Faça também comentários
  1. Cristina não foi fundada em 13 Maio?

    ResponderExcluir
  2. Que cidade linda, estou impressionado com a historia e a homenagem do nome da ciadade à imperatriz Tereza Cristina.

    ResponderExcluir
  3. EU NÃO ESPERAVA QUE FOSSE TÃO LINDA CIDADE DE CRISTINA ONDE EU NASCI CIDADE PRODUTIVA DE TANTA COISA BOA PRINCIPALMENTE A HISTORIA DA IMPERATRIZ TERESA CRISTINA.

    ResponderExcluir
  4. Adorei as informações sobra Cristina uma cidade produtiva e de boa gente um forte abraçoa meu amigo e irmão Rimas

    ResponderExcluir
  5. Pretendo fazer um reconhecimento de área em várias cidades de Minas e Cristina certamente já está em meu roteiro!

    ResponderExcluir