segunda-feira, 15 de maio de 2017

Parque Nacional do Caparaó

Vale Encantado. Fotografia de Marcelo Santos
Localizado na Serra do Caparaó, na divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, o Parque Nacional do Caparaó é um dos ícones do montanhismo no Brasil e abriga o terceiro ponto mais alto do País, o Pico da Bandeira, que tem 2.892 metros de altitude. Além dele, estão na Unidade de Conservação (UC) cinco dos dez picos mais altos de todo o território nacional.
Amanhecendo no Pico da Bandeira por Sairo Gudes, guia turístico.
A Unidade abrange um território de aproximadamente 31,8 mil hectares. Cerca de 80% do parque está no estado do Espírito Santo. Os maiores picos ficam na divisa dos estados, destacando-se o Pico da Bandeira, com 2.892 metros, o Pico 2 ou Pico do Cruzeiro, com 2.852 metros, o Pico do Calçado com 2.849 metros e o Pico do Calçado Mirim com 2.818 metros. O Pico do Cristal, com 2.770 metros fica exclusivamente em território mineiro. 
Imagem de Naiara Cler
O parque abriga ainda outros picos, menores em tamanho, mas também de altitudes consideráveis, como o Morro da Cruz do Negro (2.658 metros), o Pico da Pedra Roxa (2.649 metros), o Pico dos Cabritos ou do Tesouro (2.620 metros), o Pico do Tesourinho (2.584 metros), e a Pedra Menina (2.037 metros) todos em território capixaba.
Fotografia de Naiara Cler
A Serra do Caparaó é uma das mais representativas áreas de preservação da mata atlântica em território Capixaba. O Parque guarda amostras singulares de campos de altitude (tipo de vegetação peculiar, cujas características são fortemente influenciadas pelas condições de solo, clima e altitude do maciço do Caparaó), relevante patrimônio geológico, além de proteger nascentes de três importantes bacias hidrográficas (Rios Itabapoana, Itapemirim e Doce) e diversas espécies endêmicas e ameaçadas de extinção da fauna e flora.
Fotografia de Sairo Guedes 
O Parque Nacional do Caparaó possui duas portarias de acesso, localizadas no município de Alto Caparaó – MG, onde também funciona a sede administrativa da UC e em Pedra Menina, distrito do município de Dores do Rio Preto – ES, pelas quais o visitante pode conhecer o Pico da Bandeira e diversos outros atrativos do Parque, entre, mirantes, vales, cachoeiras e piscinas naturais belíssimas, que estão abertos ao público para visitação durante todo o ano.
Fotografia de Sairo Guedes
Dispõe de um amplo sistema de trilhas, sinalizadas, auto guiadas de curto, médio e longo percurso e com diferentes níveis de dificuldade, facultando assim a utilização por diferentes tipos de usuário para caminhadas por meio a florestas e campos de altitude. As principais trilhas levam ao Pico da Bandeira, que pode ser conquistado tanto pela trilha da vertente capixaba (Trilha Casa Queimada - Pico do Calçado – Pico da Bandeira) como pela vertente mineira (Trilha Tronqueira – Terreirão - Pico da Bandeira). Ambas as trilhas permitem ao visitante conhecer outros atrativos e lugares de grande beleza cênica e contemplativa da Unidade, além de realizar a famosa travessia no percurso entre os dois estados da UC (travessia ES/MG ou MG/ES).
No inverno, cenas de gelo é comum no alto do Parque. Fotografia de Sairo Gudes 
No parque o visitante pode contar ainda com quatro áreas de acampamentos localizadas na parte alta da Unidade de Conservação, sendo pela portaria de Alto Caparaó em MG, os acampamentos da “Tronqueira” e “Terreirão” - e pela Portaria de Pedra Menina no ES – os acampamentos da “Macieira” e “Casa Queimada”. Os acampamentos do parque são estruturados com postos de funcionários, banheiros públicos, lava-pratos, mesas, bancos e churrasqueiras, estas últimas disponíveis apenas no acampamento da “Macieira”.

Fonte: ICMBio - Parque Nacional do Caparaó
Ilustrações nossa.

Nenhum comentário:
Faça também comentários