Conheça Santa Bárbara, uma das mais lindas cidades históricas mineira.

Cidade histórica do Circuito do Ouro de Minas Gerais, com aproximadamente 30 mil habitantes, localizada a noventa e oito quilômetros de Belo Horizonte (utilizando-se a BR 381/262 e a MG 436), no centro da Estrada Real. A paisagem bucólica, com suas igrejas, telhados e quintais, aos pés da imponente Serra do Caraça, fazem de Santa Bárbara um dos municípios mais bonitos de Minas Gerais (foto acima e abaixo, de Thelmo Lins). Cidade tranquila e acolhedora, apesar da agitação da atual fase de desenvolvimento econômico, é também dotada de um povo simples e hospitaleiro que preserva suas tradições e mantém uma vida cultural ativa.

História
Foi estabelecida como "Arraial de Santo Antônio do Ribeirão Santa Bárbara" pelo bandeirante paulista Antônio Silva Bueno, em 4 de dezembro de 1704, que ali encontrou ouro de aluvião e veios de pedras preciosas. Um fato interessante é que esse bandeirante fundou o arraial de Brumal na véspera, e até hoje o aniversário do distrito é comemorado na véspera do município. Em 1713 teve início a construção da Matriz de Santo Antônio (Matriz de Santa Bárbara no seu interior, na foto ao lado, de Elvira Nascimento. É a mais bela setecentistas de Minas Gerais). Posteriormente a cidade se tornou importante passagem na rota entre a Corte, no Rio de Janeiro, e as minas do centro/norte de Minas Gerais (Estrada Real - Caminho do Ouro e dos Diamantes). Em 1817 foi visitada pela expedição dos naturalistas Carl Friedrich Philipp von Martius e Johann Baptiste von Spix em sua passagem pelo sertão mineiro. Foi elevada à condição de Vila em 16 de março de 1839, e em 1858 à condição de Município com o nome de "Santa Bárbara do Mato Dentro". Em 1861, os ingleses que ali chegaram organizaram a Santa Barbara Mining Company, na região que hoje se encontra Florália e Bateias, com o objetivo de retomar a exploração do ouro. Por volta de 1870, foi visitada pelo imperador Dom Pedro II que, no Santuário do Caraça, declarou que "só esta paisagem já paga a viagem a Minas Gerais". Em 1878 tornou-se Comarca, desmembrando-se do município de Caeté. Nessa época seu território abrangia os atuais municípios de Barão de Cocais (São João do Morro Grande), Cocais (N.Sa. dos Cocais), Catas Altas, Conceição do Mato Dentro, São Miguel do Piracicaba, São Gonçalo do Rio Abaixo, Bom Jesus do Amparo, Nova União, Socorro, Brumado, e João Monlevade (Carneirinhos). No início do século XX (1908/1911), com seu filho
 Afonso Pena (foto acima da casa onde viveu Afonso Pena e onde ele está sepultado. Foto de Thelmo Lins) já como Presidente do Brasil, teve nova fase de desenvolvimento como importante entreposto comercial, como última estação da estrada de ferro na ligação com o grande sertão mineiro. Em 1911 foi inaugurada a estação ferroviária da estrada de ferro Central do Brasil (onde hoje, depois de desativada, abriga o projeto Estação da Música). Novos ciclos de progresso aconteceram em 1930, no governo de João Mota, e em 2000, com a instituição do turismo na Estrada Real, quando se tornou polo turístico entre as cidades históricas mineiras. Durante todo o ano de 2004, comemorou em alto estilo seus 300 anos de existência, com a participação ativa de toda a comunidade.

Entre seus vultos históricos encontram-se: Dom José Feliciano Pinto Coelho da Cunha (1792-1869), o Barão de Cocais, militar, político e empresário, no século XIX a maior personalidade e maior riqueza de toda região; o Presidente da República Afonso Pena (1847-1909), que governou o Brasil de 1906 a 1909 e foi a única personalidade política do Segundo Império (Comendador, quatro vezes Deputado e Ministro da Guerra, da Agricultura e da Justiça) que continuou sendo autoridade na República (Deputado Constituinte, Presidente da Província de Minas Gerais, Vice-presidente e Presidente do Brasil); o eminente Cardeal Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta (1890-1982) - nascido e criado no então Distrito de Bom Jesus do Amparo, construtor da Catedral da Sé quando bispo de São Paulo e primeiro arcebispo de Aparecida do Norte (SP), idealizador da catedral-basílica da Padroeira do Brasil; o violonista e compositor Mozart Bicalho (1911-1986), recordista em vendagem de discos e na criação de obras clássicas e populares para violão na "Era do Rádio"; e o líder político regional João Mota, prefeito de 1920/23 e 1929/32 que reurbanizou a cidade e conseguiu aglutinar os municípios da região do Médio Piracicaba, no centro-leste de Minas, em importante associação micro-regional.

Economia
Atualmente sua economia se baseia: na extração mineral de ferro e ouro por grandes empresas; na produção de mel e derivados; na silvicultura; no reflorestamento para produção de carvão vegetal; nas atividades agro-pecuárias de expressão regional; e no turismo ecológico, rural, histórico, cultural e de aventuras (esportes radicais), hoje em fase de franco desenvolvimento.

Distritos
O município de Santa Bárbara possui quatro Distritos afastados da sede: Barra Feliz, a 5 km por asfalto, na estrada MG-436; Brumal (foto ao lado, de Elvira Nascimento), a 5km por asfalto; Florália, a 10 km estrada de terra; e Conceição do Rio Acima, a 23 km estrada de terra.
O subdistrito de André do Mato Dentro também está ligado ao município de Santa Bárbara.

Cultura e turismo
A cidade oferece como atrações turísticas permanentes algumas construções do século XVIII entre eles a Matriz de Santa Bárbara (foto acima, de Thelmo Lins), dedicada a Santo Antônio e construída em 1724, no estilo barroco colonial, recentemente recuperada, onde se destaca o teto da nave pintado pelo Mestre Manuel da Costa Ataíde. 
Há ainda o casario do século XIX do centro histórico da cidade (na foto acima, de Thelmo Lins), destacando-se a Prefeitura, o Hotel Quadrado, a antiga Cadeia Municipal (futuro Museu Municipal), a Pharmacia Sant'Anna (atual Museu do Judiciário Municipal), o Chalé Barroco, a Casa da Cultura, a Igrejinha de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e o casario colonial da Rua Rabelo Horta. Possui mais três igrejas, várias capelas barrocas e a Represa do Peti (Usina Hidrelétrica de Peti), área de preservação ambiental e reserva ecológica pertencente à Cemig, liberada para pesquisas, pescarias e visitas.
 Santuário do Caraça 
A 24 km do município se encontra o famoso Parque Natural do Caraça (foto acima, de Alexandre Pastre - localizado em terreno da vizinha Catas Altas), propriedade da Igreja Católica, localizado no cume da Serra do Caraça com altitudes acima de 1.700 m, frequentado por estudiosos e turistas em grande parte estrangeiros. Esse parque é caracterizado pelo clima frio (gelado no inverno) e uma singular ecologia de alto de montanha (coníferas, orquídeas, lobos-guará, onças pardas, esquilos, insetos raros), longas trilhas para caminhadas, escarpas, lagos e cachoeiras. Apresenta as antigas instalações muito bem preservadas do Seminário desativado após um grande incêndio em 1968: a Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens que tem no altar a múmia de São Pio trazida da Itália (com um cálice do seu sangue); clausura; bibliotecas e museu. A atual igreja, em neogótico estilizado, substitui a antiga ermida erguida no século XVIII, pelo lendário Irmão Lourenço, fundador do complexo religioso do Caraça. Esse antigo Seminário conta com meio de hospedagem próprio destinado exclusivamente ao relaxamento, oração e retiro espiritual. A presença diária de lobos-guará selvagens, à noite, sendo alimentados na mão por padres, já foi objeto de reportagens especiais em revistas e redes nacionais de TV.
Como atrações turísticas temporárias, Santa Bárbara (na foto acima de Elvira Nascimento, vemos o Centro Histórico) conta com vários eventos: a cavalhada de Santo Amaro, no primeiro domingo de julho, o Torneio Leiteiro e Exposição Agropecuária, no segundo fim de semana de julho; a Feira Multi-Setorial, no terceiro fim de semana de setembro, com cavalgadas, rodeios e animados shows de artistas populares; e o aniversário da cidade, em 4 de dezembro, com programação cultural variada. Santa Barbara é uma cidade muito calma e ótima para se visitar.
Fotografia de Thelmo Lins
No subdistrito de André do Mato Dentro, acontece, em outubro, a tradicional Festa de São Geraldo e Santo Antônio com atrações religiosas, como missas e procissão, além da Corporação Musical Santo Antônio e da esperada Cavalhada Feminina - considerada a única do gênero no estado. Em Bateias (comunidade rodeada e administrada por limítrofe de três municípios- Santa Bárbara, Rio Piracicaba e Alvinópolis), na semana de 17 de junho, ocorre a tradicional Festa de São Manoel.
Interior da Igreja Matriz de Brumal, distrito de Santa Bárbara. Foto de Elvira Nascimento 
Principais atrativos
Pharmacia Sant'Anna (atual Museu do Judiciário Municipal) de D. Nini, século XVIII – Tombada pelo IEPHA e CONSELHO MUNICIPAL
Cachoeiras em diversos locais
Capela de Nossa Senhora do Rosário dos Negros, século XVIII – Tombada pelo IEPHA e CONSELHO MUNICIPAL (foto ao lado, de Alexandre Pastre)
Casa do Mirante, século XVIII – Tombada pelo IEPHA e CONSELHO MUNICIPAL
Capela da Arquiconfraria do Cordão de São Francisco
Capela de Nosso Senhor do Bonfim
Capela de São José, no distrito de Sumidouro
Casa do Mel
Casarão Afonso Pena ou Casa Grande
Ginásio Poliesportivo Emília Mendes da Fonseca
Igreja de Santo Amaro, no distrito de Brumal, século XVIII - Tombada pelo IPHAN
Igreja Nossa Senhora da Conceição e gruta de São Bento, no distrito de Barra Feliz
Igreja São Manoel (em Bateias)
Igreja de Nossa Senhora das Mercês
Largo do distrito de Brumal - tombado pelo IEPHA
Matriz de Santa Bárbara (Igreja Matriz de Santo Antônio)
Parque Recanto Verde
Roteiro Centro Histórico
Serra do Caraça (Catas Altas)

Fonte das Informações: Wikipédia

12 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa minha cidade de pessoas amáveis e hospitaleiras.

    ResponderExcluir
  3. É realmente uma cidade linda. Moramos por seis meses na Rua do Moinho (25/12/1997 a 03/08/1998).
    Parece que foram seus anos, onde deixamos muitos amigos e afilhada.
    Que saudades das pessoas e dá cidade!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia ! Não são caros os imóveis em Santa Bárbara e região tenhos boas opções de casas, apartamentos, lotes e chácaras, estou a disposição para visitas e informações. Consultor credenciado Creci 23.352 MGF whatsApp (31) 98321-6650.

    ResponderExcluir
  5. Uma das cidades que marcaram minha infância; morei em Barão de Cocais por dezoito anos e costumava ir a pé até Santa Bárbara, passando pela via férrea e me deslumbrava coma beleza da cidade. Sempre visito este lugar maravilhoso e adorei ver a reforma feita na igreja de Brumal. Quando eu morava em Barão de Cocais, ela estava abandonada e habitada por milhares de morcegos.

    ResponderExcluir
  6. Uma das cidades mais lindas de Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  7. Adoro Sta Bárbara-MG, vim de lá ontem, sou de Volta Redonda - RJ, daqui a 30 dias estarei voltando pra lá.

    ResponderExcluir