Comida Mineira

Pare tudo e pense no que vem à cabeça com o tema “comida mineira”. Impossível deixar de fora itens como feijão roxinho, carne de porco, fubá, couve, queijo, fogo, graveto. Os ingredientes característicos desta cozinha se firmaram no inconsciente coletivo do brasileiro por meio de suas receitas tradicionais, com cara de fazenda. É a chamada gastronomia de quintal, tão em voga ultimamente, que privilegia produtos da própria região, plantio em pequena escala e que respeita a safra dos alimentos. O cozimento lento em baixa temperatura, tendência máxima da gastronomia moderna, também é típico das Minas Gerais. Parece que o estado inteiro tem cheiro de madeira aquecendo panelas de pedra sabão e o barulhinho chiado da brasa do fogão a lenha, que nada mais é que este tipo de cocção.

Mas isso não quer dizer que os cozinheiros mineiros se sentaram na soleira da porta de suas casinhas de pau-a-pique e ficaram vendo a vida passar, enquanto a gastronomia brasileira crescia. Muito pelo contrário. Um olhar sobre a cena local revela que as mesas mineiras estão tão bacanas quanto às de qualquer outro grande centro gastronômico do país. E do mundo.

Fonte parcial:Receitas Ig

Nenhum comentário:

Postar um comentário