terça-feira, 19 de dezembro de 2017

28 destinos com rios e cachoeira em Minas

Minas Gerais é o destino para os amantes de rios, lagoas e cachoeiras. São cidades com paisagens deslumbrantes! Rios, cachoeiras, praias artificiais, lagoas, represas, clubes, mares de serras e natureza exuberante, garantem uma diversão perfeita para quem vive ou opta por estar em terras mineiras. São 853 municípios mineiros, todos com belezas e opções de lazer e diversão para todos os gostos. Desde a calmaria até os lugares mais agitados. São centenas, mas infelizmente não podemos postar todos os municípios de uma vez só e escolhemos 28. Faltaram então 825. Vale a pena conhecer Minas e viajar pelas maravilhas de nosso Estado. (na foto acima Rio São Francisco entre Pedras de Maria da Cruz e Januária, Norte de Minas por Néia Moana) Conheça as as cidades e suas paisagens para você vivenciar Minas. 
01 - Carrancas e São João Del Rei
Capela do Saco - Represa do Caquende

Capela do Saco fica entre Carrancas e São João Del Rei. Está às margens do Rio Grande. (foto acima de Jerez Costa) O distrito foi um importante canal comercial de São João Del Rei no século XVIII, para escoamento da produção do ouro até o porto de Paraty/RJ. No fim do século XIX, com a construção da Ferrovia, o distrito deixou de ser um canal de escoamento, passando a ser um pequeno povoado, em torno da Capela do Saco, construída por D. Júlia Maria da Caridade, antiga proprietária da Fazenda do Saco. Motivada por uma suposta aparição de uma imagem da santa às margens do Rio Grande, edificou no local uma capela em homenagem a Nossa Senhora da Conceição, no início do século XVIII. Portanto, o local, além de suas belezas naturais, é de grande valor histórico. 
Seu povo é agradabilíssimo e muito gentis. A represa do Caquende (foto acima de Jerez Costa) é um convite para um bom banho, em dias ensolarados. O visitante, além da represa,  pode curtir várias cachoeiras na zona rural do distrito como por exemplo as quedas do Rio Grande que formam pequenas cachoeiras com lagos ao longo do trajeto do rio, ótimas para banho
A Represa do Caquende (foto acima de Kiko Neto), que banha o distrito, foi inaugurada em 1961 para atender as Usinas Hidrelétricas de Camargos e Itutinga. É um dos maiores atrativos da região onde se pode trazer lanchas, jet skis, botes ou mesmo curtir as águas tranquilas da represa. Um dos passatempos preferidos, dos moradores e de visitantes é pescar às margens da represa.
02 - Lagoa da Prata
Lagoa da Prata está na Região Central Oeste de Minas, distante 202 km de Belo Horizonte. Sua população, em 2017, segundo o IBGE é de 51.204 habitantes. A cidade oferece atrativos turísticos naturais e de interesse ecológico, monumentos históricos e atividades ecoturísticas praticadas na região. muito conhecido pela bela lagoa que possui. Recebeu esse nome porque o primeiro coronel da cidade viu a imagem da lua refletida na lagoa. Essa lagoa é o principal atrativo da cidade, com uma praia artificial, brinquedos, campos e quadras de areia para prática de esportes, área verde, academia ao ar livre, bares, restaurantes e lanchonetes. Uma ótima opção para curtir o seu verão. 
03 - Alto Caparaó
Sua população segundo o Censo realizado pelo IBGE em 2017 é de 5.791 habitantes. Ocupa uma área de 104,571 km², situando-se a 997 metros de altitude.Pertencente a Zona da Mata Mineira próximo a divisa com o Espírito Santo, no município ficam localizados o Pico do Cristal com 2.769,05 metros de altitude e o lado mineiro do Pico da Bandeira, com 2.891,32 metros de altitude, o ponto mais alto de Minas Gerais e o 3° mais elevado do Brasil, localizado na divisa com o município capixaba de Ibitirama. A Serra do Caparaó tem a segunda maior cota de altitude do Brasil, perdendo apenas para a Serra do Imeri, sendo a menor cota de altitude de 997m, nela se localiza o maior desnível do Brasil.
Alto Caparaó pertence ao Circuito Turístico do Pico da Bandeira e é um dos portais de entrada para o Parque Nacional do Caparaó, a outra entrada do Parque fica no município de Dores do Rio Preto/ES. O Parque é seu principal atrativo turístico onde estão localizados a Cachoeira Bonita, os vales: Verde e Encantado (foto acima com Naiara Cler), o Pico da Bandeira, o Pico do Cristal entre outros.
Estrutura turística
Devido a localização privilegiada em relação ao Pico da Bandeira a cidade de Alto Caparaó é possuidora de uma rede hoteleira composta por hotéis, pousadas e chalés rústicos. (a pousada do Bezerra, foto acima, é uma das melhores da região, com atendimento nota 10. Além  disso, fica apenas 500 metros da entrada principal do parque e dispõe de guias para levar seus hóspedes.Tel:(32)3747-2628 - whatsApp:(32) 032984235696 (Carlos Bezerra)E-mail: gerencia@poussadadobezerra.com.br
Fanpage:https://www.facebook.com/PousadadoBezerra
Site:www.pousadadobezerra.com.br
Dentro do Parque Nacional existem dois campings: O primeiro deles é o Tronqueira com estrada de acesso a veículos e o segundo o Terreirão com acesso apenas por trilhas que localiza-se no meio do trajeto entre o primeiro acampamento e o Pico da Bandeira.
04 - Boa Esperança
Boa Esperança, segundo o IBGE, contava em 2017 com 40.530 habitantes e fica no Sul de Minas. (A bela imagem acima é de JPMendonça Fotografia) É neste município que se encontra a Serra da Boa Esperança, a qual se tornou célebre através da música que leva seu nome, composta por Lamartine Babo e interpretada por diversos cantores. Por seu território passa o Rio Grande, importante para o desenvolvimento da região.O município faz parte do circuito turístico Grutas e Mar de Minas.
Lago de Furnas

O Lago de Boa Esperança possibilitou o desenvolvimento do turismo e do lazer da população. (foto acima de Marcos Camargos - Clube dos Anfíbios) O lago é formado pelo represamento das águas do ribeirão Marimbondo, Maricota e Cascavel. A extensão total é de aproximadamente 8 km² (800ha), sendo 3 km², a “parte que banha a cidade”. Represado no município para formação de uma lagoa perene, circundando de praças, com avenidas arborizadas, restaurantes, instalações para pesca com vara, ancoradouro para barcos e jardins; Passeio de Lancha; Passeio de Jet Ski; Pesca esportiva; Cachoeira do lago; Ultraleve.
Duas praias artificiais são atrativos imperdíveis na cidade:
Praia do Bicano - Criada em torno da Av. Beira Lago com intuito de reunir as pessoas para desfrutarem da beleza do Lago dos Encantos.
Praia do Celeiro – Localizada nas proximidades da FAFIBE.
O verão em Boa Esperança é imperdível. Vale a pena!
05 - Santana do Paraíso

Santana do Paraíso pertence à Região Metropolitana do Vale do Aço e se localiza a leste da capital do estado, distando desta cerca de 240 km. Sua população em 2017 era de 32 828 habitantes.
Além da importância econômica e demográfica, o município também abriga diversas trilhas, matas, lagoas e cachoeiras abertas à visitação. Na cidade, um dos principais marcos é a Igreja Matriz de Santana, mantida pela paróquia local. O grupo de congado, o artesanato e eventos festivos, tais como o aniversário da cidade e as comemorações religiosas da Festa do Divino e do dia de Santa Ana, padroeira municipal, são algumas das principais manifestações culturais.
Santana do Paraíso conta com uma área de proteção ambiental (APA), que aliada a áreas de preservação vizinhas, como a Serra dos Cocais em Coronel Fabriciano e outras APAs em Ipatinga e Belo Oriente, constitui um corredor ecológico até o Parque Estadual do Rio Doce (PERD), que por sua vez é o maior remanescente de Mata Atlântica e um dos principais sistemas lacustres do estado.(na foto acima, de Elvira Nascimento, estrada que liga Ipatinga a Santana do Paraíso, toda assim, cheia de belezas) São diversas cachoeiras espalhadas pelo município, o que possibilita escolher qual a melhor para curtir o verão
06 - Itabira

 Itabira localiza-se no Quadrilátero Ferrífero, a leste da capital do estado, distando desta cerca de 110 km. Sua população foi estimada em 2017 em 119 285 habitantes.
Além de se relevar no setor de exploração mineral, Itabira também se destaca por ser terra natal de Carlos Drummond de Andrade, contista, cronista e poeta modernista que se inspirou em sua cidade-natal para algumas de suas obras.
A cidade é terra natal de alguns artistas que obtiveram relevância regional, nacional ou mesmo internacional, tais como a modelo Ana Beatriz Barros; o contista, cronista e poeta modernista Carlos Drummond de Andrade, sendo que como cidade-natal Itabira serviu de inspiração para algumas de suas obras; o romancista, biógrafo, jornalista, polígrafo, cientista, membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e poeta Horácio de Carvalho; o escritor, professor e historiador João Camilo de Oliveira Torres; e a modelo Patrícia Barros, irmã da também modelo Ana Beatriz Barros.

Além dos atrativos cênicos, destacam-se em Itabira diversos atrativos naturais, tais como o Parque Natural Municipal da Água Santa, que tem 12 mil m² e é uma área verde situada no centro de Itabira; a Mata do Intelecto, remanescente de Mata Atlântica de 21,60 hectares; a Mata do Limoeiro, remanescente de Mata Atlântica de 2 mil hectares, um dos maiores da região; o Morro Redondo; a Pedra da Igreja; a Serra do Bicudo; o Cânion dos Marques; a Serra das Bandeirinhas; a Serra dos Alves; além das cachoeiras dos Cristais, da Lucy, dos Borges, do Campo, do Bongue, da Conquista, da Boa Vista, do Dirrubado, do Paredão, do Limoeiro e do Meio. Em Ipoema se destacam as cachoeiras Alta, Boa Vista, Patrocínio Amaro (na foto acima de autoria de Sérgio Mourão) e do Meio.
07 - Guapé 

O município tem hoje 14.460 habitantes em 2017, segundo o IBGE. Localiza-se no Sul de Minas e é banhado pelo Lago de Furnas. 
O lago que hoje rodeia a cidade proporciona uma vista bastante agradável e um clima ameno. (foto acima de Caris Frascoli)
A prática de esportes náuticos, turismo, pesca (autorizada) é frequente, principalmente em tempos quentes. O lago é um convite para banhistas e para passeios de lancha, barcos.
Alguns acessos à cidade são feitos através de balsas, o que faz a viagem a Guapé se tornar emocionante desde o inicio.
A prática de esportes radicais como o rapel e voo livre no município se tornou frequente, tendo sido realizado em 2007 o primeiro Campeonato Brasileiro de Acrobacias, o 1º Brasilacro de Parapente onde reuniram-se pilotos de várias partes do Brasil e da América do Sul.
O município oferece uma ótima e conceituada estrutura hoteleira com belas pousadas e hotéis as margens do lago. Sem falar da tradicional comida mineira que é servida nos restaurantes da cidade.
O eco-turismo é uma das grandes atrações, com trilhas, riachos, cachoeiras e a própria mata nativa que preserva a fauna e a flora de nossa região.
As principais cachoeiras e riachos são Cachoeira do Paredão, Cachoeira do Inferno, Cachoeira do Macuco, Cachoeira do Garimpo, Cachoeira do Capão Quente, Cachoeira da Água Limpa, Cachoeira do Moinho, Cachoeira do Lobo, da Volta Grande, entre outras.
Parque Ecológico do Paredão

Formado em uma fenda entre serras, o parque é um dos principais pontos turísticos da cidade, oferecendo ao turista além de uma vista privilegiada da formação rochosa do local, três belas cachoeiras, além de vários locais para banho ao meio de muito verde e beleza. 
Para quem gosta de aventura, o parque oferece opção de trilhas ecológicas, rapel e escalada. (foto acima de Carias Frascoli)
No local há uma estrutura montada para bem receber o turista com serviço de restaurante, banheiros, e área fechada para camping e estacionamento. Nos fins de semana de forte calor, principalmente nas festas de fim de ano, janeiro e carnaval, o parque recebe vários turistas que vem atrás de beleza e agitação. O verão em Guapé é sensacional!
08 - Pirapora 

Pirapora fica no Norte de Minas e está localizada a aproximadamente 340 quilômetros da capital Belo Horizonte. Atualmente Pirapora tem 56.706 habitantes, segundo oIBGE. É o segundo maior pólo industrial do norte de Minas Gerais, 33ª economia exportadora do estado e 2° PIB norte-mineiro. Destaca-se por ser o começo do trecho navegável do Rio São Francisco e por suas indústrias de ferro-silício, silício metálico, ferro-ligas, ligas de alumínio e tecidos que são os principais produtos exportados pelo município.
A ponte Marechal Hermes, sobre o Rio São Francisco (foto acima de Sérgio Mourão) e o barco a vapor Benjamim Guimarães (foto abaixo de Sérgio Mourão), o artesanato, culinária típica e plantações de uvas, bem como o vinho produzido no município são os principais atrativos da cidade. 
Cidade de praia fluvial e cachoeiras, atrai turistas de todo o país e tem um dos melhores carnavais do Norte de Minas.
09 - Baependi
Baependi fica no Sul de Minas e segundo o IBGE, o município contava com 19.315 habitantes em 2017.Faz parte do Circuito das Águas e é servido pelas rodovias federais BR-267, BR-354 e BR-383. O acesso à sede do município é feito pelas rodovias estaduais AMG-1030 e AMG-1045.
A economia do município é baseada na agricultura, no comércio, no artesanato, na comercialização de pedras de quartzito e no turismo, já que a beleza natural é o forte da cidade, cercada de montanhas, matas, rios e inúmeras cachoeiras. O artesanato é uma importante atividade econômica em Baependi. As peças feitas em bambu, palha de milho e tronco de cafeeiro são distribuídas em grandes centros urbanos, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e capitais da Região Nordeste do Brasil.

As paisagens de Baependi são de tirar o fôlego. (na foto acima de Jerez Costa, a Cachoeira do Juju, uma das mais procuradas, entre as dezenas de outras tão belas como a Cachoeira do Caldeirão, do Cavalo Baio, etc)Vale a pena curtir as maravilhas de Baependi.
10 - Santana do Riacho
Santana do Riacho localiza-se a norte da capital do estado, distando desta cerca de 100 km. Sua população em 2017 era de 4.301 habitantes, segundo o IBGE.
No município estão várias trilhas, morros e montanhas propícios a escaladas, cânions, cachoeiras e piscinas naturais de águas cristalinas, além de uma grande variedade de espécies animais e principalmente vegetais, sendo que o distrito da Lapinha da Serra (na foto acima do Barbosa) é uma das principais portas de entrada do Parque Nacional da Serra do Cipó, criado em 1972 com objetivo de preservar a biodiversidade local e os atrativos naturais existentes.
11 - Aiuruoca

Aiuruoca  fica no Sul de Minas Gerais, na Serra da Mantiqueira a uma altitude de 989 metros, ao pé do Pico do Papagaio. O município tem o relevo acidentado, com picos que variam de 1300 a 2.357 metros de altitude.
Seu nome deriva do tupi e significa "casa de papagaio", através da junção das palavras aîuru ("papagaio") e oka ("casa")
Aiuruoca é a terra do famoso médico Júlio Sanderson. Sua casa é hoje um museu. É terra também da atriz Isis Valverde.
Aiuruoca integra o circuito turístico Terra Altas da Mantiqueira. O acesso à sede do município é feito pela rodovia AMG-1035 a partir do entroncamento com a BR-267.
O ar místico e misterioso de suas montanhas atraem turistas de todo o Brasil interessados em uma viagem emocionante, para seu interior com contato pleno com natureza exuberante, locais para  meditações, yoga, orações. Ambientes e práticas que proporcionam alívio do corpo e alma. 

Além disso, você encontra no município:
Cachoeiras - são mais de 85 sendo que cerca de 40 são visitadas constantemente e impressionam por sua beleza. (na foto acima, de Marcelo Legramandi, a Cachoeira dos Garcias)
Esportes de Aventura - rapel, canyoning, escalada, tirolesa, rapel guiado, off-road, mountain bike, mini-rafting, rafting, boia cross.
Roteiros de Passeios - são inúmeros e atendem a todos os públicos.
Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição - datada de 1726, com antigos altares de madeira.

Na cidade e em sua zona rural, o visitante encontrará pousadas e hotéis de ótima qualidade. (na foto acima de Marcelo Legramandi.
Telefone : 035 -99969 - 8351 / 035 99803 - 2501Whatsapp: 035 - 99969-8351.Facebook: https://www.facebook.com/Pousada-Canto-Das-Bromélias)
A pousada mais famosa é a Canto das Bromélias. A mais procurada e mais indicada.
12 - Diamantina e seus distritos
É uma das mais importantes cidades históricas de Minas Gerais. É patrimônio Cultural da Humanidade desde 1999 e a  porta de entrada para o Vale do Jequitinhonha, onde está localizada, no Alto Jequitinhonha, estando a sede a 285 km de distância por rodovia da capital Belo Horizonte. (além da história e belezas naturais, o Carnaval de Diamantina é um dos mais famosos de Minas Gerais, atraindo visitantes de todo o Brasil. Foto aquivo Setur/Diamantina) A cidade está situada a uma altitude média de 1.280 m, emoldurada pela Serra dos Cristais. Diamantina é banhada pelo rio Jequitinhonha e vários de seus afluentes, como o Ribeirão das Pedras e o Ribeirão do Inferno. A porção sudoeste do município é banhada por subafluentes do rio São Francisco, como o Rio Pardo Pequeno.Sua população estimada em 2017 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística era de 48.230 habitantes.
É a terra natal do ex-presidente da República Juscelino Kubitschek de Oliveira, de Domingos José de Almeida e onde viveu a famosa escrava Chica da Silva.
A cidade é conhecida por suas serestas e vesperata, que é um evento em que os músicos se apresentam à noite, ao ar livre, das janelas e sacadas de velhos casarões, enquanto o público assiste das ruas.

Apesar de ter a maior parte do intenso fluxo turístico focado na arquitetura e importância histórica, o município possui um rico e variado ecossistema em seu entorno, com cachoeiras, trilhas seculares e uma enorme área de mata nativa, que teve a felicidade de ser protegida com a criação de Parques Estaduais.
Diamantina possui 24 distritos e os mais famosos e procurados por turistas no verão são: Conselheiro Mata, Curralinho, Sopa, Biribiri e Mendanha. Cachoeiras como da Sentinela, Cristais e do Telésforo em Conselheiro Mata (na foto acima, de autoria de Marcelo Santos) são as mais visitadas no verão.
13 - Uruana de Minas
Uruana de Minas fica no Noroeste do Estado e contava com 3228 habitantes em 2017, segundo o IBGE. Faz divisa com os municípios de Arinos, Unaí, Riachinho e Bonfinópolis de Minas. A cachoeira da Jiboia (na foto acima de Clésio Rodrigues), com 120 metros de queda é uma das maiores atrações da região, fazendo do verão uma estação super especial para seus frequentadores.
14 - Januária

Januária é uma linda cidade do Norte de Minas, situado na região do Médio São Francisco, localizada ao lado esquerdo do rio do mesmo nome. Conta com uma população de 68.584 habitantes (Estimativa IBGE 1° Julho/2017), sendo a 3º em população geral do Norte de Minas, sendo também a 54º maior do estado. Januária, considerada uma cidade universitária, conta com um campus do IFNMG, Unimontes, Unopar, Unip, FUNAM e Ceiva. Sua economia concentra-se na agricultura, na pecuária e nos serviços gerais. Januária é uma das principais cidades do Norte de Minas, sendo cidade-polo da microrregião do alto médio São Francisco. 
O Rio São Francisco (na foto acima de Pingo Sales) é um dos principais locais de entretenimento dos moradores e visitantes da cidade. Sua praia foi famosa nos anos 80 e 90, ainda hoje é um dos melhores locais de encontro e diversão.
15 - Porteirinha

Porteirinha é uma bela cidade do Norte de Minas Gerais. Sua população estimada em 2017 pelo IBGE era de 38 741 habitantes. O município que tem como principal ponto turístico a Cachoeira do Serrado (frequentemente o nome é confundido como erro de português, porém o Serrado é o nome próprio e não uma alusão ao cerrado). 
(na foto acima de Marcelo Santos)
Porteirinha é rodeada de grandes morros, que tornam-se uma atração turística do município. No ponto culminante de Porteirinha encontra-se o Cristo Redentor de Porteirinha, motivo de orgulho para os porteirinhenses. 
16 - Botumirim
Sua população estimada em 2017, segundo o IBGE,  era de 6.540 habitantes.O município de Botumirim localiza-se no Alto do Jequitinhonha na continuação da Serra do Espinhaço, especificamente na Serra do Cantagalo. Vizinho do Parque Nacional das Sempre Vivas, o município é banhado por vários ribeirões e tem o Rio Itacambiruçu como principal fonte alimentadora de água e que também nutre a recente Usina Hidrelétrica de Irapé, inaugurada no ano de 2006. O Rio do Peixe (na foto acima de Wilson Ferreira Santos) e suas formações rochosas surpreendentes, é um dos principais atrativos de toda a região. O lugar é lindo demais!
A cidade possui uma economia em torno da atividade da silvicultura e possui belezas naturais ainda pouco tocadas. O clima tropical de altitude, as belas serras do entorno da cidade, o acolhimento de seus habitantes e as as festas típicas da cidade vêm atraindo turistas nos últimos anos. A ligação asfáltica, a exploração de silvicultura e construção da Usina de Irapé permitiu um certo desenvolvimento à cidade que possibilitou a fixação de seus habitantes e em alguns casos promoveu o retorno daqueles que migraram para os grandes centros urbanos.
17 - Sacramento

Sacramento fica no Alto Paranaiba. Sua população estimada em 2017, segundo o IBGE era de 22.998 habitantes.
O município é privilegiado por belas paisagens, uma grande quantidade de cachoeiras (ente elas, a Cachoeira Nascente das Gerais, na foto ao lado, de autoria de Luis Leite) e é uma das entradas para o Parque Nacional da Serra da Canastra.
A cidade é bem cuidada, limpa e com construções magníficas. Em junho/2017, o queijo da Fazenda Caxambu, no município, recebeu medalha de Ouro no Festival de Queijos na França. Sacramento então tem o melhor queijo Canastra do mundo. 
Além das cachoeiras, fica no município a Gruta dos Palhares
considerada a maior gruta de arenito das Américas. Ramificando-se em outros compartimentos, tem uma profundidade explorada de aproximadamente 450 metros que, por questão de segurança, só pode ser visitada ou estudada com autorização especial. A formação rochosa é de arenito botucatu, e sua descoberta deu-se na metade do século XIX. A área de visitação é rica de belezas naturais, com sua altura de 22 metros, abrigando em cada dobra da rocha centenas de ninhos de maritacas, papagaios, andorinhas e outras aves que ali encontram tranquilidade para reprodução. 

Além da Gruta dos Palhares, você encontra pode visitar em Sacramento:Basílica de Nossa Senhora do Patrocínio do Santíssimo Sacramento; Museu Histórico Coralia Venites Maluf ;Colégio Allan Kardec / Museu Corina Novelino; Igreja de Nossa Senhora do Rosário (Desemboque, distrito hoje considerado o berço da colonização do Triângulo Mineiro e onde nasceu o ator Lima Duarte); Parque Náutico de Jaguara ; Parque Municipal da Gruta dos Palhares
18 - São João Batista do Glória 

São João Batista do Glória fica no Sudoeste de Minas. Sua população estimada em 2017 era de 7.431 habitantes. (na foto acima, de Pedro Beraldo, o famoso lago da Pedreira Lagoa Azul, muito procurado pela sua beleza) Cidade predominantemente rural, onde o leite é o principal produto.
Atualmente foi construída a ponte sobre o rio Grande, onde antigamente as balsas realizam as travessias. O município tem várias cachoeiras, o que torna a cidade conhecida regionalmente por cidade das cachoeiras. Devido ao grande nome da cidade, ela leva o apelido de "Glória". 

Seu mais famoso ponto turístico é o Paraíso Perdido (com suas águas limpa e cristalina, foto de Luzia Neves), um dos mais lindos lugares do Brasil e mais visitado também, que proporciona um verão inesquecível e maravilhoso.
19 - Fama

 Com apenas 2.426 habitantes, em 2017, segundo o IBGE, Fama (na foto acima deJPMENDONÇA Fotografia) é um dos mais belos e atraentes municípios mineiros. O Lago de Furnas, que banha a cidade, faz pequena cidade, uma das mais lindas de Minas. Fica no Sul do Estado e faz divisa com Alfenas, Campos Gerais, Três Pontas.Paraguaçu. Além do Lago de Furnas, a gastronomia da cidade é incomparável. É ótima!
Principais eventos
Pré-Carnaval: Evento que antecede o carnaval mais popular da região. Acontece semana anterior ao folião. Não se verifica em todos os anos.
Carnaval: Fazem parte do evento carnaval de rua. Atrai visitantes de todo o país por ter o melhor esquema de segurança para todos os turistas.
19 de Março: Tradicional festa de aniversário da cidade, com várias atrações da MPB.
Encenação da paixão e morte de Cristo ao vivo na sexta feira santa em frente a Igreja matriz Sagrado Coração de Jesus.
Julho: Tradicional Festa em Louvor a São Pedro com procissão Fluvial no lago de Furnas com show pirotécnico.
Reveillon: festa em frente a matriz com a tradicional queima de fogos.
20 - Pedra Dourada 

Pedra Dourada (foto acima de Geremias Corrêa) é um pequeno e pacato município da Zona da Mata Mineira. Distante 354 km de Belo Horizonte, faz divisa com os municípios de Vieiras, Carangola, Faria Lemos, Tombos, São Francisco do Glória, Eugenópolis.
Os principais pontos turísticos do município são as cachoeiras, que atraem turistas durante todo o ano e a pedra dourada, que deu origem ao nome do município, aonde é possível praticar caminhadas, rapel e que também serve de ponto de partida para voos livres, além da magnífica vista que proporciona ao visitante.O Parque São João (na foto acima com créditos para Éocombatente) é um dos lugares mais visitados e apreciados na região.
21 - Capitólio 
Capitólio é uma das cidades turísticas de Minas mais procuradas não só no verão, mas no ano todo. Sua população era de 8 682 habitantes em 2017, segundo o IBGE. Praticamente todas as terras do município foram inundadas pelas águas da Represa de Furnas. O Lago de Furnas mudou completamente a paisagem local, desenvolvendo uma vocação turística, que até então não existia na cidade. (foto acima de Marcelo Santos a Lagoa Azul) Barcos, escunas, lanchas fazem parte do cotidiano dos moradores e visitantes. Uma natureza impressionante, com a cânions e paisagens deslumbrantes, faz de Capitólio um dos mais importantes pontos turísticos de Minas e do Brasil. O prazer de estar em Capitólio e curtir suas belezas e gastronomia, não é apenas no verão. O turista é bem vindo em todas as estações do ano. 
22 - Raposos
Raposos está apenas 30 km de Belo Horizonte e tinha em 2017, segundo o IBGE, 16.390 habitantes. (foto ao lado de Andréia Gomes) Junto com o município vizinho, Rio Acima, são ótimas opções para curtir o verão,pela natureza exuberante e lindas cachoeiras.Raposos é cercados de matas e trilhas que levam a antigas nascentes, córregos e ribeirões de água cristalina, cascatas e poços naturais, onde se pode nadar, acampar e curtir a natureza.
Atrativos do município, o Poço das Pedras e o Poço Azul  possuem um diâmetro de aproximadamente 8 metros, profundidade de 2,5 metros e temperatura variada em torno de 15º C. Eles são consequência de uma pequena represa que fornece energia à MBR. A água é cristalina e reflete uma cor esverdeada, com exceção de algumas épocas do ano que o tom da água fica azulado. A vegetação ao redor é pouco expressiva, constituída de pequenas árvores e vegetação rasteira. O peixe predominante no ribeirão é a piabinha. No local existem rústicas armações de cabanas que servem como bar nos fins de semana. Há também uma pequena plataforma utilizada como trampolim. A flora é composta de arbustos e flores silvestres.
o Rio das Velhas corta a cidade de Raposos, ao centro, e sendo considerado um importante rio em se tratando do desbravamento de Minas Gerais, o Rio das Velhas, antigo Rio Guaicuy, outrora navegável, recebeu este nome por ocasião da chegada dos bandeirantes que avistaram na beira do rio algumas velhas índias lavando roupa. Hoje, o rio serve ao garimpo e abastece grande parte de Belo Horizonte.
Além das belezas naturais, Raposos tem atrativos em sua área urbana como a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição que é a mais antiga paróquia de Minas Gerais; a Ponte Dom Pedro II, a Mina de Morro Velho.

23 - São Gonçalo do Rio Preto

São Gonçalo do Rio Preto fica à 56 km de Diamantina e à 350 km de Belo Horizonte. Sua população estimada em 2017 pelo IBGE era de 3.205 habitantes.
O município integra o circuito turístico dos Diamantes. Possui um lindo parque ecológico chamado de Parque Estadual do Rio Preto (na foto acima de Marcelo Santos, as Corredeiras do Rio Preto) , que é gerenciado pelo Instituto Estadual de Florestas - IEF. Com a construção do asfalto até a cidade, muitos turistas tem comprado terrenos e construído casas. Outra atração é a Praia do Lapeiro, que está situada a 1 km do centro da cidade, esta possui estrutura para esportes como futebol de areia, vôlei de praia e peteca, além de bares e um restaurante para atender todos os visitantes. Possui uma festa do divino em agosto, que conta com a participação da marujada local procurada por vários historiadores e turistas.
24 - Morada Nova de Minas e Três Marias

Morada Nova de Minas (foto acima de Wilson Fortunato) com 8.860 habitantes e Três Marias com 31.687 habitantes, segundo o IBGE, são duas belíssimas cidades localizadas na Região Central de Minas, privilegiadas pelas águas do Rio São Francisco e Represa de Três Marias. Morada Nova fica a 280 km de Belo Horizonte e Três Marias a 270 km. A agricultura, artesanato, culinária e alegria do povo dessas duas cidades já são convites para visitá-las mas o Rio São Francisco e passeios de balsa ou barco pela represa são passeios encantadores e imperdíveis.
Além disso, praias formadas pelas areias do Velho Chico fazem a alegria dos banhistas e turistas.(na foto acima, do Pepito a Praia Doce Mar de Minas)Vale a pena conhecer o Lago de Três Marias e essas duas cidades em particular.
25 - Buritis
O município situa-se na divisa com Goiás. Possui em sua extensão uma parte do Planalto Central brasileiro. Está bem próximo do Distrito Federal, a 240 km de Brasília. Sua população estimada em 2017 era de 24.689 habitantes, segundo o IBGE. (na foto ao lado de Gil Valadaes a Cachoeira da Extrama)
O Rio Urucuia e São Domingos são importantes para Buritis e toda Minas, além de propiciar lindas quedas d´água, com cachoeiras de tirar o fôlego.
Rio Urucuia
Este Rio é de grande notoriedade não só para Buritis, para o Estado de Minas Gerais, e para o Brasil, por ser formador da Bacia do Rio São Francisco pois também se fez presente nas obras do escritor mineiro João Guimarães Rosa.(Durães, Oscar Reis. Raízes e Culturas de Buritis no Sertão Urucuiano, Linha Gráfica Editora,1996. pag. 201)
Rio São Domingos- Rio que nasce e deságua dentro do território municipal, tem importantes afluentes como o Ribeirão do Fetal de rara beleza, o Riacho Fundo (Mangues), Manda Saia, Passa Três e outros. Além de quedas d'água como a cachoeira dos Confins.
E a queda d'água do Ribeirão Barriguda que mede mais de 90 metros de altitude. 

Acrescenta-se também, outros inúmeros ribeirões, córregos, muitas nascentes e vertentes d' água que irrigam todo a área do município, e o faz rico em águas fluentes. 
26 - Tupaciguara
 Localiza-se no Triângulo Mineiro. Sua população estimada pelo IBGE em 2017 era de 25 338 habitantes.Além da culinária típica mineira, Tupaciguara oferece vários atrativos ao turista. O Grande Lago, reservatório da Usina de Furnas de Itumbiara, é onde o tucunaré, peixe da Bacia Amazônica, melhor se adaptou fora de seu habitat. A pesca esportiva é amplamente difundida e são centenas de ranchos e alguns hotéis espalhados ao longo dos 110 km de margem do lago que o município possui. Destaca-se, ainda, uma infinidade de quedas d'aguas naturais, como a Cachoeira dos Costas com 125 metros de queda (na foto acima de Eudes Cerrado), a mais alta do Triângulo Mineiro, próxima ao povoado do Brilhante e a Cachoeira do Rio Bonito, a cerca de 8 km da sede do município, que integra o circuito turístico do Triângulo Mineiro. 
A cidade realiza todos os anos um dos maiores carnavais de rua do interior de Minas Gerais, inteiramente gratuito.
27 - Nova ponte

Sua população em 2017, segundo o IBGE era de 14.934 mil habitantes. É um município novo e muito pacato, totalmente planejado. Por ser um município rico, é referência na região do Triângulo Mineiro. Nova Ponte também é conhecida por seu carnaval, considerado o melhor da região. O ponto principal do Carnaval na cidade é a "prainha", o Balneário Social de Nova Ponte, e também nas praças. Sendo que a cidade nesta época conta com uma equipe de seguranças para atender todo turista que ali passar. O Rio Claro e sua principal cachoeira, a Fumaça, (na foto acima de Gabriel Menezes) são os locais mais procurados da região para esportes radicais.
28 - Delfinópolis

Delfinópolis está na região Sudoeste de Minas e dista 401 quilômetros de Belo Horizonte. Sua população em julho de 2017 foi estimada em 7 186 habitantes pelo IBGE. (foto acima de Conceição Luz) O município faz parte do circuito turístico Nascentes das Gerais e tem como principal atração turística o Complexo do Claro, um conjunto de cachoeiras localizadas próximas ao centro da cidade. Encontra-se também uma grande parte em seu território o Parque Nacional da Serra da Canastra e anexo a esse o Vale da Babilônia, região com muitas pousadas e atrativos turísticos, rota de trilheiros e admiradores da natureza.
Por Arnaldo Silva 
(fonte de algumas informações: Wikipédia, IBGE, Prefeituras locais e Setur/MG)
AVISO LEGAL:Este conteúdo pode ser publicado livremente, no todo ou em parte, em qualquer mídia, eletrônica ou impressa, desde que contenha um link remetendo para o site www.conhecaminas.com


3 comentários:
Faça também comentários
  1. Venha se deslumbrar com as belezas de Minas Gerais e poder refrescar nas águas cristalinas do Caparaó ao pé do Pico da Bandeira 2892 M Pousada do Bezerra te espera você e sua família !!!
    Carlos.
    Tel: (32) 3747-2628 / Fax: (32) 3747-2538
    Whatsap 32-98423-5696 Claro
    Site: www.pousadadobezerra.com.br
    E-mail: gerencia@pousadadobezerra.com.br
    www.facebook.com.br/pousadadobezerra
    skipe: pousadadobezerra
    https://www.youtube.com/watch?v=0u7mpR-_pkM

    ResponderExcluir
  2. Não vi São Roque de Minas. Serra da Canastra, nascente histórica do Rio São Francisco. Merecia estar na lista.

    ResponderExcluir
  3. Faltou Manhuaçu. Acredito que faltaram várias outras.

    ResponderExcluir