sábado, 21 de outubro de 2017

Conheça Bichinho, o pitoresco distrito de Prados MG

Compartilhe:

Bichinho, (na foto acima de Cláudio Lopes) é um pitoresco distrito da cidade de Prados, no Campo das Vertentes, apenas 7 km de  Tiradentes e a 185 km de Belo Horizonte.
Sua origem é do século 18, com o início da atividade mineradora em Minas Gerais. 
Teve como morador ilustre o Inconfidente Vitoriano Veloso, que deu nome oficial ao distrito, embora todos chamam o vilarejo pelo nome original, Bichinho. 
Um dos destaques de Bichinho é a Igreja de Nossa Senhora da Penha e seu cruzeiro, o cartão postal do distrito. A construção da igreja foi idealizada por Manoel Victor de Jesus no século 18. A obra levou 40 anos para ser construída, entregue em 1771. Posteriormente, em 1873, a  igreja passou por reedificação. Em estilo barroco, tem sua ornamentação e pinturas preservadas até os dias de hoje. A grandiosa obra é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Ipham).(na foto acima, de autoria de César Reis, a pintura no interior da Igreja de Nossa Senhora da Penha)
Quem visita Bichinho (na foto acima de Kiko Neto) percebe de cara que o lugar é tranquilo e seus moradores são muito receptivos. 
Bichinho se destaca por seu rico artesanato, pelo talento de seus artesãos, sua culinária típica e por seu casario antigo, construído em sequência, com janelas e portas coloridas (como pode ver na foto abaixo de Saulo Guglielmelli), decoradas com lindas peças do artesanato local, muito bem trabalhadas, já que muitas casas são também ateliês dos artistas locais. 
O artesanato em madeira é uma das características de Bichinho. Os artesão fazem escultura e painéis em madeira, bem como móveis em estilo colonial. Além da arte em madeira, são feitos ainda adornos forjados em ferro, colchas de crochê e fuxico e outras peças artesanais que encantam os visitantes. 
A qualidade do artesanato dos artesãos de Bichinhos impressiona os visitantes, sendo esse um dos motivos do crescimento da exportação do artesanato de Bichinho para outros estados.

A Casa Torta
Em 2016, o casal de atores Renato Maia e Lu Gatelli, criou a Casa Torta (na foto acima de Jerez Costa). A inusitada arquitetura, que é literalmente uma casa torta, é hoje um dos pontos mais visitados do distrito e mais fotografado também. Tem espaço para crianças brincarem e ainda local para se tomar café. Trata-se de um espaço cultural onde acontecem oficinas de arte, apresentações teatrais, gastronômicas e musicais. 
A Casa Torta fica na rua São Bento, (31) 9 8718-8444

Museu do Automóvel
Para os amantes de carros antigos, o distrito conta com o Museu do Automóvel. Foi inaugurado em 2006, pelo colecionador de carros Rodrigo Cerqueira, que desde 1976 começou a adquirir e restaurar carros antigos. Quem vem a Bichinho não pode deixar de visitar o museu que fica  no Sítio Pau D'angu - Estrada Real Tiradentes / Bichinho (a cerca de 5km de Tiradentes)
Horário de Funcionamento: Quarta a Domingo das 9h às 18h - Contato: (32) 3799-8033

Oficina de Agosto
Desde os anos 80,  funciona em Bichinho o ateliê Oficina de Agosto, criado por Toti e sua irmã Sonia Vitaliano. O objetivo do ateliê é o de reunir artesãos da  região, recuperar e preservar a arte mineira. Este ateliê é bastante respeitado, devido a alta qualidade de suas peças e pinturas, que nascem do aproveitamento de materiais de demolição, madeira, ferro, lata, plástico e tecidos de algodão.

Hoje, Bichinho já dispõe de opções de hospedagem e alimentação. Além disso, o distrito possui três tradicionais alambiques. Suas lojas e ateliês funcionam todos os dias, com horários de abertura e encerramento variando de acordo com cada ateliê. (Por Arnaldo Silva)

6 comentários:
Faça também comentários