Assim era a vida.....

Arte Naif da Artista plástica Mineira Valquíria de Barros
Num tempo não muito distante, vivíamos em paz. Aos domingos, a meninada jogava bola no campinho, brincavam de queimadas, esconde-esconde, soltavam pipas, jogavam bolinhas de gude....
As casas eram bem próximas, não tinham muros e nem grades.
Todas tinham hortas e galinheiros nos quintais.
Os jardins enfeitavam a entrada das casas.
As portas e janelas eram de madeira, trancadas apenas com tramelas e trincos.
Mas nem precisava. Na vila todos se conheciam, todos confiavam uns nos outros.
As visitas eram frequentes. Comadres e compadres se visitavam sempre.Falavam da última visita à Aparecida, combinavam sobre as rezas dos terços....
Quando não tinha ninguém em casa, a porta da cozinha ficava apenas encostada, caso chegasse alguma visita, podia entrar e ficar a vontade. Sempre deixavam alguma quintada sobre a mesa para as visitas.
Essa era a vida no interior... uma vida que se foi com a modernidade.
Ficou na lembrança de quem viveu esses doces e lindos momentos.

Arnaldo Silva, fotojornalista e escritor, autor do livro Doces Momentos

Nenhum comentário:

Postar um comentário