Conhecendo e aprendendo a fazer Tutu a Mineira.

Que tal um tutu a mineira?

A palavra TUTU vem do quimbundo quitutu, da língua africana "banta" mais falada em Angola e que significa “papão”. Papão refere-se a algo sobrenatural, que não existe no mundo real, algo fora da realidade, fora do comum. Daí o prato chamar-se tutu, pois de tão bom, nem parece coisa desse mundo!

Aprenda a preparar e bom apetite

Ingredientes
1/2k de feijão preto
1 linguiça calabresa
bacon
carne seca
alho
azeite
farinha de mandioca

Modo de preparo
Comece fazendo o seu feijão de todo dia, mas se você não tem costume de colocar "salgados", vale a pena abrir uma exceção dessa vez, para dar aquele gostinho especial. para servir 4 pessoas. Usamos 1/2k de feijão preto que foi devidamente cozido com um pedaço de linguiça calabresa, um pedacinho pequeno de bacon e outro de carne seca – a quantidade fica a critério do gosto de cada um.

Feijão cozido é hora de refogar com bastante alho e um fio de azeite. Feijão pronto é hora de tirar do fogo e bater tudo, os "salgados" e o feijão, transformando assim em um delicioso caldo. Volte esse caldo para a panela, e ainda fora do fogo vá adicionando aos poucos a farinha de mandioca até o ponto que você desejar. Volte ao fogo, sempre mexendo, deixe levantar fervura e observe o ponto. Se achar que ficou mole demais acrescente mais de farinha, salpicando aos poucos para não empelotar. Para diluir basta acrescentar mais água.

Sirva bem "quetim" (como dizemos aqui),, assim que sair do fogo. E, para quem pode, que tal salpicar uns pedacinhos de bacon ou torresminho? Bom apetite!


Fonte: Secretaria de Turimos de Minas Gerais 

Nenhum comentário:

Postar um comentário