quarta-feira, 5 de abril de 2017

9 cidades mineiras indicadas para casais apaixonados

Compartilhe:

O clima agradável durante todo o ano, suas montanhas, bosques, lagos e a famosa culinária local criam o clima ideal para uma viagem inesquecível a dois. São diversas opções para os casais de todos os tipos. Os que curtem esportes radicais encontram uma gama variada de lugares para a prática desse hobby. Os que procuram cultura e arte vão se esbaldar nas cidades históricas com todo o seu acervo arquitetônico e cultural. Para quem busca relaxamento e bem estar também não faltam opções. Águas termais, spas, massagens e meditação fazem parte do leque de ofertas. Os mais românticos podem experimentar um delicioso jantar à luz de velas e passear por lugares bucólicos. 
Alimente sua paixão com momentos especiais num cenário perfeito!Conheça 8 destinos mineiros para casais apaixonados.
01 - Poços de Caldas: romantismo ao som das águas
Poços de Caldas, (foto acima da entrada da cidade de Luis Leite) no Sul de Minas, é uma ótima opção para casais apaixonados.É uma das mais lindas e charmosas cidades de Minas. O município foi cenário de novela Alto Astral da Rede Globo e samba enredo da escola de Samba Beija Flor em 2006. De clima agradável, são 1196 metros de altitude e distante 496 km da capital. Muito procurada por casais em lua de mel, a cidade oferece uma boa rede hoteleira, belezas arquitetônicas, tranquilidade e sossego. Praças bem cuidadas, parques e uma gastronomia excelente. Além claro, de suas águas minerais e sulfurosas, que atrai visitantes de todo o mundo. O turismo de eventos também atrai turistas, com destaque para a Sinfonia das Águas, Festa UAI, Feira Nacional do Livro, Flipoços, Julho Fest, Festival Música nas Montanhas, Jazz & Blues Festival e Enaf.Vale a pena conhecer Poços de Caldas. 
02 - Itapeva e o Vale Suíço
Itapeva (do tupi-guarani itá’peba, que significa pedra chata) está situada no extremo sul do estado de Minas Gerais, a 460 km da capital Belo Horizonte. Segundo o IBGE, em 2017, o município tinha 9618 habitantes. A maior parte da cidade se desenvolveu na margem direita da Rodovia Fernão Dias, tendo como referencial o trajeto São Paulo–Minas Gerais. O Município de Itapeva faz divisas com Cambuí, Senador Amaral, Munhoz, Toledo, Extrema e Camanducaia.Itapeva conta com um clube recreativo (capacidade para 600 pessoas), dois ginásios poliesportivos; um estádio de futebol com iluminação e duas piscinas públicas artificiais e duas academias de ginástica. Somam-se a esses, a piscina natural da "Pedra Chata" e as famosas cachoeiras em que se sobressai a do "Gusto Caipira".
A cidade é bem cuidada, com um povo bom, hospitaleiro e muito gentis. Conta com restaurantes, hotéis e pousadas já que o município atrai vários turísticas, por ser circundado pelasbelas paisagens da Serra da Mantiqueira. A mais famosa pousada de Itapeva é essa da foto acima, de autoria de Beatriz Barreto Tanezini, o Vale Suíço. O Vale Suíço é um hotel fazenda de alta qualidade e um dos locais mais destacadas da Região Sul de Minas.
3 - Santana dos Montes:Tradição nas fazendas 
Santana dos Montes (foto acima do Barbosa) localiza-se a cerca de 130 km da capital Belo Horizonte e tem entre seus principais atrativos as imponentes fazendas coloniais e os belos casarões, além das belezas naturais. Inicialmente habitada por índios carijós e depois por portugueses, a área recebeu o aporte dos escravos africanos destinados às lavouras, cujos descendentes ainda mantêm viva a tradição da Festa do Rosário, a Folia de Reis e o Congado. Conforto e tranqüilidade são ingredientes de destaque nos hotéis-fazendas e pousadas da região!
4 - Diamantina: Música, tradição e natureza
Diamantina (foto acima de Lucas Vieira) é uma cidade que soube conservar sua arquitetura, cultura e natureza para se tornar uma das cidades históricas mais conhecidas e visitadas do Brasil. Possui um casario colonial de inspiração barroca, construções históricas e igrejas seculares, que carregam consigo mistérios que fazem parte da cultura popular dos diamantinenses. A musicalidade, com suas serenatas e vesperatas faz das ruas da cidade um verdadeiro show. Para completar, a paisagem cênica que envolve a cidade é uma das mais deslumbrantes de toda Minas Gerais. Estas características, além de encantar a todos, trouxeram para a cidade, em 1999, o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, entregue pela UNESCO. A cidade é um lugar onde o erudito e o popular se misturam em obras autênticas da musicalidade mineira, fazendo de Diamantina um dos destinos mais singulares para visitação em Minas Gerais.
5- Monte Verde:Romance e requinte nas montanhas
 Distrito de Camanducaia, Monte Verde é um dos locais mais singulares de Minas. O distrito é uma estância climática a 1.600 metros de altitude, rodeado por montanhas verdes e pinheiros. Bem ao sul de Minas, o clima seco e frio misturado com a arquitetura européia faz que Monte Verde seja conhecida como a "Suíça brasileira". 
Favorável a prática do turismo de natureza, Monte Verde é um dos destinos ideais para quem gosta de respirar ar fresco e limpo. Atividade como caminhadas por trilhas, passeios a cavalo, montanhismo ou até mesmo contemplação da natureza são algumas das opções que o local oferece. 
Monte Verde, devido a sua rusticidade e clima ameno, tornou-se um destino bastante procurado por casais, sejam estes namorados ou aqueles que desejam curtir a lua-de-mel, a vila possuí várias opções de pousadas e hotéis para quem deseja aproveitar os momentos a dois. (fotos de Monte Verde MG de autoria de Ricardo Cozzo)
6 - Aiuruoca: Paisagens inspiradoras, recantos aconchegantes e modo de vida tranquilo.
No Sul de Minas, em plena Serra da Mantiqueira (foto acima da Pousada Cantos das Bromélias, com vista para o Pico do Papagaio), a 1.050 metros de altitude, pode-se desfrutar de paisagens inspiradoras, recantos aconchegantes, modo de vida tranquilo. Esse lugar se chama Aiuruoca, nome indígena que significa “toca do papagaio”, graças à enorme quantidade de papagaios que vive na região. A regra em Aiuruoca é relaxar e curtir as belezas da Mata Atlântica, numa região com inúmeras cachoeiras, trilhas, montanhas e bosques de araucárias. Aiuruoca é lugar privilegiado onde o visitante pode participar de atividades de turismo rural, ecológico, esportivo, de saúde, e também de turismo cultural. Seu acervo arquitetônico urbano e rural, as festas religiosas e as manifestações populares revelam as tradições e as histórias dessa secular comunidade. No inverno, as temperaturas são extremamente baixas, conferindo ao local um charme especial, ideal para aproveitar as simples, mas confortáveis pousadas da região. Dicas de Viagem: O Pico do Papagaio é um dos principais atrativos da cidade. A origem do nome do pico deve-se à presença de grande quantidade dessas aves no local. O pico, de forma arredondada, desenvolve-se em sentido horizontal, com várias pontas, terminando com uma grande rocha de altitude aproximada de 2.100 metros. Nele encontram-se muitas nascentes d'água. O acesso é feito por trilhas estreitas de terra, acessíveis a pé ou a cavalo. Não há infraestrutura nestes percursos. No sopé da montanha existem muitas propriedades particulares dentre elas, a comunidade Santo Daime.
7 - Tiradentes: Uma mistura de sabores
Tiradentes (foto acima de César Reis) é uma mistura dos sabores de Minas: história, cultura, religiosidade, natureza e gastronomia. É uma das cidades históricas mais charmosas do Estado, com importantes exemplos de arte barroca enriquecendo sua paisagem. Algumas de suas principais construções tem o toque magistral do escultor Aleijadinho. Graças a seu rico patrimônio histórico, a cidade é escolhida com frequência para servir de set para gravações de filmes e minisséries de época. O calendário da cidade é repleto de eventos, além do tradicional Carnaval de rua e da Semana Santa, destaque para o Festival de Cinema, em janeiro; o Encontro dos Apreciadores da Harley Davidson, em julho e o Festival Gastronômico, em agosto. Na charmosa Tiradentes, passeie pelas ruas e pelo casario. O movimento das charretes, as pracinhas e o Chafariz de São José são uma atração à parte. O artesanato está por toda a cidade. À noite, assista ao espetáculo de som e luz na Matriz de Santo Antônio. Trekking na Serra de São José, cavalgadas e visita aos ateliês dos artistas locais são outras boas pedidas.
8 - Extrema: Charme e aventura nas Serras Verdes
Os índios chegaram primeiro; os bandeirantes vieram logo depois, em busca de ouro e esmeraldas. Chegando aqui, encontraram outro tipo de riqueza: paisagens impressionantes, tranquilidade e um dos melhores climas do mundo. Cachoeiras cercadas de fauna e flora remanescentes de Mata Atlântica convivem com o dia a dia simples do lugar: o fogão a lenha, as quitandas, o queijo artesanal, os doces, as geleias, os pães, os pratos típicos da cozinha mineira e a conversa despretensiosa com os moradores. (foto acima de Nathy Rocha)
9 - Andradas:Encantos do Sul de Minas com vinho e azeite 
Esta região oferece muitos atrativos culturais, ecológicos e propicia para a prática de esportes de aventura, como rapel, tirolesa e voo livre. Algumas das atrações naturais são: a Serra de São Domingos, com 1.686 m de altitude; o Pico do Gavião; e as Pedras do Elefante e do Pântano. (foto acima de Juarez Teixeira) A região é conhecida também por sua tradição vinícola trazida dos imigrantes do norte da Itália e agora pelo azeite, considerado um dos melhores do mundo.
Fonte das matérias:Jornal O Estado de Minas. Link original: http://minasgerais.com.br/pt/o-que-fazer/charme/inverno Ilustrações nossa. As matérias sobre Poços de Caldas e Itapeva foram inserções nossa.

16 comentários:
Faça também comentários
  1. Faltou Poços de Caldas nesta lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E muitas outras. Poços eu conheço, moro pertinho.

      Excluir
    2. Acho que não leu a reportagem. A primeira cidade que é citada é Poços de Caldas.

      Excluir
    3. Acho que não leu a reportagem. A primeira cidade que é citada é Poços de Caldas.

      Excluir
  2. Parabéns para essa edição,não desmerecendo demais cidades pois não conheço , mas nosso Distrito de Monte Verde-mg, posso garantir que é romântico e acolhedor !

    ResponderExcluir
  3. Realmente faltou Poços de Caldas nesta lista!

    ResponderExcluir
  4. Faltou São João del rei, belíssima cidade

    ResponderExcluir
  5. Poços de Caldas é a minha preferida.

    ResponderExcluir
  6. Aiuruoca é simplesmente magnífica em sua simplicidade!

    ResponderExcluir
  7. Conhecemos Poços de Caldas, Monte Verde, Extrema e Tiradentes, vale a pena conhecer, cidades maravilhosas e povo aconchegante.

    ResponderExcluir